Cadastre-se e receba novidades:

Nome


E-mail

Bebe Frances – Stud Ilse

Deluge – Coudelaria Palura Mirim

Emerald Lady – Stud Wall Street

Joka Tango – Stud Lagoa 26

Maestro da Serra – Stud Cajuli

Neshama – Ulisses Lignon Carneiro

Pedra Petra Sarge – Stud Elle et Moi

Isola Di Fiore – Haras do Morro

Gata do Vizinho – Sinval Domingues de Araujo

George Valentin – Sinval Domingues de Araujo

Veramente Buono – Haras Old Friends

Evoque – Sinval Domingues de Araujo

Back And Forth – Stud Lagoa 26

Nikki Beach – Stud Wall Street

Imortallity Point – Stud Snob

Magic Citizen – Coudelaria Jessica

Kurdish – Stud Capitão

Justo Mano – Haras Di Cellius

Leodegrance – Sinval Domingues de Araujo

Real Woman – Stud Gold Black

Patureba – Sinval Domingues de Araujo

Japanese Morning – Stud Capitão

Hacienda Florida – Stud Palurape

Kremlin – Stud Hulk

Guaruman – Haras Planicie

Knowing – Stud Capitão

Angus – Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Coldplay ? Stud Hulk

Carrocel Encantado – Sinval Domingues de Araujo

Magic Citizen – Coudelaria Jessica









Neste espaço são publicadas as manifestações dos nossos leitores.

O RAIA LEVE acolhe opiniões sobre todos os temas ligados ao turfe.
Reserva–se, no entanto, o direito de rejeitar ofensas, acusações insultuosas e/ou desacompanhadas de documentação. Eventualmente, os e–mails poderão ser checados. O site não tem o compromisso de publicar todas as mensagens recebidas. A publicação, quando ocorrer, se dará na íntegra ou parcialmente, privilegiando–se os trechos mais relevantes.

O Raia Leve, depois de pedidos de leitores e deliberação da diretoria da ACPCPSI decide que além da checagem de CPFs e identidade virtual costumeiramente feitas, só publicará mensagens de internautas que respondam e–mail confirmando a identidade. Desta forma, a editoria do site pede aos internautas que respondam e–mail da associação com a máxima rapidez possível quando solicitados a fim de ter a liberação de seu comentário, bem como assegurem–se que o e–mail raialeve@raialeve.com.br esteja definido como um endereço que não seja encaminhado para a caixa de Spam.





Abril | 2017

Antonio Claudio Assumpção (25/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Sr . Júlio Cesar Sampaio ( Alemão ) Treinador.

Quando iremos presenciar o duelo entre Last Hope e Magic Citizen .

Abraços

Francisco Rodrigues (24/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Eu vejo mais como incentivo e acho certo, já outros acham bajulação. 

Outro dia escreveram aqui no site que a falta de crítica seria a causa do não aumento no movimento de apostas, veja que que absurdo, mas é uma opinião. 

Movimento de apostas precisa de foco, em pessoas com 40/45 anos ,em hotéis falta divulgação e tentar tirar da atividade a conotação ruim.

Mais se vocês acham que a crítica vai melhorar.

Então pau neles.

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (23/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Caro Francisco Rodrigues, a cobrança não é para malhar é simplesmente para comentar o que aconteceu, como vc mesmo disse assistimos ao vivo e todos nós vemos as coisas boas e ruins que acontecem, então porque não comentam? Vou te dar um simples exemplo, no último páreo de sábado, o treinador J.F.Reis foi entrevistado, e disse que seu animal correria apenas pra uma colocação pois a turma estava forte. É obvio que quem corre é o animal e não o treinador, e o animal estava no dia dele e venceu, o que deixa muita gente irritada, é que quando um treinador diz que vai ganhar e ganha, os bajuladores colocam o treinador acima de Deus , e o que eu vi após o páreo foram 2 comentaristas sem saber o que dizer. Não quero que falem mal de ninguem já que eles são proibidos, mas tambem que guardem suas bajulações pra si próprios, é muito chato esse endeusamento durante toda a reunião.

abraços

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (23/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

O que vai acontecer é o seguinte, V.Gil vai correr quinto ou sexto, na reta vai arrancar pra fora e dominar o páreo. Isso foi dito sobre o animal número 11 no último páreo. O animal número 11 nem pedra fez. FATO.

Meu animal vai correr pra uma colocação, pois a turma é muito forte. Resultado vitória de quem iria correr pra uma colocação, Sweet Barbarian. FATO

Quadrifeta no ultimo páreo, temos que colocar o 10, 11, 12, 13. Resultado apenas o 10 entrou na quadrifeta. FATO

Precisamos "FAZER DINHEIRO". FATO

Todas essas ajudas, são falência na certa. FATO.

Abraço a todos desse espaço democrático.

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (23/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Sr. Mauro Roger, aceito a tese de que é proibido falar mal e criticar, aceito que se fizerem isso podem perder o emprego, aceito que essa seja a linha que o JCB impõe, mas eu DUVIDO que o JCB obrigue algum deles a bajular em excesso, já que não podem comentar a parte ruim, que parem com essa bajulação interminável.

Mauro Roger (23/04/2017) - Cachoeiro de Itapemirim/ES

Contundência e imparcialidade nos comentários sobre as corridas, só se algum "maluco" montar uma equipe de transmissão sem ligações com o Jockey Club.

Para isso é preciso patrocínio que só aparece quando há audiência, coisa que o turfe de hoje não produz.

A TV Turf não existe para fazer jornalismo esportivo , somente para elogiar o espetáculo promovido pelo JCB.

Se os rapazes fizerem qualquer comentário"fora da linha", rá,ré,rí,ró,ruaaaaaaaa!!!!!!!

Portanto, meus amigos, em caso de descontentamento, tirem o áudio.

Nada mais a fazer.

Antônio Moura (23/04/2017) - Niterói/RJ

SINAL DOS TEMPOS

A prevalecer a ponderável tese do Sr. Francisco Rodrigues, não seria de se estranhar se a transmissão das corridas da Gávea ficassem restritas ao locutor.

Também entendo que o locutor transmite e o comentarista comenta; como entendo que há excesso de gente na turma de divulgação; quatro entendidos (no bom sentido) para indicar e todos sempre na mesma linha, é uma impropriedade administrativa injustificável, mesmo porquê, como todos nós, o índice de acertos da rapaziada é crítico.

O que se preserva, em última análise, é a qualidade da cobertura e da informação que chega ao consumidor final - o apostador e acreditem na palavra de quem entende do riscado: muitas das vezes o excesso de gente só atrapalha!

Antônio Moura

Carlos Roberto dos Reis (22/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Bom dia:

Enfim chegou o dia kkkkk, venceu CANADIAN BOY, e agora o que dizer os entendidos. O joquey A. Correia foi suspenso. Ontem o que vimos foi um cavalo diferente, correndo na frente de bandeira a bandeira. O rateio que eles gostam R$ 3,8.

Seu Jairo o mágico, conseguiu dar um nó na comissão de corridas. Parabéns.

Roberto

Francisco Rodrigues (22/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Não consigo entender a cobrança para se críticar, erros de alguns jóquei, que seja pelo C Afonso ou André Cunha, já que todos nós turfistas não precisamos que alguém aponte o dedo, já que nos somos suficientemente e com competência para fazer nossas próprias avaliações. Já que as corridas são ao vivo e está todo mundo vendo, seria até deselegante com o profissional que erra.

Acho que essa cobrança não é necessário.

Fernando Iaccarino (22/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Prezado Sr Carlos Eduardo: Parabenizo-o pelas suas palavras, as quais endosso sem pestanejar. O que quis chamar a atenção é de que, independente da subserviência e/ou incompetência da equipe de transmissão das corridas da Gávea é de que há uma " ordem não escrita" e que já tem vigência há vários anos, independente de quem é o Presidente do Jockey. Será que o Sr Danemman, que escreve habitualmente aqui nesse espaço e me parece,(não o conheço pessoalmente) uma pessoa interessada num turfe melhor, tendo inclusive apoiado a chapa que venceu as últimas eleições no Jockey, e o Sr Paulo Gama que , inclusive já participou da mesa redonda do turfe em outra épocas , não poderiam levantar essa questão junto ao atual Presidente do Jockey. Afinal essa omissão só tem trazido prejuízo ao turfe.

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (21/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Prezado Fernando Iaccarino, existe uma linha tenue entre falar mal e comentar, quando digo que eles não comentam, eu não estou exigindo ou cobrando que eles malhem os joqueis como se os mesmos fossem judas, me refiro a informar que houve um desvio de linha, uma condução infeliz ou algo do tipo. Quando vc diz que o JCB ou seja la quem for proibe isso, com certeza esse será um dos motivos para o movimento de apostas não aumentar, nenhum jogador tem confiança para investir dinheiro em algo obscuro onde não existe a clareza real do que acontece. Mas vamos dizer que vc esteja certo e seja isso mesmo que acontece, as palavras BOM e MAU são antonimos, se vc não pode dizer uma não deveria poder dizer a outra, ou seja ficar bajulando a cada páreo joqueis e treinadores torna-se uma coisa muita chata de se escutar, é como nós turfistas e apostadores estivéssemos sendo enganados, pois sabemos exatamente tudo que acontece, pois ali não existem "santos". Me lembro o dia que o André Rodrigues estreou nos comentários da gávea e logo no segundo páreo ia dando uma cornetada no L. Henrique por uma condução ruim, nesse momento o Sr. Celson Afonso no papel de corporativista tratou de interromper o comentário, como se o que o André estava falando fosse algo de outro mundo. O irritante meu caro Fernando Iaccarino, é quando vemos um prejuizo tão flagrante que sabemos de antemão que vai haver uma reclamação (desclassificar ou não é com a CC e não vem ao caso) e o Sr. Celson Afonso "comenta" o páreo como se nada tivesse acontecido, no momento que a palavra RECLAMAÇÃO aparece no totalizador, o Sr. Celson Afonso passa a e nxergar que pode ter havido algum prejuizo. Caro Fernando, se o JCB proibe certos comentários num jogo que envolve dinheiro, como o apostador irá confiar 100% nesse jogo. Escalar alguem para informar quanto estão pagando os animais, informar peso que todos nós vemos na tela, bajular joqueis e treinadores e depois chamar essas pessoas de comentaristas é querer me dar um atestado de idiota. É lamentável escutar em todas as reuniões o grupo atirando pra todos os lados tentando influenciar os turfistas a fazerem jogos onde o ganho (raras vezes) é quase nulo, fica bem claro que a função dessas pessoas não é de comentar absolutamente nada e sim de tentar vender desesperadamente jogo. Se isso que vc diz é a verdade, acho lamentável a postura do JCB e mais lamentável ainda os que se sujeitam a essa obediencia.

Grande Abraço

Fernando Iaccarino (20/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Em relação à falta de qualquer comentário ruim sobre as corridas na Gávea, por parte do Celson, Andre Cunha e demais participantes das transmissões de corridas, lembro-me, há muitos anos, que perguntei, ao saudoso Ernani Pires Correa, que também, junto com a sua equipe à época, não fazia nenhum comentário sobre direções ruins por parte dos jockeys ou fato semelhante, o mesmo me respondeu que, caso ele ou alguém da equipe falasse algo desse tipo, estariam demitidos imediatamente. Apesar de decorridos tantos anos, não será o caso de procurar ver, com a atual direção do Jockey, se continuam as restrições. Quem sabe se o Paulo Gama poderia ajudar.

Pasqual Evangelista (20/04/2017) - Valinhos/SP

PMU - RELAXO - FALTA DE RESPEITO COM APOSTADORES

A unica informação que temos sobre as corridas Americanas são os retrospectos que são confeccionados pela EQUIBASE e que nos Estados Unidos é vendido US$ 2,50 mas aqui é distribuído gratuitamente.

Hoje não foi distribuído. Sugestão aos apostadores. Sem informação não joguem.

Roberto Machado (19/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Só uma questão porque a pmu não informa o percentual que retira das apostas internacionais além do que já vem retirado do país de origem. Isso é irregular e lesivo ao apostador.

Jorge Luiz dos Santos Costa (18/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Sr. Carlos Teixeira,

Quero parabenizá-lo pelo belo comentário, ainda que sarcástico, inundando-o com muitas palmas. Esta observação cabe a todos.

Uma boa semana!

Elton Pereira de Souza (18/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Está tudo errado!

É incrível como a PMU faz tudo errado!

Tentaram enfiar goela abaixo essas corridas internacionais que são um verdadeiro fracasso de apostas e não fazem nada para melhorar o cardápio de apostas das corridas nacionais.

Só jogam nessas corridas estrangeiras os jogadores compulsivos que gostam de rasgar dinheiro. Até charrete colocaram para os compulsivos apostarem!

Nunca vi uma alma viva jogar o tal do Duelo, mais um fracasso bizarro que não sei porque ainda não foi extinto.

Comentaristas que não comentam nada e vivem no mundo do faz de conta onde tudo é lindo. Não enxergam um prejuízo, uma puxada, uma pule boa. Só falam o óbvio sempre bajulando jóqueis e treinadores.

O que será preciso para que a PMU faça algo certo?

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (17/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Como na escola minha matéria favorita era o português, me sinto habilitado e gostaria que a PMU me contratasse para sentar na cabine e informar aos turfistas, os rateios de vencedor, trifetas, quadrifetas, etc, pois sei ler muito bem, e já que não é exigido que o comentarista fale sobre, prejuízos de algum animal, jóqueis que se escondem na reta, péssimas conduções de animais, me sinto competente para exercer o cargo e conclamar os turfistas para "fazer dinheiro", jogar pick 3 com animais que pagam 1 real e na hora do canter dizer que todos os animais estão lindos. Creio que dizendo tudo isso estarei ajudando imensamente o a postador, se é que me entendem!!!

Leonardo Allain Teixeira (17/04/2017) - Recife/PE

Jockey club de Pernambuco.

De gênio forte e bastante espontâneo, nao tinha papas na lingua. O turfista Gilson Allain Teixeira era bisneto do fundador do Jockey club de Pernambuco (Sr Pedro Allain Teixeira). Gilson era um camarada diferente, viveu mais de meio século ineterruptos (diariamente) dentro do Hipodromo da Madalena, em Recife. Era um incentivador nato. Era querido por todos. Foi presidente em 2 oportunidades, comissário de corridas, conselheiro e todos os cargos lhe foram dados, além de ter sido sempre um efetivo sócio proprietário. Lutou, Suou e até brigou em prol do turfe e ajudou inumeras pessoas. Viajou o Brasil todo durante a sua vida para tentar intender melhor o turfe. Suportou durante a caminhada a perda de grande parte da Familia Allain Teixeira. Seguiu firme. Passou no fim da vida por um momento dificil, muito dificil. Lutou. A doença o venceu. Infelizmente 90% dos que diziam ser amigos dentro jcpe sequer visitaram ou procuraram por noticias dele, quando ele mais precisou. Era visive l sua frustação. - A revolta: O jcpe em suas reuniões homenageia icones do turfe, algumas vezes apenas por interesses financeiros, que nao representaram nem metade do que Gilson fez pela entidade. É inexplicavel nao ter o nome de Gilsão na relação de ex presidentes homenageados em algumas programações da madalena. A falta de Honradez é absurda, em outra istância uma falta de respeito a figura do turfeman que ele foi, pelas pessoas que estão a frente da entidade. Eu poderia até ñ me manisfestar, aguentar calado, não precisava expor isso, são coisas da vida, acontece. Mais dói na alma! Gilson Allain merecia no minimo ter seu nome somado ao do seu Avô Pedro Allain Teixeira na tradicional milha do Festival do Bento magalhães anualmente. No minimo. Como filho, melhor amigo e treinador vitorioso que fui, nasci quase dentro do jcpe e foram 24 anos vividos lá dentro, fui até jóquei amador, vivia diariamente a essência do turfe, um verdadeiro rato de cocheira! Porém não aguentei tama nha falta de reconhecimento. Me afastei desde que a doença debilitou o velho guerreiro, pois ja tinha percebido a falta de reconhecimento e consideração, e preferi perder o vinculo, fiquei envergonhado, criei uma espécie de desgosto. O hipodromo da madalena hoje é um ambiente diferente do que era antes, muito diferente. Existe pouquissimos turfistas de verdade, não tem renovação, não tem incentivação para novos proprietarios. Parou no tempo. Infelizmente Não me deixou saudades, deixou alivio. De saudade apenas as inúmeras vitórias e lembranças dos bons momentos vividos com G. Allain la dentro, nas tradicionais fotos da vitória do Stud Ganny, com a familia Allain Teixeira Reunida e inumeros admiradores. A farda branca costuras e boné preto era a farda preferida da criançada! Isto fica pra sempre. Infelizmente hoje, os que ali dirigem só pensam em beneficios próprios e jamais ligam para história e pros nomes de relevância do Jcpe, gilsão dirigiu a entidade de uma forma diferen te qase 3 décadas atrás, trouxe inumeros beneficios para o hipodromo da madalena, tirou leite de pedra, e deu certo, foi um administrador de verdade, reascendeu o turfe de PE na epoca. Lutou como poucos. Como maior legado deixou alguns amigos de verdade, irmãos que conto a dedo, e que lutaram com ele até o fim. Esses moram no coração! E do céu gilson continua lutando pelo futuro do turfe e do jockey PE, independente pra onde ele vá, pois o turfe era sua maior paixão! e de la de cima também, torce ainda mais, para que os que lutam de verdade hoje , sejam lembrados um dia!

Claudio da Silva (16/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

A PMU, acha que o poder aquisitivo dos brasileiros é igual ao dos americanos e franceses, acabaram com as acumuladas de vencedor e placê nas corridas internacionais, no meu caso, estou fora.

Luiz Antonio Molleta (15/04/2017) - São José dos Pinhais/PR

Sr Carlos...

Eu citei minha opinião e que esta não quer dizer que seja a verdade.

Mas certa corrida a Sprint Cup, realizada em Cidade Jardim, tiramos o terno e na final, nosso potro vinha de passagem e nos 100 m finais, se atirou para dentro sem prejudicar o outro cavalo, perdendo o embalo, a corrida de focinho, o prêmio de $150.000,00 e as apostas dos arremates no valor de mais ou menos 140.000,00

Numa fração de segundos, a vaca vai pro brejo.

Abcs

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (15/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Não sei se é lamentável, mas é impressionante, que qq turfista ao ver a reta de frente viu que o animal Dog Day se atirou para cima do favorito Drollig, a decisão é da CC se desclassifica ou não, mas o que eu notei foi o Sr. Celson Afonso dizer que o animal Dog Day se atirou pra dentro apenas após o placar acender a palavra Reclamação, é lastimável alguem que é tido como comentarista nunca ter uma opinião própria.

Carlos Roberto dos Reis (15/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Bom dia:

Sr. Luiz Antonio Molleta, concordo em parte no que o Sr. escreveu sobre um joquey botar a sua vida em risco. Porém se for pensar tudo que foi colocado no seu texto, não precisa mais de comissão de corridas para julgar prejuízo. Penso eu que mesmo sendo involuntário, desvio de linha do animal tem que ser desclassificado. Tem muito joquey que prejudica o colega de propósito sim, principalmente quando ta valendo. Espero que o Sr, entenda o que eu quero dizer.

Roberto

Luiz Antonio Molleta (15/04/2017) - São José dos Pinhais/PR

Eu, pouco entendo de corrida de cavalos. Tampouco em julgar um páreo corrido. 

Mas, penso eu, que pilotar um cavalo, apoiado somente em dois estribos totalmente móveis e balançando, e com uma mão segurando um par de rédeas para controlar a direção a seguir, e, com a outra mão, segurando o chicote para acelerar a velocidade do animal, seja totalmente diferente do que estar em um automóvel, sentado, preso ao cinto de segurança, com um pé apoiado no chão firme do assoalho ou acelerando, ou freiando, e com as duas mãos agarradas ao volante totalmente fixo e com direção hidráulica, na maioria dos casos, para direcioná-lo.

No caso do automóvel, este obedece única e exclusivamente o comando do piloto. Em uma ultrapassagem, segue sempre em linha reta e o carro só irá trancar o outro ao lado após uma intenção dada pelo piloto. 

No caso de um cavalo, eu duvido que algum jockey o faça de propósito para trancar ou outro. Este estaria colocando sua vida, a do outro e a dos cavalos em risco.

Eu credito mais na intenção involuntária do animal que se atira para dentro ou para fora, contra a vontade do piloto.

É fácil criticar este ou aquele jockey, mas creio eu que em cima de um cavalo a 60km/h apoiado somente nos estribos, e sem cinto de seguranca, ninguém iria querer arriscar a vida.

Agora cabe à comissão de turfe analisar se o prejuizo causado pelo animal, merece ou não a desclassificação.

Alexandre Regino (14/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Essa PMU acha que o apostador é algum idiota. Idiota nós somos, porem idiotas em apostar. Se é pedra unica para as corridas americanas o rateio tem que ser obrigatoriamente igual. O que não esta sendo, está havendo divergência entre os rateios de lá com os daqui. A PMU deve explicações aos apostadores.

Antônio Moura (13/04/2017) - Niterói/RJ

O OUTRO LADO DA MOEDA

Sr. Erasmo Rodrigues da Silva,

Para minha gratíssima surpresa, certamente cortando na própria carne, os Editores publicaram seu texto - tão curto como contundente - inteiramente na contramão do brilho de sua estrela maior, o colunista Paulo Gama, via de regra tão feliz nos posicionamentos como na arte de bem dizer.

Não tenho entrado no Espaço e, francamente, não pretendia retornar; faço-o agora, portanto, impulsionado por uma simples questão de justiça

a) para parabenizar o Raia Leve, destacadamente o mais importante site de Turfe do Brasil, por ter entendido que todas as opiniões - por mais que conflitem com as nossas, devem ser expressadas e divulgadas; o grande público, este sim, é o legítimo e incorruptível Juiz;

b) Registrar que compartilho "in totum" com o seu posicionamento neste caso!

Boa Páscoa para todos!

Antonio José Pais de Moura

Erasmo Rodrigues da Silva (13/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Creio que na opinião do Sr. Paulo Gama, joqueada magistral é quase derrubar o W. S. Cardoso e a seguir, no mesmo páreo, quase também derrubar o H. Fernandes. Agora, pra consolo, copiando ditado popular, é melhor ler isto que ser cego. 

Erasmo Rodrigues

Miguel Barros Camara Leão de Souza (12/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

CRITÉRIO DE CONFIRMAÇÃO DOS PÁREOS, ELE EXISTE?

Já me reportei algumas vezes neste espaço democrático, e outra vezes em meu blog sobre o critério (se é que ele existe) para confirmação ou não dos páreos na Gávea. Queria que fosse ao menos explicado o porquê da confirmação do quarto páreo na vitória de DISCRETO BELO e numa situação bastante semelhante a desclassificação de EVOQUE na última prova de segundo para o quarto lugar. A pergunta é simples, já que eram os mesmos comissários que "tiraram diploma" no Instituto Benjamin Constant que "trabalharam" naquela reunião. Basta entrar na página principal do site do JCB que estão lá os vídeos com os páreos de domingo e comparem os dois desvios de linha no quarto e décimo páreos. Me chamou a atenção que nas duas situações o jóquei Angelo Márcio Souza esteve envolvido montando para o Stud Golden Horses e em ambos foi beneficiado. Deveria o JCB informar publicamente quem foram os comissários que estavam de plantão naquele dia, Como bem escreveu Marcelo Fretas em sua mensagem, um tr iunfo que não teve nada de belo e muito menos discreto. E os turfistas podem estar certos que mais lambanças virão, se não forem realizados exames oftalmológicos urgentes para turma da Comissão de Corridas 

Miguel Leão.

Marcelo Freitas (12/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Com todo respeito e admiração que tenho pelo Sr. Paulo Gama, não entendi sua escolha pela direção do jóquei A.M.Souza no dorso de Discreto Belo na Joqueada da Semana, em sua coluna Páreo Corrido desta segunda-feira.

"Fria, calculista, precisa, um primor de direção", essas foram suas palavras, porém o que vimos na pista foi um pouco diferente, tanto que houve sindicância, reclamação e a suspensão do jóquei pela CC.

Aproveitando o ensejo, a confirmação do páreo também foi uma aberração, pois se a numero quatro Pérgola não tivesse sido prejudica, ela chegaria no mínimo em terceiro lugar a frente da numero dois Euquemando. Creio que o mais lógico seria a desclassificação do Discreto Belo para quarto e sim a terceira colocação para Pérgola. Como não sou Euquemando e sim a CC, infelizmente fomos obrigados a aceitar a confirmação de um páreo que não teve nada de Belo e muito menos de Discreto.

Christian Antoniazzi (12/04/2017) - São Paulo/SP

Pérgola 

Alguém pode me explicar o critério utilizado para a confirmação do páreo vencido pelo discreto belo após um assombroso desvio de linha que tirou a ação da égua Pérgola que estava naquele instante passando para a segunda colocação?

O prejuízo por ela sofrido, alterou o resultado do páreo? Ela chegaria em quarto após o choque causado?

Óbvio que não! 

Lamentável!

E querem o aumento do volume de apostas?! 

Credibilidade! Essa é a chave do sucesso.

Podem apostar.

Sem mais.

Fabio Arruda Camara (11/04/2017) - Recife/PE

Apenas mais alguns detalhes sobre a campanha do Gallian:

1) Correu sete vezes ao todo sendo cinco clássicas. Desse total, seis foram na areia: cinco vitórias e um segundo lugar para o exportado Jardim (tordilho do Stud Raça, invicto na areia no Brasil em quatro saídas);

2) A outra atuação do Gallian, única na grama, foi no GP ABCPCC 2010, quando fez segundo para o craque Jeton de Luxo, Haras Rio Iguassu. Por prejuízos no percurso (os quais não alterariam o resultado do páreo, segundo minha humilde ótica), foi desclassificado para quinto lugar.

3) É filho da Iriscordemel (uma Minstrel Glory (USA) em égua Seattle Slew (USA)), craque no areia tiro curto, e de Dodge (USA).

Como se não bastasse, é uma pintura de quase 600 quilos na reprodução.

Bem, não preciso dizer que também sou um de seus admiradores e que acredito no reprodutor nacional. Tanto quanto acreditei no Implexo para cobrir uma égua minha filha de Badalado e tirar o craque Dearest Son (12 corridas - todas na areia: 6 vitórias, 3 segundos e 2 terceiros, tendo descolocado-se na estreia quando disparou no cânter e foi mantido na corrida), hoje também reprodutor.

Atenciosamente,

Fábio Câmara

Haras Pernambuco

Carlos Roberto dos Reis (11/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Boa noite:

Alguém poderia me orientar como funciona a comissão de corridas do JCB.

Suspenderam o A.M. Souza no dia 21-04 até 29-04 por causar prejuízo nos 300 mts finais e não desclassificaram o cavalo discreto belo. 

A maioria dos apostadores que estavam no Hipódromo no domingo davam como certa a desclassificação do cavalo.

Roberto

Jose Luis Lobo (11/04/2017) - Curitiba/PR

Meus sinceros e respeitosos pêsames, pela morte do nosso amigo Silvio. Que Deus os conforte.

Thiago Godoy (11/04/2017) - Recife/PE

Alguém poderia me dar uma explicação sobre o por que das diferentes punições dadas aos, recentes, caso de animais pegos com substancias proibidas. Tanto aos treinadores como aos animais ??

Helio J P Balsa (11/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Bom dia,

O que vem acontecendo no JCB ultimamente. Desclassificação por prejuízos mínimos em alguns páreos, e confirmações absurdas como por exemplo o 4º páreo de domingo, desculpem mas foi vergonhoso, e nem deem desculpa que é reclamação de jogador, pois não joguei nem um centavo sequer. A situação do pais é critica, o movimento de apostas só reduz, a Comissão de Corridas vai na contra mão do código, não só nas confirmações como nas desclassificações. A não punição de treinadores que estão dando verdadeiros tiros e a Comissão continua omissa, ou ...... 

Sr. presidente Luiz Alfredo A. d´E. Taunay, está mais do que na hora de abrir os olhos para o que está acontecendo, ou sua administração vai pro vinagre. Do jeito que vai o movimento só vai cair, hoje muito por culpa das atitudes contrárias ao código de corridas prejudicando em muito os apostadores. Ainda há como vários colocam aqui no Raia Leve, jóqueis correndo pra não chegar.

TÁ NA HORA DE ABRIR OS OLHOS E FAZER UMA SINDICÂNCIA antes que a coisa piore mais do que já está.

Helio Balsa

Cesar Gustavo Bessa Netto (11/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Gostaria de parabenizar a escola de aprendizes do Rio de Janeiro. Que a tempos vem se firmando em produzir jovens talentos, em uma noturna de segunda feira vencer mais de cinquenta por cento dos páreos não pode deixar passar em branco.Destaque para esse jovem talentoso A.Farias que foi o maior vencerdor da noturna ,mostrando assim que veio pra ficar.Se tornando assim mais uma boa oportunidade dentre as outras que existem para quem gosta de unir o útil ao agradável. 

Jacques Eskinazi (11/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Agora piorou de vez.. tiraram o movimento do Duelo da pedra... vc joga no escuro... sem saber o movimento. Parece piada.

Carlos Cesar Ribeiro Batista (11/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Nem adianta falar de largadas em que certos jóqueis (sempre os mesmos) largam devagar, ficam dez corpos atrás e, no final, dão aquele rush pra mostrar empenho. Ontem, domingo, houve mais uma.

O que não dá pra calar é sobre a tourada promovida pelo jóquei do Discreto Belo. Quase derrubou o H. Fernandes e a Comissão de Corridas achou que a Pérgula não foi prejudicada. No meio da reta, o Discreto Belo estava lá pela linha 12 e, cinquenta metros depois, estava trombando com a Pérgula na linha quatro. O H. Fernandes chegou a se entortar em cima da égua, para não cair.

Não é choro de apostador, porque eu não estava jogando. É reclamação de turfista que espera da C. C. um critério mais rigoroso, para que os clássicos da Gávea não sejam decididos por lances de alto risco como o produzido ontem.

José Tito de Aguiar (10/04/2017) - São Bernardo do Campo/SP

Parabéns ao locutor Thiago Guedes pela vibrante narração do Diana.

Emoção pura!

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (10/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

A combinação W.S.Cardoso, V.Nahid e Doce Vale é perfeita, cavalos desse trio com 1 vitória se correrem o páreo de 50 vitórias eu jogo, pq sei que pelo menos vou torcer, todos sem exceção disputam, ontem as declarações do joquei e do treinador foram perfeitas, Nahid disse ao joquei que ficasse tranquilo e corresse por fora para na reta não sofrer embaraços e prejuizos e foi o que o joquei fez, virou a reta por fora de todos para não ficar encerrado, dominou o páreo e ai sim trouxe a égua para mais perto da cerca, condução perfeita. Agora eu me pergunto se é tão simples correr assim, pq em alguns páreos certos joqueis conduzindo o favoritos preferem virar por dentro e esperar o milagre da aparição de uma passagem? Já li aqui várias reclamações de turfistas sobre isso e concordo, pq abrem mão do mais simples para tentarem o mais dificil?

Gustavo Correa Zytkuewisz (10/04/2017) - Porto Alegre/RS

Treinadora Cristina Rezende não sabe o que faz é ,tá bom sendo que tá na estatística significativa ele deve saber muito o que faz!!!!

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (09/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Sobre o que o Marco Antonio disse sobre o animal Deep End, eu me pergunto, quem faz isso? Será que acham que enganam o antidoping? Do que adianta vencer hoje, tirar fotos e daqui a 15 dias ser desclassificado? Deep End, Céu de Brigadeiro, o argentino que venceu o Latino disputado na Gávea e muitos outros. Quem faz isso precisa no mínimo de conhecimento, mas na hora todo mundo diz: eu não fui. É lamentável fazer isso para tentar mostrar que o animal só é craque se estiver "medicado".

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (09/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Acertar páreos de Claiming, é tarefa pra poucos, existe um verdadeiro rodizio nas vitórias, o animal vence hj por 10 corpos e semana que vem está inscrito no mesmo claiming com 2 kilos a mais e consegue a proeza de perder por 20 corpos. Enfim é uma tarefa ingrata para qq turfista que tente estudar retrospecto. Mas temos que pensar na crise vivida no país, se não fossem os páreos de claiming, a maioria dos cavalos estariam desempregados, alguns com um pouco mais de sorte estariam puxando carroças ou trabalhando num circo.

Carlos Alberto Behar (09/04/2017) - Porto Alegre/RS

Pessoal, me ajudem por favor. Não é mais possível assistir as corridas pela Smart Tv ( internet ) ? No Rio e em SP ? Há alguma alternativa ?

Andre Luiz Guimaraes (08/04/2017) - São Paulo/SP

Prezado Julio Ponte, 

Informo que o Gallian era de propriedade do Stud Coral Gables tendo feito toda a sua campanha com o treinamento do excelente Delmar L. Albres e o competente J.Aparecido como joquei titular.

Encerrada campanha foi cedido ao Beverly Hills que o utilizou como garanh?o.

Agradeço por me lembrar em detalhes a sua brilhante campanha, sendo importante mencionar que Gallian ganhou inclusive o Troféu Mossoró , temporada 2008/2009, como o melhor potro de 2 anos.

Abs

Andre Luiz Guimaraes

Stud Coral Gables

Marco Antonio Santos (08/04/2017) - Niterói/RJ

Foi confirmado que o cavalo brasileiro Deep End, testou positivo para substância: Disopropylamine que é um vasodilatador, com o resultado o cavalo foi desclassificado do Latinoamericano corrido no Hipódromo de Valparaíso no Chile. Segundo o site argentino: Turfdiario.com o proprietário não vai recorrer do resultado.

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (08/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Caro Luiz Fernando, se vc reparar bem vai ver que esses cavalos estão sempre numa troca, na maioria das vezes correm claiming, vão e voltam para os mesmos treinadores as vezes com 3 ou 4 animais num mesmo páreo, resta a nós turfistas acertarmos o "tiro"

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (08/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Prezado Rubens, vc está certíssimo, o problema é o corporativismo que impede quem deveria falar, comentam apenas sobre rosas na primavera, os espinhos eles escondem. Enfim só nos resta acertar as armações.rsrs

abs

Luiz Fernando Carvalho (08/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

E o treinador Jairo Borges fez escola !! Essa treinadora Cristina Resende está virando sua mais ferrenha discípula. Não tem como estudar os animais da citada treinadora. Seus animais quando correm bem e ficam como retrospecto e FAVORITOS, fracassam e os que não tem nenhuma performance, que passa despercebido dos nossos estudos por fracas atuações, vão lá e ganham com rateios altos. De duas uma: ou ela não sabe o que faz, ou sua cocheira gosta de acertar sozinha !

Rubens Eduardo R. Santanna (08/04/2017) - Brasília/DF

Prezados Senhores e leitores do site Raia Leve, não sei se meu comentário é bem-vindo,porém gostaria de manifestar minha insatisfação com os profissionais do Turfe do JCB e por consequência estende-se até mesmo a alguns proprietários, sei que corrida de cavalos é um jogo de azar,entretanto tenho observado alguns jóqueis que não vou citar nomes para não ser injusto e deixar algum de fora, deveriam ir presos, isto mesmo, presos, é nítido para qualquer turfista(sou apostador há cerca de 30 anos) que os jóqueis estão puxando o animal ou atrasando na partida, no dia 07/04/2017 um cavalo medicado com L1 favorito do páreo com um Jóquei até então bom profiss ional, atrasou na partida, ficou no caixote nos 600 metros finais e depois saiu para fora cansando e matando o animal para chegar 3º lugar para se justificar. É inadmissível uma situação destas, não acredito que ninguém tem observado o que vem acontecendo naquele hipódromo do Rio, lá se eles tivessem um SAC(serviço de atendimento ao consumidor) já teriam tomado vergonha na cara e estaria sendo uma referência de lisura, todo apostador para eles é um otário, pois costuram resultados o tempo todo, acerta eles, acerta os proprietários, acertam quem está por detrás da corrupção,nenhum deles tem moral nenhuma para censurar ou falar bobagens que isto é do jogo, por fim,a PMU tem outros concorrentes, tenho feito cadastro em outros sites e posso dizer que outros hipódromos tem suas armações, mas não é tanto como neste país, as corridas da França por exemplo, tenho apostado mais nestas do que no Brasil, na verdade sempre gostei de Cidade Jardim, mas eles mesmos com a roubalheira acaba ram com o Jockeysp,fato não muito longe do Rio, onde bons Jóqueis deixaram de montar aqui para ir para outros países. Para finalizar, parabenizo os senhores pelo site, o qual acompanho quando posso. Obrigado.

um abraço.

Waldir Alves de Souza (07/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Sr. Florindo Chinatti, bom dia!

Basta acessar o site do Stud Book Brasileiro. Anote:

www.studbook.com.br/solicita_nome_animal_campanha.htm

Poderá obter a campanha de qualquer animal PSI, desde que esteja registrado no Stud Book. A atualização dos animais em atividade, segundo afirmam, é quinzenal.

Saudações.

Julio Ponte (07/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Prezado Florindo Chinatti,

Gallian era filho de Dodge na craque Iriscordemel e era de criação da Agro Pastoril Tibagi e de propriedade de Alessandro Arcangeli.

Foi um grande arenático. Correu 7 vezes, sendo 6 em SP (5 na areia e 1 na grama) e 1 no Cristal. Seguem abaixo as corridas do mesmo:

- 03/01/2009, 1° PREMIO MIRABILIS - 2004, Cidade Jardim, 1100, AP;

- 28/02/2009, 2° GRANDE PREMIO PRESIDENTE AUGUSTO DE SOUZA QUEIROZ (ADDED), G 3, Cidade Jardim, 1200, AMR;

- 26/03/2009, 1° GRANDE PREMIO COPA VELOCIDADE DE POTROS - ABCPCC, G 3, Cristal, 1200, AB;

- 25/04/2009, 1° GRANDE PREMIO ANTENOR LARA CAMPOS (ADDED), G 2, Cidade Jardim, 1500, AP; 

- 24/10/2009, 1° PROVA ESPECIAL PROFISSIONAIS DO TURFE, Cidade Jardim, 1200, AMR;

- 27/12/2009, 1° CLASSICO ANO NOVO, L, Cidade Jardim, 1200, AP;

- 15/05/2010, 5° GRANDE PREMIO ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CRIADORES E PROPRIETÁRIOS DO CAVALO DE CORRIDA - - (PROVA INTERNACIONAL), G 1, Cidade Jardim, 1000, GM. 

Abraço

Florindo Chinatti (07/04/2017) - Brasília/DF

Parabens pelo trabalho constante e firme em pro da atividade, sou leitor do RAIA LEVE desde a epoca do Zig...

Venho até vocês por não ter conseguido maiores dados sobre um reprodutor de nome GALLIAN e de seu proprietario, dados que muito agradeceria se pudesse obter. 

SEm mais e reiterando minha fidelidade ao site, um abraço. Muito obrigado.

José Flavio Garcia (04/04/2017) - Londrina/PR

Desespero.

Minutos antes das eleições no JCSP, o então presidente Eduardo da Rocha Azevedo, representando a chapa da situação, deu entrevista à Revista Horse, revelando que a sua gestão teria quitado mais de 500 milhões em dívidas, valores corrigidos, e que assim o clube estava pronto para uma nova fase, como se partisse do zero. Mas esse discurso não colou. Pois bem. Nem bem a nova diretoria, sob o comando de Benjamin Steinbruch, tomou posse, os rumores são fortes em Cidade Jardim. E os comentários são de que a situação herdada é infinitamente pior do que se imaginava. Aliás, desesperadora em todos os sentidos, principalmente pelo rombo financeiro que cada dia mostra surpresas desagradáveis. Por conta disso, alguns conselheiros estão sem dormir, apavorados com o futuro da entidade. Em breve provavelmente um comunicado oficial sobre o assunto será editado, cumprindo-se a promessa do novo comando na total transparência da atual administração no Hipódromo Paulistano. Que a verdade venha à tona, antes que seja tarde.

PS. O tal comunicado da antiga diretoria relatando os feitos alcançados em dois mandatos comprovadamente nada mais foi do que um exercício de pura dissimulação.

Arnaldo F. Pereira (04/04/2017) - Taubate/SP

Lamentamos a falta de informação sobre o estado de saúde do Ricardinho, este brasileiro que merecia grande destaque da imprensa e no entanto praticamente só ficamos sabendo que se acidentou, fraturando o femur da perna esquerda. Há mais ou menos 10 dias nada mais foi noticiado pelo "raia leve" a respeito. Não se procurou saber do estado dê ânimo do nosso grande campeão, do tempo provavel de sua recuperação e se pretende continuar depois de tudo o que aconteceu a perseguir o seu sonho de ser o maior vencedor de corridas de cavalos de todos os tempos.

Marcelo Leanza de Almeida (03/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Boa Tarde a todos.

Pista de Grama ( penetrometro)

Mais uma vez fico sem entender o criterio usado nas pistas do jockey club brasileiro.

O famoso penetrometro marca 5.1 e nossos queridos responsaveis baixam para 4.7, pelo que diz o regulamento nao seria 4.8. sendo que ontem deu 5.7 , sera que de ontem para hoje baixou 6 pontos kkkkkk , deve ter feito sol de madrugada. que piada.

Desse jeito eles querem que os proprietarios acreditem que esse penetrometro nao seja manipulado por algum interesse proprio, nao quero acreditar nisso , mais desse jeito fica mto dificil , alem do que o mais importante, cerca movel de 11 mtrs , realmente isso é surreal.

Sendo que no regulamento da pista de grama divulgado pelo proprio site do jockey , os pareos de categoria D sao 4.7 no verao e na primavera e 4.5 no outono e inverno , pelo que me consta no meu rico calendario entramos no outono desde o dia 20 de marco kkkkkkkkkkk

Artur Martins (03/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

O site não está permitindo ler todas as notícias, pois não está aparecendo o número de páginas para ir à frente. Quero ler a entrevista com o treinador JFReis sobre as chances dos cavalos dele na corrida de hoje (03/04/17) e já não aparece na lista de notícias. Isto vem acontecendo com frequência. Tem que disponibilizar o link com a rolagem das páginas. Favor corrigir.

NR: Prezado sr. Artur clicando em notícias o senhor conseguirá mudar o mês das noticias, é só alterar para o mês de março que aparecerá a entrevista do treinador J.F.Reis. Todas as notícias do site, desde sua fundação, ficam disponíveis, garantindo assim o histórico do site.

Clique aqui para ir direto para a entrevista.

Roberto Machado (03/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Meus amigos a incompetencia e a ma fé da pmu já está constatada em toda sua atuação no Brasil. Essas corridas francesas assaltam o apostador. Além do percentual retirado na origem eles tiram maise quinze por cento sem avisar aos ovários. Devem querer fazer o mesmo com a anunciada pedra unica americana.

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (02/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Acho que a PMU tem raiva das modalidades que os turfistas gostam, tipo acumuladas mistas e vintão. Talvez na França eles gostem do tal de Duelo, avisem a PMU que a capital do Brasil não é Paris.

Jacques Eskinazi (02/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Depois de meses a pmu lançou o duelo. Fracasso total de apostas. Agora pra disfarçar a falta de movimento na modalidade, estão juntando com as apostas da trifeta.

Falta de transparência com o apostador. Um absurdo apostar numa modalidade que vc não sabe se a sua aposta está influenciando decisivamente o rateio. Nas últimas semanas o dulo não chegava a mil reais de movimento. Melhor assumir que não deu certo e tirar do menu de apostas. Bola Fora.

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (02/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Vai ser corrido o primeiro páreo de sábado na Gávea. Uma grande barbada defende o número 1, nessa hora falo pra um amigo que está comigo, cavalo de 5 anos estreando? Sei não, temos que ficar de olho no 2 no 3 e no 7. Dito isso, esse meu amigo cancela o pick 3 onde o número 1 estava cravado e coloca 4 animais, 1,2,3 e 7. é dada a partida e o numero 1 tira o segundo colocado da foto pagando 1,40 que vira um poule de 2,80, mas como esse meu amigo colocou 4 animais, mesmo acertando ele continua no prejuizo e terá que torcer para acertar o segundo e o fechamento com poules que não sejam favoritas. 

"A sorte dos turfistas é que eu não tenho um microfone na mão, pois se tivesse, não teria sido somente esse meu amigo que eu prejudicaria."

Mauro Roger (02/04/2017) - Cachoeiro de Itapemirim/ES

E pensar que anos atrás as corridas estavam disponíveis nas parabólicas com sinal aberto.

Marcelo Freitas (02/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Prezado Luiz Carlos, realmente cada dia que passa fica mais difícil acompanhar as corridas da Gavea pela internet. Pelo site da PMU é impossível, pois ele trava o tempo todo. Outra opção que você mencionou que é o YouTube, neste sábado os primeiros páreos de São Paulo não estavam sendo transmitidos, aparecendo apenas a tela congelada da TVturfe. Após ligar para o JCB onde fui bem atendido, os páreos de São Paulo começaram a ser transmitidos sem interrupções. Neste domingo como não teremos simulcasting nacional, vamos ter que ter bastante paciência, pois uma boa parte do tempo a imagem ficará congelada com a logo da TVturfe no YouTube. O jeito agora é torcer para que u m dia a PMU tenha mais respeito com seus apostadores e amantes do turfe, e encontre uma forma de dispobinilizar pela internet as transmissões das carreiras em tempo real e de forma ininterruptas.

Luiz Carlos Barbosa (01/04/2017) - São Paulo/SP

Vamos tentar novamente, pois não é a primeira vez que escrevo sobre o site de apostas da PMU e JCB pois as falhas não param de acontecer, agora a TV não tem condições de assistir as corridas, pois o atraso é enorme, já perdi a conta de páreos que não deu para jogar, em virtude do atraso que é tamanho e o páreo já está fechado a muito quando começa a transmissão do mesmo, vão dizer assista pelo Youtube que está normal só que não transmitem os páreos internacionais por lá, e nos que apostamos não temos como acompanhar as corridas, outro problema no site de apostas o som duplica com a TV e fica uma bagunça que não da para entender nada, pois tem a opção de tirar o som que não funciona no site de apostas, a muito tempo não fazem nada para corrigir tantas falhas.

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (01/04/2017) - Rio de Janeiro/RJ

A Comissão de Corridas deveria ajudar o apostador, fazendo a medida do penetrometro mais cedo, para que o apostador possa estudar com mais calma os páreos. É obvio que estando o penetrometro em 6.0 as 8 da manhã, as 11:30 não terá diferença nenhuma, com tantas medidas diferentes em cada páreo (4.7, 4.9, 5.2 e 7.5 a informação da pista mais cedo faz uma grande diferença. Isso sim ajudaria ao apostador, não aqueles famosos palpites na hora dos páreos.

abs a todos.













12.812

12.844





















Coudelaria Atafona

Coudelaria FBL

Coudelaria Intimate Friends

Coudelaria Jessica

Coudelaria Pelotense

Haras Iposeiras

Haras Depigua

Haras do Morro

Haras Fazenda Eldorado

Haras Old Friends

Haras Planície

Haras Vale do Stucky

Jorge Olympio
Teixeira dos Santos

Ronaldo Cramer
Moraes Veiga

Stud 13 de Recife

Stud Beto e Fafa

Stud Brocoió

Stud Cajuli

Stud Capitão

Stud Cariri do Recife

Stud Elle Et Moi

Stud Everest

Stud Gold Black

Stud Hulk

Stud Ilse

Stud La Nave Va

Stud Mengão 1981

Stud Palura

Stud Quando Será?

Stud Recanto do Derby

Stud Rotterdam

Stud Sergio Barcellos

Stud Spumao

Stud Terceira Margem

Stud TNT

Stud Turfe

Stud Wall Street

  Associação Carioca dos Proprietários do Cavalo Puro-Sangue Inglês