Cadastre-se e receba novidades:

Nome


E-mail

Faraoh Nilo – Stud Capitão

Questor Maximus – Stud Nunes de Miranda

Casual Elegance – Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Luigi Bros – Haras Do Morro

Elemento Fatal – Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Baccos – Stud Cajuli

Questor Maximus – Stud Nunes de Miranda

Rufus Gê – Stud Nunes de Miranda

Faraoh Nilo – Stud Capitão

Selo Negro – Stud Cajuli

Podolski – Sinval Domingues de Araujo

Energia Important – Stud Gold Black

Kurdish – Stud Capitão

Final Road – Haras do Morro

Acteon Gaúcho – Stud Hulk

Quarteto de Cordas – Haras do Morro

Ombak Bagusse – Haras Clark Leite

Escasa – Haras do Morro

Roi Plantegenêt – Stud Nunes de Miranda

Isola Di Fiori – Haras do Morro

Dracarys – Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Lookforthestars – Haras do Morro

Agassi – Stud Verde

Verso e Prosa – Stud Ilse

Last Hope – Coudelaria Jessica

Ghoul – Stud Verde

Famous Italian – Stud Palura

Risada Gaucha – Coudelaria Pelotense

Violino Solo – Haras do Morro

Gone Hollywood – Stud Verde








Fevereiro | 2018

Em Alagoas, Juvenal parabeniza Jorge Ricardo
07/02/2018 - 17h36min



“Que notícia maravilhosa!”. Foi assim, com aquela espontaneidade tão conhecida dos turfistas cariocas, que Juvenal Machado da Silva, o maior rival de Jorge Ricardo no turfe nacional, reagiu quando soube do recorde mundial batido por ele na Argentina. Maior obstáculo de Ricardinho nas pistas, o alagoano disse que a rivalidade entre eles sempre se limitou as competições. E enalteceu a fibra e a perseverança do grande campeão, segundo ele um orgulho para os brasileiros.

“Eu sabia que ele conseguiria este feito. O Jorge sempre foi um cara obstinado e merecedor de tudo que conquistou na profissão. Aqui a gente acompanha de longe as coisas do turfe, mas os meus filhos estavam de olho na contagem regressiva. E agora, ele vai parar? Vai fazer o que na vida?”, perguntou com aquele inconfundível tom irreverente e o sotaque nordestino.

Juvenal pretende comparecer ao Grande Prêmio Brasil deste ano e promete dar um grande abraço em Ricardinho. Ainda hoje, ele relembra os grandes duelos entre eles, mas o trabalho na lavoura não lhe permite acompanhar as corridas como gostaria. “Este ano tivemos chuva e não posso me queixar da vida. As safras foram muito boas e os meus bois continuam pastando por aqui. Diz ao Ricardinho para descansar agora. Com 56 anos, já tá mais do que na hora dele curtir a vida e gastar um pouco desta grana ele faturou ganhando este monte de páreos”, brincou.

por Paulo Gama



<< Anterior Próxima >>










12.902

12.844















Coudelaria Atafona

Coudelaria FBL

Coudelaria Intimate Friends

Coudelaria Jessica

Coudelaria Pelotense

Haras Clark Leite

Haras Iposeiras

Haras Depigua

Haras do Morro

Haras Old Friends

Haras Planície

Haras Vale do Stucky

Jorge Olympio
Teixeira dos Santos

Ronaldo Cramer
Moraes Veiga

Stud 13 de Recife

Stud Brocoió

Stud Cajuli

Stud Capitão

Stud Cariri do Recife

Stud Elle Et Moi

Stud Everest

Stud Gold Black

Stud H & R

Stud Hulk

Stud Ilse

Stud La Nave Va

Stud Palura

Stud Quando Será?

Stud Recanto do Derby

Stud Rotterdam

Stud Spumao

Stud Terceira Margem

Stud Turfe

Stud Verde

Stud Wall Street

  Associação Carioca dos Proprietários do Cavalo Puro-Sangue Inglês