Cadastre-se e receba novidades:

Nome


E-mail

Hotel Dorchester – Stud Cariri do Recife

Energia Icon – Stud Snob

Nikito – Stud Spumão

Guanabara – Stud Verde

Bebe Frances – Stud Ilse

Great Canal – Coudelaria F B L

Dr. Phelipe – Stud Cariri do Recife

Deep Moment – Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Sweet Nana – Stud Hulk

El Topo – Haras do Morro

Hotel Dorchester – Stud Cariri do Recife

Jon Jones – Sinval Domingues de Araujo

Lover Of Speed – Sinval Domingues de Araujo

Real Woman – Stud Gold Black

Maestro da Serra – Stud Cajuli

Que Az – Stud Gold Black

Furac̣o РStud Ilse

El Topo – Haras do Morro

Kid Carson – Stud Verde

Douma – Sinval Domingues de Araujo

Elemento Fatal – Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Selo Negro – Stud Cajuli

Deep Moment – Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Baccos – Stud Cajuli

Kid Carson – Stud Verde

Douma – Sinval Domingues de Araujo

Duchesse Carina – Stud Hulk

Joka Tango – Stud Lagoa 26

Emerald Lady – Stud Wall Street

Selo Negro – Stud Cajuli







Neste espaço são publicadas as manifestações dos nossos leitores.

O RAIA LEVE acolhe opiniões sobre todos os temas ligados ao turfe.
Reserva–se, no entanto, o direito de rejeitar ofensas, acusações insultuosas e/ou desacompanhadas de documentação. Eventualmente, os e–mails poderão ser checados. O site não tem o compromisso de publicar todas as mensagens recebidas. A publicação, quando ocorrer, se dará na íntegra ou parcialmente, privilegiando–se os trechos mais relevantes.

O Raia Leve, depois de pedidos de leitores e deliberação da diretoria da ACPCPSI decide que além da checagem de CPFs e identidade virtual costumeiramente feitas, só publicará mensagens de internautas que respondam e–mail confirmando a identidade. Desta forma, a editoria do site pede aos internautas que respondam e–mail da associação com a máxima rapidez possível quando solicitados a fim de ter a liberação de seu comentário, bem como assegurem–se que o e–mail raialeve@raialeve.com.br esteja definido como um endereço que não seja encaminhado para a caixa de Spam.





Agosto | 2017

Miguel Barros Camara Leao de Souza (17/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

COMO EXPLICAR UMA DIVERSIDADE DE PERFORMANCE ?

Esta pergunta parece simples para ser respondida, porém não é bem assim. Por algumas vezes questionei sobre o assunto a pessoas estudiosas do Código de Corridas, e me foram passadas explicações não muito convincentes. Este caso de TOLOMEO está um pouco na contramão quando procurei apurar mais sobre o tema. Este esquecimento (ou omissão de declaração) que foi a justificativa dada pela treinadora Cristina Resende, deveria ser melhor explicado pela soberana Comissão de Corridas ao público apostador. Não que vá fazer muita diferença já que o páreo foi vencido e quem teve a sorte de apostar no supracitado "cavalinho" pode contar para amigos que acertou uma pule de mais de 10 por 1, baseado numa bela intuição, ou total desconhecimento da corrida anterior. Na verdade, acredito que a maioria dos turfistas que acertaram, ignoram ou não acreditam muito neste quesito chamado diversidade de atuações que existe (?) no Código de Corridas. Um observador mais criterioso dificilmente acertari a esta bela pule, tendo em vista a colocação do "cavalinho" seis dias antes quando com rateio de 3,70, chegou a 16 corpos do vencedor (na mesma chamada). Não foi a primeira vez que este tipo de situação aconteceu com esta eficiente treinadora , já que com os animais QUINTINO e GET RUNNER, vitórias foram alcançadas em situações semelhantes (repique e mudança da distância da prova). A diferença básica neste caso é que aconteceu o infeliz e amplamente divulgado esquecimento. Como não tenho maiores problemas com memória (pelo menos por enquanto), recordo perfeitamente que em dezembro do ano passado (12.12), a égua GET RUNNER atuando em 1500 metros com Leandro Henrique (ex-campeão da estatística) e rateio de 4,60, tomou uma canseira e não conseguiu chegar no marcador em páreo com apenas sete concorrentes (finalizou a 13 corpos). Curiosamente naquela mesma semana (17.12), sem nenhum registro no L.O. sobre a fraca corrida anterior, em 1900 metros com também ex-campeão Vagner Borge s (em páreo misturado com os machos), ganhou com rateio bem interessante de 8,50 por dois corpos. Este tipo de situação pode acontecer em turfe, porém devem ser explicada ao público apostador, já que envolve dinheiro e credibilidade. Cabe ressaltar, que curiosamente naquela oportunidade nenhuma explicação foi passada aos turfistas pela " brilhante e sempre atuante" Comissão de Corridas. Como já frisei em mensagem anteriores, este lapso de memória pode gerar uma perigosa jurisprudência e ninguém ao certo saberá afirmar quais medidas serão aplicadas quando se repetirem no futuro. A não ser que R$ 500,00 seja a única medida a ser tomada diante deste polêmico, esdrúxulo e obsoleto Código de Corridas Com a palavra os senhores comissários.......... 

Miguel Leão

Jadir Gardil (17/08/2017) - Santo André/SP

Minha opinião utopica com relação a joqueis e treinadores(as) seria a seguinte; Mudança no Codigo.

Não suspender mais ninguem, só multas. Para treinadores,diversidade de performance , multa correspondente a 01 primeiro lugar do respectivo pareo corrido.

Medicação: 02 ou mais primeiros lugares dos respectivos pareos, e assim vai.

Joqueis, impericia(ou a conhecida falta do desejo de ganhar) multa pesada.

Desvios de linha e etc, a cargo da comissão.que sabemos ser muito rigida.

Cabe salientar, que para treinadores(as),os valores acima citados, são para ressarcir o que ganharam com o tiro, simples.

Aí, todos estarão sempre trabalhando, sem serem substituidos, o que sem duvida é um absurdo, mesmo porquê, o substituto só dá o nome e tudo continua como antes.

Para finalizar, a treinadora multada com a alta soma de R$500,00, por esquecimento, vale ressaltar que a mesma deu uma entrevista a Tv, no dia da corrida, dizendo que o animal Tolomeu era apenas uma cavalinho, e nem assim se lembrou de alertar os apostadores que havia uma ocorrencia. Será que foi o pessoal da CC que a fez lembrar? Muito estranho.

Agora, acordei do sonho e voltemos a realidade, nada, nunca vai mudar, e se mudasse, a CC teria coragem de multar alguem nesses valores? Duvido.

Luiz Fernando Carvalho (17/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Caro Paulo Gama, justificativas aceitas, mesmo vendo que em São Paulo, tanto o Casella quanto o Jair Bala, quando tem que criticar Jóqueis, Aprendizes ou Treinadores, eles o fazem, mas OK. E concordo com o proprietário do Stud Elle Et Moi, acontecem verdadeiros "apliques" de jóqueis na reta, prejuízos mais que claros, mas a Comissão de Corridas, confirma o páreo. 2 dias depois, suspendem os jóqueis com 2 e 3 corridas. Quer dizer, viram o prejuízo, mas preferem confirmar o páreo. Estranho isso...

Miguel Barros Camara Leao de Souza (16/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

APENAS UMA PERGUNTA AOS COMISSÁRIOS DE CORRIDAS DA GÁVEA

Gostaria de saber se em casos futuros algum treinador esqueça de fazer uma declaração no Livro de Ocorrências em dia que um pensionista sob seus cuidados venha a fracassar, e na semana seguinte numa mesma chamada este animal venha a vencer, qual será o critério a ser utilizado para uma eventual aplicação de penalidade por este lapso de memória. Pelo que pude entender, a aplicação de R$ 500,00 é única diante do que vimos nesta semana; Qualquer punição diferente, mostrará total falta de critério e coerência em tomadas de decisão. por parte da soberana Comissão de Corridas. Não deve haver por esta linha de raciocínio aplicação de "dois pesos, duas medidas"; Ou será que estou errado?

Miguel Leão

António Claudio Assumpção (16/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Sugestões à CC :

1) Animal somente poderá ser inscrito após duas semanas da sua ultima apresentação ,evitando assim o repique de inscrição.

2) Prejuízos que o animal receba nos últimos duzentos metros , haja a desclassificação do animal infrator . Acabando assim com dúvidas ( achismo ) se este prejuízo foi fatal ou não no resultado final da carreira. 

3) Treinador ou jóquei que não for ao Livro de Ocorrências ,seja suspenso .

Atenciosamente

Antônio Claudio Assumpção

Stud Elle et Moi

Antônio Magalhães (16/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Apenas lembrar neste site democrático que a referida treinadora ao ser entrevistada disse que o animal em questão era um CAVALINHO...Fecha o pano.

Felipe M. B. da Silva (16/08/2017) - Niterói/RJ

Inacreditável mesmo ...

O Sr. Roberto Fonseca tem toda razão , acredito que todos os turfistas ficaram indignados com esta decisão da Comissão de Corridas , nem mesmo podemos saber que tipo de acontecimento a treinadora esqueceu de anotar no LO , não deve ter sido nada relevante acredito , pois só resultou numa pequena multa de R$ 500,00 .

Mal acabamos de falar na CREDIBILIDADE das corridas , a própria COMISSÃO DE CORRIDAS corrobora para o descrédito , e logo no páreo que citamos como exemplo , parece até que já sabíamos o que iria acontecer no julgamento .

Também estou preferindo as corridas americanas , a tendência é parar com as apostas da Gávea , serei apenas mais um a desistir , infelizmente .

Felipe M.B. da Silva - Niterói

Antonio José Moura (16/08/2017) - Niterói/RJ

A ÓTICA DE CADA UM

Sr. José Francisco Pereira Souza,

Quer me parecer que a sua nada respeitável opinião, ainda não entendeu que com a quantidade de jóqueis que militam na Gávea, alguém tem que ocupar a parte de baixo da tabela de colocações.

Taxar de ruins alguns dos nossos profissionais de montaria não me parece adequado, eis que existe uma Escola com professores especializados na reciclagem de jóqueis, por sinal radicada no Hipódromo e sobre a qual não faltam atestados de excelência.

Há, evidentemente, os que, por força de contrato ou peso físico mais adequado, recebem melhores montarias e apresentam resultados mais positivos. E, finalmente, por uma simples questão de ética que fosse (nada a ver com a generosidade própria dos indivíduos diferenciados), quem levanta da cama às 5 horas da manhã para treinar cavalos de corrida - merece um pouco mais de respeito de todos nós, meros apostadores.

Antonio Moura

Paulo Gama (16/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

POSITIVO E NEGATIVO

 

Em reposta ao postagem do senhor Luiz Fernando Carvalho gostaria de agradecer pela sua audiência semanal a minha coluna. Concordo plenamente com o amigo com relação a importância da credibilidade na atividade turfística. Com relação as minhas mal traçadas linhas, a opção por abordar os aspectos positivos na semana é mera questão de estilo e de ideologia. Rabo preso nunca tive. Por isso escrevi por 20 anos no Jornal do Brasil. Por isso nunca fui convidado para cargos importantes dentro do Jockey Club. Por isso fui mandado embora da televisão em circunstâncias sombrias, sem que nenhum colega colocasse o "seu" na reta para me defender. Cada macaco no seu galho. A Comissão de Corridas possui tecnologia, câmeras, imagens de todos os ângulos e instrumentos para fazer julgamentos corretos. No que se refere ao meu trabalho considero que Incentivar os aspectos positivos ajuda a construir e incentivar. Uma joqueada é algo bastante óbvio. Todos turfista consegue ver. Um cavalo bem apres entado salta aos olhos no cânter. Todo turfista consegue ver. A discordância então será apenas da preferência de cada um. Agora, a crítica de um jornalista com a minha credibilidade, se for injusta, pode prejudicar deliberadamente o profissional criticado. E não seria digno de minha parte fazer isto sem ter certeza absoluta. Por isso, cabe a Comissão de Corridas, em sua soberania, com os seus recursos e as suas responsabilidades julgar. É função deles e não minha. No seu caso, entretanto, como turfista, tem todo direito de defender os seus interesses. Obrigado pela atenção.

Pedro Baluardo (16/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

De que adianta treinador(a) ir ao livro de ocorrências se o que está escrito no rodapé dos programas oficiais com letras diminutivas, mal se enxerga. Várias reclamações já foram feitas e nenhuma providência até o momento.

José Francisco Pereira Sousa (16/08/2017) - Porto Alegre/RS

Sr.MIguel Leão o jogo de quinexata não é do povão que representa a base da pirâmide de apostas, essa modalidade é de poucos que jogam grandes quantias .Quanto às suspensões, todo fim de semana algum turfista mais idoso e tradicional me perguntam :cadê o joquei tal? Está suspenso, respondo. Eles ficam super chateados. Por favor desçam das cabines e camarotes, convivam com o povão,procurem saber das suas apostas preferidas e joqueis, treinadores e o que deve ser feito para melhorar o turfe e não ficar abraçado em medidas arcaicas,prosaicas e obsoletas. Chega já me irritei e o turfe não não é prá isso. Antes de ser um jogo de aposta pra mim é um lazer. Assisto ao replay de cada pareo varias vezes no meu notebook porque eu gosto de ver corridas de cavalo e torcedor fanático dos bons joqueis.

Miguel Barros Camara Leao de Souza (15/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

UMA ESTRANHA PUNIÇÃO

Tomamos conhecimento que foi aplicada a "pesada" punição de R$ 500,00 para treinadora Cristina Resende pelo falto dela ter esquecido de registrar no Livro de Ocorrências da penúltima corrida do cavalo TOLOMEO (semana passada), alguma justificativa para pífia atuação de seu pensionista naquela oportunidade. Um estranho e curioso esquecimento que coincidiu com uma fácil vitória seis dias depois na mesma chamada com rateio de 10,60. Mas é assim mesmo, temos agora que conviver com lapsos de memória de profissionais, para acertarmos nas carreiras. Ironias à parte, ficamos impressionados com a eficiência e rigor na punição da sempre "atenta" Comissão de Corridas. Cabe lembrar que foi criada desta forma uma jurisprudência perigosa, já que outros profissionais poderão eventualmente alegar lapsos de memória e nada relatar no LO........

Miguel Leão

Eduardo Sanches (15/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Prezados turfistas,

O Sr Felipe está coberto de razão!

Ele citou a diversidade de performance do Tolomeo . Eu acrescentaria outras recentes como por exemplo : Lobo do Mar, Rei do Sul, Buzcarelin e tantos outros.

A CC tem que punir os infratores afim de dar crédito às apostas e encorajar os apostadores a seguirem em frente.

Na Gávea nem mais um centavo. Sigo com as corridas americanas.

Luiz Fernando Carvalho (15/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Caro comentarista Paulo Gama. Acompanho suas colunas e vejo a sua preocupação com a diminuição da atividade turfística e dos movimentos de apostas. Concordo em quase tudo. Só não vejo vc atacar uma coisa que contribui e muito para isso. A falta de CREDIBILIDADE qua ataca o nosso esporte. Vemos coisas do "arco da velha" acontecendo, diversidades de performances bizarras, pilotagens pra lá de suspeitas e V.Sa nunca faz menção ou críticas aos profissionais. Será porque ficaria mal com os mesmos ? Já que vc faz os Melhores da semana com Joqueadas e Animais melhores apresentados, porque não faz o contra ponto. Poderia fazer de piores direções e performances do s animais. Está na hora de atacar o problema e colocar o dedo na ferida. Basta a parcimônia da equipe de TV, que são incapazes de fazer críticas aos profissionais e da Comissão de Corridas q não pune ninguém. Turfe envolve apostas, que mexe com dinheiro. A cada conjunto de reuniões que vemos verdadeiras ATROCIDADES acontecendo, desestimula o apostador a voltar. Fica minha opinião para reflexão.

Roberto Fonseca (15/08/2017) - Brasília/DF

I-N-A-C-R-E-D-I-T-Á-V-E-L

A treinadora não vai no livro, o público apostador não fica sabendo, a comissão não explica qual foi a ocorrência que ficou faltando e a pena é...uma multa de R$ 500. 

A comissão de corridas da Gávea tava indo bem pelos julgamentos recentes sobre reclamações referentes a delitos de raia, mas essa agora é surreal.

Multaram o "tiro". Ou seja, vale tudo. Adeus, diversidade de performance. É só alegar que não se lembrou de ir no livro.

Miguel Barros Camara Leao de Souza (15/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Prezado José Francisco

Apesar de discordar de várias decisões tomadas pelos Comissários de Corrida, discordo do teor de sua mensagem eletrônica em relação às punições aplicadas a alguns profissionais mais ganhadores no Hipódromo da Gávea. A Comissão de Corridas já erra com bastante frequência em outros julgamentos, mas nem por isso devemos eximi-los de punir os profissionais que cometem delitos durante as competições. Cabe ressaltar ainda, que sábado passado quando os principais líderes da estatística estavam suspensos (V.Gil. L.Henrique e W.S.Cardoso), a Quinexata encontrou ganhadores com cinco pontos. Acredito que para bom entendedor, esta modalidade sendo premiada como foi, corrobora com nosso raciocínio. Apesar de acharmos este Código de Corridas arcaico e ultrapassado, deve ser respeitado enquanto estiver vigente para todos profissionais, independentemente de suas posições nas estatísticas.

Abs

Miguel Leão

José Francisco Pereira Sousa (15/08/2017) - Porto Alegre/RS

Olá Sr.Claudio da Silva.Nos meus 64 anos de vida acompanho de muito perto o turfe pois meu pai foi treinador de cavalos no RS e acho que acima de códigos e normas existe uma lei maior que é a LEI DO BOM SENSO, veja hoje as deliberações da CC do JCB mais suspensões aos principais jóqueis e o movimento de apostas caindo, pois quem vai jogar o seu dinheirinho em jóqueis ruins? Neste próximo fim de semana, ainda bem que temos SP sábado e segunda.. Abraço a todos

Claudio da Silva (15/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Prezado Sr. José Francisco Pereira Souza, 

Acho a tua opinião de uma grande infelicidade, o código é pra todos. obg.

José Francisco Pereira Sousa (15/08/2017) - Porto Alegre/RS

Bom dia todos os amigos turfistas. Aí vem um fim de semana tinhoso na Gávea com páreos fracos na areia e com os principais jóqueis suspensos pela inteligentíssima COMISSÃO DE CORRIDAS do JCB. Será que eles não sabem que os jóqueis de ponta são os que são mais apostados pois eles tem a confiança dos apostadores? O jockey club deve estar nadando em dinheiro. Não seria mais inteligente transformar essas punições por delitos de raia em pesadas multas em dinheiro? Os infratores seriam punidos e a entidade e os apostadores não seriam penalizados..

Felipe M. B. da Silva (14/08/2017) - Niterói/RJ

Movimento de apostas 

O fundamental em qualquer jogo é a confiança do apostador naquilo que está fazendo , no turfe não é diferente , o dinheiro não está fácil de ganhar ( falo de quem trabalha ou trabalhou e aposta nas corridas ) , portanto ninguém vai aumentar o volume de dinheiro que aposta num determinado cavalo caso não tenha muita convicção que este será o vencedor . Quem acompanha o dia a dia das corridas e assiste como frisou com detalhes o Sr. Miguel Leão a vitória do cavalo TOLOMEO ,perde completamente a vontade de jogar novamente , pois o que viu anteriormente gera uma sensação ruim , de insegurança , tirando assim o prazer de participar de tal atividade , preferindo talvez assistir a uma partida de futebol ou até mesmo uma novela .

Não importa quem sejam os profissionais envolvidos , todos devem saber que o que move o seu trabalho é o dinheiro do apostador , então aconteceu irregularidade tem que haver punição , em primeiro lugar sempre tem que estar a CREDIBILIDADE , e a CORREÇÂO dos responsáveis . 

PS: O Livro de ocorrências é muito pouco utilizado por joqueis e treinadores .

Felipe M.B. da Silva

Niterói - Rio de Janeiro

Antonio José Moura (14/08/2017) - Niterói/RJ

OS MARCADORES DA GÁVEA - ESCLARECIMENTO AOS LEITORES

De acordo com esclarecimentos que me foram transmitidos via email pela Redação do site, em virtude de problemas técnicos, não foi possível a publicação de algumas mensagens no Espaço do Leitor, inclusive dois textos meus que informavam a pontuação de domingo e segunda feira p.p.

Objetivamente, resta informar o resultado final, com a pontuação de cada um dos marcadores:

1) JORGE OLYMPIO - 930 PONTOS

2) MIGUEL ITALIANO - 735 PONTOS

3) FERNANDO LOPES - 727 PONTOS

4) JULIANA DIAS - 708 PONTOS

5) JULIO PONTE - 670 PONTOS

6) HERMES MARTINS - 651 PONTOS.

Conto e agradeço a compreensão de todos.

Antonio Moura

Renato de Carvalho (14/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Ontem o tal do Italiano marcou em seu blog o cavalo Essential Lord, mas ele está participando de um concurso no site Barbadas em Destaque, um tipo de Vintão e usa o nome do filho para disfarçar, e lá marcou o cavalo Energia Icon que ganhou. Marca uma coisa no blog e joga outra (disse aqui que não jogava...).

O que será que seus seguidores, se é que existem, irão achar disso?

E aos amigos que estão reclamando da CC não adianta. Só quando alguém cair e se machucar sério é que vão fazer algo. Está uma verdadeira vergonha. Toda semana a mesma coisa.

Abraço a todos e boa semana!

Fabricio Torres (14/08/2017) - Belford Roxo/RJ

Boa tarde, gostaria de saber se a Gávea voltará a transmitir as corridas de Cristal. 

Obrigado. 

Fabrício

Pedro Baluardo (14/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Sr. Francesco Carnevale, é mais fácil acessar o site do JCSP, ir no calendario à direita do video, alterar a data para 14/7 e clicar nela. Vai abrir no tela (Replay) e clicar no páreo desejado.

PS. Você morou em Santa Teresa? Caso afirmativo, conheço vc. ( Chico Ademir), tricolor roxo.

Carlos Roberto dos Reis (14/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Boa noite:

Informo aos apostadores que estão reclamando quanto os prejuízos sofridos e a comissão de corridas não desclassificam, que eles os comissionários também jogam.

Nunca vão desclassificar contra eles.

Roberto

Miguel Barros Camara Leao de Souza (14/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

COMO ENTENDER UMA DIVERSIDADE DE PERFORMANCE

Vamos tentar entender como funciona uma diversidade de performance na Gávea. Semana passada no dia 07.08 num páreo com 12 animais, o cavalo TOLOMEO (treinado por Cristina Resende) rateava 3,70 com o piloto Leandro Henrique e chegou em 10º lugar a 16 corpos sem nunca participar ativamente da carreira. Ontem, dia 13.08, ou seja 06 dias depois, em 1400 metros largando pela linha um com o mesmo piloto, apareceu totalmente transformado vencendo com firmeza e rateio de 10,60. Aqui cabe a pergunta aos "brilhantes e sempre atentos" comissários de corrida, se esta diversidade de atuações é permitida ou não diante do obsoleto Código de Corridas. A chamada era mesma (Claiming G), e os profissionais envolvidos também eram os mesmos. A distância da prova variou em 200 metros, mas acreditamos que mesmo assim cabe uma explicação junto ao público apostador, não acham?. 

Boa sorte a todos para as corridas de logo mais.

Miguel Leão

Francesco Carnevale (13/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Por favor com o faço para ver uma corrida da gavea do dia 14/07/2017

Miguel Barros Camara Leao de Souza (13/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

PARA OS CEGUINHOS DE PLANTÃO

É mais fácil aprendermos escrever e falar em mandarim ou grego do que entender os critérios adotados pelos comissários de corrida do Hipódromo da Gávea. A confirmação do sexto páreo de ontem na Gávea foi mais uma destas decisões que nem Steve Wonder ou Ray Charles assinariam embaixo. Ao verem o filme frontal é facilmente verificado que o cavalo LUEMBA com I.R.Mendes saiu da linha dois e sem luz suficiente veio para linha seis "caçar" os animais que vinham atropelando por fora dele. O aprendiz M.Bruno que vinha atropelando com PEDRA PRETA SARGE teve que sofrear para não cair, num prejuízo que até a turma do Instituto Benjamin Constant deve ter observado. Talvez os comissários de plantão deste sábado (12.08) estivessem distraídos ou mesmo com seus exames oftalmológicos vencidos há algum tempo, já que nada repararam de anormal e incrivelmente confirmaram o páreo. Mais uma decisão bizarra e estapafúrdia que infelizmente fere em muito a credibilidade das corridas. Aliás sugerimos que sempre que possível sejam dados no site do JCB os nomes dos comissários de corridas das respectivas reuniões para não cometermos injustiças, já que existe um revezamento entre os mesmos nos dias das carreiras.

Por fim, sugerimos que os mesmos procurem imediatamente seus oftalmologistas para uma revisão de suas vistas.

Miguel Leão

Luiz Fernando Carvalho (13/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Ah a Gávea e as sua corridas !! O 4º páreo desse sábado foi um deleite. O cavalo Desejado Gipsy que a 21 dias, chegou caindo a mais de 22 corpos (vão dizer, mas foi no páreo de turma !) e rateando R$ 19,50, hoje largou como se fosse o Mensageiro Alado, tirou 2 e 3 e não foi mais alcançado. Rateio final de R$ 6,90 !! Muita gente se deu bem... A joqueta V. Mota montando o favorito Itauba Sarge, ficou lá por trás, não procurando corrida hora nenhuma, pra dar uma partidinha de 200 metros e fazer 2º. Já no 7º páreo, o cavalo Devolvido que no claiming fez uma corrida absurda sendo favorito com seu Jóquei/ treinador, dessa fez vez, largou sem "problemas" e como a pule era de R$ 7,50 veio até o fim na frente, mas pra castigo dos malandros, o favorito no último pulo, lhe arrancou a cabeça. Deus castiga...

A verdade é que a cada reunião, vemos performances bizarras, diversidades de atuações e nada acontece. Jogo e apostas dependem de CREDIBILIDADE. Parece q essa a administração ainda se se tocou disso...

António Claudio Assumpção (12/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Pedra Preta Sarge foi visivelmente prejudicado pelos os dois animais (Remido e Luemba ) e seus jóqueis declararam no livro de ocorrências esses prejuízos. Agora pergunto a CC : Não houve a desclassificação porquê ?

Joemil de Sousa e Cunha (12/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

PARABÉNS C. LAVOR 4.000 vitórias

Clique no link e vamos na torcida

https://www.facebook.com/joemil.sousa/videos/1626679400739062/

Obertal Paes Filho (12/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Em função dos comentários do titular do Stud Capitão no Raia Leve, em relação à cremação de 

PSI, o Stud By Winner’s teve o mesmo problema, motivo pelo qual enviamos à Comissão de Corridas, em 05-06-17 a correspondência que reproduzimos abaixo. Embora nossa correspondência não tenha oficialmente sido respondida, o Comissário a quem foi dirigida, nos contatou pessoalmente na Tribuna Social, explicando que o assunto teria sido discutido em reunião interna, e que estaria sendo analisadas algumas possibilidades, inclusive a hipótese de cobrança de um pequeno valor quando das inscrições, visando um fundo para tornar gratuita a eventual necessidade de cremação. Entretanto até esta data, conforme o relato do Stud Capitão, o débito continua o mesmo, ou seja, não houve definição para o assunto. 

A correspondência enviada à CC do JCB, em 05-06-17 foi a abaixo: 

Rio de Janeiro, 5 de Junho de 2017.

À 

Comissão de Corridas do J.C.B.

Ref.: Aumento desproporcional de Custo Obrigatório 

Prezados Senhores: 

O Stud By Winners, através de seus titulares, acompanha o turfe há mais de 60 anos, como turfista, proprietário e nos últimos 20 anos inclusive como pequeno criador. 

Em épocas passadas já tivemos mais de 30 animais competindo simultaneamente nas corridas, mas devido aos constantes prejuízos, em função da defasagem dos prêmios, atualmente mantemos uma média de apenas 8 animais competindo. 

Entretanto, considerando os animais em haras, éguas, potros, etc, ainda mantemos 22 animais, o que representa significativa despesa mensal, várias vezes maior que a soma de prêmios recebidos. 

Entendemos as dificuldades atuais do turfe, as razões pelas quais os prêmios não conseguiram acompanhar os aumentos do trato cobrado pelos treinadores, mas, apesar dos prejuízos, é nossa intenção continuar participando, pelo menos até quando nosso patrimônio assim o permitir. 

Entretanto gostaríamos que as dificuldades que atravessamos fossem equitativamente distribuídas por todos os componentes da cadeia do turfe, e em particular, especialmente pelos custos obrigatórios que nos são impostos, sem possibilidade de alternativas, por alguns dos departamentos do J.C.B. 

Existe um princípio que deveria sempre ser respeitado: 

Este princípio é: 

No caso de prestação de um serviço para o qual não existe concorrência, e não seja dada ao cliente a opção de aceitar ou não o serviço, pois o mesmo é obrigatório, o preço a ser cobrado tem que respeitar regras rígidas de controle, e nunca depender das razões ou da vontade do prestador do serviço. O não respeito a este princípio forçosamente irá afastar o cliente, que se sentirá espoliado, independentemente de sua capacidade financeira de suportar o pagamento. 

Os exemplos são vários, como a cobrança da taxa de agua das cocheiras, que são ilógicas e algumas vezes absurdas, e os débitos que sofremos por determinação do Dep. de Veterinária, no caso da necessidade de algum tipo de atendimento, para os quais não nos são dadas alternativas. 

Apenas a título de exemplo concreto, ocorrido recentemente com o nosso Stud, citamos a cobrança de R$ 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais), debitados pelo Dep. Vet. para a incineração da égua SUPER ÚNICA, em 18-04-17. Já tivemos anteriormente animais que precisaram ser incinerados, e pagamos R$ 1.000,00 (hum mil reais) pela incineração. Acreditamos que, por uma questão de justiça com os proprietários, o custo da incineração, independentemente dos aumentos dos custos reais dos componentes do serviço, não poderia subir em percentual maior que o real aumento dos prêmios. Quanto subiram os prêmios no período? Certamente muito menos que as duas vezes e meia acrescidas no custo cobrado pela incineração. 

Aceitamos sacrifícios para continuar a participar do turfe, mas nossas despesas obrigatórias, impostas autoritariamente pelos departamentos do J.C.B., não podem superar, em termos percentuais, os valores acrescentados aos prêmios. Os sacrifícios devem ser efetivamente aceitos de maneira igualitária. 

Acompanhamos diariamente as notícias de Haras liquidando plantéis, o mesmo ocorrendo com grandes Studs, e até mesmo a dúvida se existirá, no futuro, o número de animais suficientes para manter a atividade. Isto significa que o pequeno proprietário, o pequeno criador, que é movido pela paixão pelo turf, que aceita prejuízos, deve ser devidamente incentivado a permanecer, pois não sendo movido pelo lucro, poderá garantir a continuação da atividade. Esperamos, sinceramente, que o Stud By Winners possa permanecer junto com estes remanescentes. 

Atenciosamente, 

Stud By Winners - Obertal Paes Filho

Luiz Edmundo Cardoso Barbosa (11/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

A DIFÍCIL ARTE DE SER PROPRIETÁRIO DE CAVALOS PSI

 

 

Recebi, ontem, a nota fiscal correspondente à cremação do potro de minha propriedade LAWSUIT, no valor de R$ 2.500,00, que, ao pisar em um buraco na famosa pista de grama da Gávea, fraturou da canela ao sesamóide de uma das mãos!

Ora, não é lógico, correto e de bom senso que seja imputado ao proprietário, já sujeito às taxas de inscrição e montaria, além de transporte, mais esse custo expressivo ocasionado por absoluta falta de condições da pista de grama, sobretudo porque o animal é aquele que proporciona à entidade turfística os seus ganhos, através das apostas e, sem o qual, as corridas não são realizadas!

Enfim, fica aqui registrado mais esse protesto, pugnando o subscritor desta para que a douta Comissão de Corridas reflita sobre essa absurda e injusta cobrança e não continue penalizando os proprietários que fazem um belíssimo esforço para manter os seus animais em carreira, sem contar no custo de criação.

Tratava-se de um potro de 3 anos, absolutamente sadio, com um futuro razoável em pistas, sobretudo em distâncias alongadas!

Enfim, espero que essa mensagem de protesto tenha alguma serventia para os demais proprietários do turfe carioca!!!

Luiz Edmundo Cardoso Barbosa

STUD CAPITÃO

José Francisco Pereira Sousa (11/08/2017) - Porto Alegre/RS

Até que em fim um fim de semana sem que o craque H Fernandes esteja suspenso. Já o V Gil por querer ganhar todas está invariavelmente no gancho. Outra coisa qual è o problema da comissão de corridas com o competentíssimo J.F.Reis?  Abraço a todos os colegas turfistas.

José Ferreira (11/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Gostaria de saber se algum amigo turfista ou a propria comissão de corridas do JCB, poderia me informar por que o jóquei W.S Cardoso não tomou nenhuma reunião de suspensão na partida do GP Mathias Machline G1.

Pois na partida do referido páreo o mesmo prejudicou vários competidores. No meu modo de ver tirando até a vitoria de um deles. Sendo que teve um jóquei que foi ao livro de ocorrencia expor os fatos

Alô comissão vamos prestar mais atenção, ta ficando feio já...

Rafael Cavalcanti (10/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Sentimentos à família Coutinho. CH Coutinho foi, sem dúvida, um dos grandes treinadores da Gávea, com cavalos sempre muito bem apresentados, e de uma educação exemplar. Luz a ele e paz à família.

José Antonio Barros (10/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Quem não pode ir a uma agencia e prefere imprimir o programa pelos sites dos hipodromos oficiais está como o Sr Caetano escreveu, ferrado, no site da Gavea, se não tiver uma potente lupa em casa vc não enxerga nada, pois as letras saem muito pequenas, se aumentar o tamanho não cabe na folha e fica pior ainda, pelo site de São Paulo vc gasta tinta e papel a bessa, por causa das propagandas colocam dois no maximo três páreos em cada folha, o que poderia ser 2 ou 3 viram 4 ou 5, será que os responsaveis por essas publicações não poderiam pensar mais no turfista e mudar a forma de publicar.

Bruna Baquil (10/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Prezados 

Venho por meio deste dizer que não existe só os marcadores da mesa do Turfe e os Sr Miguel Leão e Miguel Italiano. Temos um grupo chamado Confraria das Feras o qual inclusive o Miguel Leão fez parte que tem alto índice de aproveitamento e não marca só cavalos favoritos. Quem quiser conferir é só acessar turfeglobal.wixsite.com/turfe com certeza vocês vão comentar bastante aqui e dar os parabéns pelo alto índice de acertos que vão ver lá.

Caetano Martins Manzini (09/08/2017) - Petrópolis/RJ

Prezados senhores;

TURFE PARA APOSTADORES, VERDADEIROS "SOFREDORES"

1- Descaso por parte dos dirigentes do JCB, com relação aos apostadores:

a- Programas das reuniões impressos para serem usados através da internet, com as informações necessárias ´para estudos dos turfistas, o programa oficial editado é muito bom, mas ao ser impresso em casa, fica com letras muito pequenas quase sem poder ser lido. O ideal, ter um programa editado próprio, pra ser usado pelo internauta turfista, com letras e números bem legíveis, podendo até sacrificar a blusa do proprietário que neste caso, sem grande utilidade para o apostador que só interessa na verdade, as informações que serão utilizadas para as suas apostas.(Aproveito pra informar, que sou morador em Petrópolis, mais de 300 mil habitantes e não desfruta de uma agencia de apostas,por isso precisamos recorrer a internet se quisermos apostar nas corridas de cavalos).

b-Alguém pode me informar, se as apostas da modalidade de quadrifetas, quando não há vencedor, traz beneficio ao JCB, acumulando para o próximo páreo?

Na minha modesta opinião, esse tipo de situação,se for de fato incluído o valor acumulado (falta transparência para tal), o JCB, premiando as apostas dentro do regulamento próprio, como nos últimos páreos das reuniões, tendo com isso um faturamento maior, com a reaplicação do ganho das pules vencedoras, permitindo o maior giro nas apostas. O maior movimento das quadrifetas está nos últimos páreos, exatamente, por sair com qualquer resultado, onde, até como garantia está o maior valor oferecido 20 mil no mínimo,como rateio.

c- Como as transmissões internacionais impedem ao tele-turfista, acompanhar os resultados da gávea, quando existe sindicância em um páreo, chegando ao ponto de quase não haver tempo para realização de uma aposta no páreo seguinte, as carreiras internacionais, são de fato mais interessantes do que as da gávea para os apostadores brasileiros?

Meu objetivo é um turfe melhor, nada mais¹

Caetano Manzini

Luiz Fernando Carvalho (08/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Resoluções da Comissão de Corridas de hoje. Uma suspensão chama muita a atenção:

Suspender o jóquei L.HENRIQUE (REGAL AURA), de 20/08/17 até 25/08/17, por prejudicar a competidora BRIGHT CLARA na reta (100 metros finais) (Art.140);

Foi verificado o CLARO prejuízo, mas a desclassificação não aconteceu. É mais "cômodo" para os que ficam no ar condicionado, confirmar o páreo e depois dar um gancho no piloto. Por isso que vemos verdadeiras "touradas" na raia, pois os jóqueis sabem que essa comissão de corridas, não desclassificam ninguém !

Francisco Rodrigues (07/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

A cada dia a comissão de corridas perde a chance de recomeçar, sem medos de assumir uma postura correta em relação aos desvios de linha,causando enorme prejuízos a propria imagem e das corridas 

Tem que fazer o código valer pra todos ê todas as fardas.

A Comissão precisa urgente perder o medo.

Se adotar uma postura em relação aos desvios de linha pra todos facilita tomar uma decisao quando a farda tiver um certo peso.

Ainda há tempo é só começar.

Antonio José Moura (07/08/2017) - Niterói/RJ

SOBRE MARCADORES E TÉCNICA DE APOSTAS

Prezado sr. Miguel Leão;

Vou aceitar sua sugestão pela metade e incluir, a partir da próxima semana (eis que esta termina amanhã) e incluir as suas marcações nos meus estudo. Leitor assíduo e fiel do Raia Leve desde antigos carnavais, conheço de sobra a competência de Lucas, por sinal muito bem substituído nos palpites pelo sr. Jorge Olympio. Ademais, o meu sistema, visa muito mais a ter uma panorâmica dos favoritos (que excluo sem mais delongas) do que antever os vencedores; procuro, antes de tudo, tentar enxergar "o que não está lá" - se é que me faço entender!

Mas tenha certeza de que passarei a incluir suas marcações no meu sistema e, com toda a certeza, de alguma forma saberei tirar o maior proveito possível das sugestões que selecionar para jogo.

Com os meus agradecimento, aceite as cordiais saudações do

Antonio Moura

Luiz Fernando Carvalho (06/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Acontecem coisas na Gávea, que até Deus duvida. Senão vejamos. Analisemos com atenção o que aconteceu no 10º de sábado com referência a 15 dias atrás, No dia 23/07 enfrentarem-se os animais Doctor Kentucky e Um Pingo. Naquela ocasião, o Doctor Kentucky rateava 5,10 para vencedor e o animal Um Pingo foi favorito de 2,20. Confirmando seu favoritismo, venceu com firmeza. Doctor Kentucky foi 3º a 8 corpos. Passaram-se 15 dias e para surpresa geral, o animal Doctor Kentucky venceu o páreo e rateou 3,50 !! Como assim ? Levou um vareio do cavalo Um Pingo pagando mais e 15 dias depois, parecendo ser outro animal, vence o páreo e rateia muito menos q no dia q foi derrotado ! Pessoas sabiam de coisas a 15 dias, q grande parte do público apostador não tinha de informação. Isso é um ABSURDO !! Manipulação de performances !! Como um cavalo q leva um vareio pagando 5,10, encontra o mesmo animal 15 dias depois e o derrota e paga apenas 3,50 ? E mais, sem ocorrência veterinária e nem do treinador ou jóquei !

Antonio José Moura (05/08/2017) - Niterói/RJ

OS MARCADORES DA GÁVEA NESTE SÁBADO E OS PONTOS ACUMULADOS

Salvo algum improvável engano, eis que além do natural cuidado só publico após conferência, - eis os números após as corridas deste sábado

- HOJE

Hermes - 203 + anterior 55 = ...................................... 258 pontos (5.o)

Italiano - 163 + anterior 196 = ...................................... 359 pontos (3.o)

Julio - 89 pontos + anterior 85 = ................................... 174 pontos (6.o)

Juliana - 136 pontos + anterior 252 = ........................... 388 pontos (1.o)

Lopes - 235 pontos + anterior 74 = ............................... 309 pontos (4.o) e

Olympio - 135 pontos + anterior 235 = .......................... 370 pontos (2.o).

"Amanhã a gente volta" com os números de domingo. O Sr. Miguel Italiano, causa e razão desta apuração, vem ali terceirinho, "na sombra do boi"; apriori - não é pior nem melhor do que ninguém! É apenas mais um...

Boa noite!

Antonio Moura

Miguel Barros Camara Leao de Souza (05/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Prezado Antonio Moura

Sugiro ao senhor acrescentar à sua lista de consultas para as corridas Lucas Eller e Miguel Leão, dois grandes marcadores. Por falar em Miguel Leõa ele ontem (04.08), acertou cinco vencedores, duas exatas e duas trifetas, Não sie quantos pontos daria na sua pontuação.

Um grande abraço

Miguel Leão ( www.miguelleao.com )

Obs : Não sou laranja, risos.......

Antonio José Moura (05/08/2017) - Niterói/RJ

OS MARCADORES DA GÁVEA

Senhores,

Como prometi, incorporei o Blog do sr. Miguel Italiano à rotina de consultas objetivando formatar as minhas próprias apostas. Neste sentido, gostaria de esclarecer que aposto apenas no "Vencedor", embora faça também a compilação das indicações para segundo e "tertius"; também não jogo todos os páreos, selecionando uns três ou quatro indicados pela metodologia e intuição. O que dá certo para Joaquim pode, entretanto, ser um desastre para Manoel. Cada um, portanto, que tire, pelo conhecimento e experiência as suas próprias conclusões.

Como se trata de um jogo a dinheiro, é óbvio que fujo dos favoritos destacados, voltando a minha atenção para os páreos mais equilibrados. Portanto, para avaliação de desempenho, desconheço uma metodologia mais justa do que atribuir aos acertos de ponta ou de dupla, os mesmos pontos do rateio. Ou seja, uma pule de devolução vale 10 pontos e uma outra de 8,4 vale 84 pontos.

Resumindo, a reunião de hoje, sexta, compilando os meus seis marcadores, apresentou o seguinte parcial, que juntarei aos dados de sábado, domingo e segunda - para poder avaliar o mais eficiente da semana:

1.o - JULIANA DIAS - 252 PONTOS

2.o - JORGE OLYMPIO - 251 " (perdeu na troca de galão)

3.o - MIGUEL ITALIANO - 196 "

4.o - JULIO PONTE - 85 PONTOS

5.o - FERNANDO LOPES - 71 "

6.o - HERMES MARTINS 55 " (levar em conta que marca com antecedência).

Aproveito a oportunidade para agradecer ao prezado Renato Carvalho pela gentil referência feita aqui no espaço, a qual me deixou muito feliz!

No mais, boa sorte a todos que a semana promete.

Antonio Moura

Rodolfo Marchioni Kesselring (05/08/2017) - São Paulo/SP

DURA REALIDADE

Paulo Gama,

Você está coberto de razão, estamos do mesmo lado e ter um excelente programa , principalmente no festival ABCP é sempre muito bom.

O que quis dizer é que o grande numero de inscrições, na minha opinião, deveu-se mais a antecipação de muitas inscrições em virtude do fechamento por 2 semanas da raia de grama do que pela chamada propriamente dita.

Att

Rodolfo

Antonio Cesar Monteiro (03/08/2017) - Santos/SP

Caro Daniel Cedric Pina Neto,

Após ver e rever várias vezes o páreo cheguei a seguinte conclusão :

1. O animal Devolvido depois da largada se posicionou emparelhado pelo lado de fora do nº 4 Kendo Storm (A.Queiroz) até o final da curva, quando dava sinais de tentar abrir sendo corrigido pelo jóquei C.G.Netto (redea lado esquerdo) . 

2. Entrou na reta pelo lado de fora, se safando de futuros prejuízos (como ocorreu com Kendo Storm) e depois de corridos 120 metros na reta, ou seja na altura dos 480ms, começou a ser exigido e chicoteado por seu jóquei. 

3. Até o disco de chegada o animal Devolvido, recebeu vigorosas "19 chicotadas" vigorosas, enquanto o segundo colocado Kendo Storm que entrou junto com ele na reta , recebeu apenas 7 chicotadas . 

4. Se tivesse ação para passar , teria feito prontamente, mas o retrospecto não ajuda muito.. 

5. Vale lembrar que nenhum jóquei "esconde" seu cavalo no páreo de seis animais, correndo o tempo todo por fora dos outros animais, e faz correr desde os 500 ms finais até os últimos 20 ms.

Na verdade, a grosso modo, por sua performance neste páreo o jóquei C.G.Netto estaria muito mais sujeito a multa por uso imoderado do chicote (contei 19 chicotadas).

Analisar um páreo corrido, nem sempre é fácil.

Mauro Roger (03/08/2017) - Cachoeiro de Itapemirim/ES

AINDA SOBRE A PMU.

Me parece que por força de contrato, as imagens das corridas internacionais não podem ser liberadas para o youtube,onde costumo assistir as corridas nacionais, já que pelo site da PMU não tem jeito, não consigo acesso.

Sugiro então que, por ocasião dos páreos do exterior, ao invés da logomarca da TV TURF, deixem a imagem do padoque da Gávea com a pedra vazada na tela do youtube..

Já dá pra adiantar os estudos pro próximo páreo.

Cortaram também o chat no youtube.

O número de pessoas que assitia as corridas caiu de 600 para 200!!!!

Não creio que tenham migrado para o site da PMU.

E lembrar que anos atrás o sinal das corridas estava disponível nas parabólicas....

Hoje,pra você assistir um páreo, tem que ser muito teimoso...

Bonjour.

Luiz Edmundo Cardoso Barbosa (03/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Caros

Duas notas, uma de pesar e outra de alegria:

1- De PESAR - Pelo falecimento prematuro e inesperado do EDUARDO BUFFARA, um turfista, um lutador. e que deixará um vácuo no Paraná sobretudo, em sua luta e busca para sobreviver nesse mercado tão árduo e instigante que é o mundo dos cavalos PSI! Que o seu sócio Mário pegue esse seu bastão e o carregue, agora sozinho, na Agência TBS; 

2- DE ALEGRIA - por tomar conhecimento de que, à unanimidade, SAMIR ABUJAMRA teve o seu nome laureado com o Troféu Mossoró,através de uma feliz deliberação da Diretoria e Conselho Deliberativo da ABCPCC, a qual me filio, até porque tenho sido testemunha ocular da contribuição dada pelo Mestre no auxílio e participação efetiva na vinda, ao longo dos últimos anos, de Garanhões do porte de Shirocco, Manduro, Roderic O´Connor, Soldier of Fortune e, outros, quem sabe, que contribuíram para o sucesso do turfe nacional e, cujo sangue, por muitos anos, oxigenarão as matrizes brasileiras!

Luiz Edmundo Cardoso Barbosa

Stud Capitão

Antonio Claudio Assumpção (03/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Parabéns à CC e ao Paulo Gama pela inclusão em setembro de páreos para os de terceira idade.

Somente faltou nesta chamada uns páreos para grama , afinal os vovôs gostam também de correr na grama.

Muito obrigado meus velhinhos agradecem.

Paulo Gama (03/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

DURA REALIDADE

A postagem do senhor Rodolfo Marchione com relação aos próximos dois programas da Gávea é procedente. Ele está coberto de razão. Sem as chamadas dos páreos de grama a Comissão de Corridas terá enorme dificuldade para formar programas de qualidade. A interdição da pista para reparos será a responsável por isso. O fato, entretanto, não nos impede de reconhecer que foi feito um bom serviço esta semana com as condições favoráveis. Agora, sem poder liberar a grama ninguém seria capaz de obter bons resultados técnicos e quantitativos em termos de organização de páreos. A população de cavalos diminui de maneira significativa nos últimos anos. É preciso fazer malabarismo para formar quatro programas semanais, enquanto no restante do país as coisas estão mais difíceis ainda. Obrigado por ter lido a minha coluna semanal. Somos turfistas e, consequentemente, estamos do mesmo lado, ainda que eventualmente possamos ter divergências de opinião.

João Fernandes (03/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Sera que o "GUGU" esqueceu que as corridas estão sendo transmitidas pela TV e não mais pelo rádio, kkkkkkkk, toda hora as mesmas reclamações, infelizmente desanimador apostar assim, até quando ....

Boa noite a todos, e que Deus nos livre e guarde.

Daniel Cedric Pina Netto (03/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Caros turfistas,,meu pai C.G.Netto,com um currículo de quase 2000 mil vitórias ,paga as contas ganhando carreiras e mostrando o seu trabalho.Pra quem não sabe o cavalo Devolvido,foi dado de presente(possui problemas respiratórios e tem um edama ósseo na mão direita),e como meu pai não possui muitos cavalos e tenta tirar leite de pedra ,agarrou mais um desafio que foi treiná-lo. Alguns comentários dos senhores são extremamente maldosos e veio por esse meio para que os senhores se retratem,guardem essas opiniões maldosas e caluniosas para os senhores,até pq o Turfe(meu berço,minha casa,minha vida)onde minha família mora e tira seu sustento, NUNCA irá pra frente com um pensamento medíocre e calunioso como o dos senhores,bom dia.

Miguel Barros Camara Leão de Souza (03/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Bom dia a todos

Todos sabemos que aqui é um espaço democrático onde os turfistas podem se expressar das mais variadas formas. Penso todavia que as reclamações sempre devem ser feitas de forma construtiva para que o esporte dos reis seja cada vez mais do agrado de todos. Críticas bem feitas como as dos senhores Marcelo Freitas, Mauro Roger, Paulo Roberto Gomes (que não conheço) e as sempre pertinentes e oportunas como as dos meus conhecidos, Paulo Gama. Marcelo Leanza e Roberto Fonseca enriquecem e contribuem para sempre "remarmos" para um turfe melhor. Não podemos também esquecer das curiosas e importantes intervenções do senhor Antonio Moura e seus apartes turfísticos principalmente em relação aos sites e blogs de sua preferência onde consulta para efetuar suas apostas. Agora chegar aqui e "cair de pau" sobre qualquer blogueiro ou comentarista de sites do JCB pouco irá acrescentar para que possamos acertar mais nas corridas. Quem não gosta de conferir as indicações de algum blogueiro é simp les: basta não acessar aqueles sites ou blogs que julga serem indesejáveis. Também escrevo num blog sem fins lucrativos e mesmo com fieis seguidores, já tive momentos que pensei se valia a pena ou não continuar escrevendo comentários e indicações para as corridas. Sou turfista e apostador, mas jamais escreverei com objetivo de derrubar qualquer turfista. Podem estar certos que ganho ou perco "abraçado" com que escrevo. Também sou muito desconfiado em relação a certos comentários elogiosos a respeito de qualquer crítico ou comentarista do nosso esporte, pois sabemos como funciona a nossa cultura em relação a erros ou acertos. Os turfistas entretanto devem lembrar que os comentários são feitos pela manhã dos dias de corrida, onde não sabemos peso dos animais e obviamente sem outra ferramenta importante que é ver o galope de apresentação dos competidores antes dos páreos. Sem querer ser dono da verdade (até porque não tenho tal pretensão), termino esta mensagem sugerindo apenas uma maior reflexão antes de escrevermos qualquer comentário (positivo ou negativo) neste espaço.

Abraço a todos e boa sorte para as próximas corridas.

Miguel Leão

Marcelo Freitas (03/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Mais é Menos para a PMU.

Quanto MAIS tecnologia disponibilizamos hoje em dia, MENOS a PMU consegue oferecer um serviço de qualidade para os turfistas brasileiros.

Como caiu a qualidade das transmissões das corridas pela internet nos últimos meses. As imagens em HD estão mais parecidas com as imagens do televisor da década de 70, quando não havia TV colorida e a gente colocava um tipo de acrílico para dar a sensação que as imagens eram coloridas. Além da péssima qualidade, temos que torcer tb para que elas não congelem no momento da largada. Para quem acompanha as corridas internacionais provavelmente a situação deve ser bem pior.

Neste final de semana sugeri ao turfista Mauro Roger um outro navegador para que ele acompanhasse as corridas da Gávea, mesmo assim ele não conseguiu acessar a TV Turfe. Respondeu-me agradecendo e informando que ele queria comprar mas a PMU não queria vender.

Fico imaginando o que não se perde de venda de apostas com esse descaso da PMU, isso não é só através do site (onde acho que tem um grande espaço para crescer se funcionar corretamente), é tb através do teleturfe que vez e quando dá problema, a precariedade das agências, e até dentro da Gávea, onde a PMU tem um salão enorme, mas em certo momento só tem um atendente para fazer as apostas, sem falar em restaurantes mais acessíveis onde o publico turfista poderia levar a família, e estacionamento mais barato como era antigamente, onde nem se cobrava.

O jeito é ficar na torcida por dias melhores e acreditar que a intenção da PMU é realmente alavancar o turfe no Brasil.

Boa a sorte a todos!!!

Marcelo

Roberto Fonseca (03/08/2017) - Brasília/DF

E o rega-rega da raia de grama da Gávea já começou. O penetrômetro subiu, graças à irrigação, de 2,5 (segunda) para 3,4 nesta quarta-feira..

E o pior: o Climatempo sinaliza com possibilidade de chover 15mm de sexta para sábado.

A Comissão de Corridas não olha a previsão do tempo? Querem uma grama enlameada no fim de semana, é isso?

Reprodução da matéria veiculada hoje pelo site Climatempo (uma das referências no país em previsões climáticas).

"A passagem de uma frente fria vai causar grandes mudanças no tempo sobre o estado do Rio de Janeiro nos próximos dias. Além da chuva e da queda da temperatura, a população deve ficar atenta para ventania e mar muito agitado.

Nesta quinta-feira, o sol ainda vai predominar no estado do Rio de Janeiro, com sensação de calor na maior parte do dia. As cidades serranas amanhecem frias. A aproximação da frente fria aumenta a intensidade dos ventos e algumas rajadas com até 60 km/h podem ocorrer especialmente a partir do fim da tarde. É também no fim da tarde e à noite que esta frente fria poderá provocar algumas pancadas de chuva no Sul Fluminense e no Grande Rio, mas que ão devem ser fortes e nem de forma generalizada. A chuva mais persistente e a queda da temperatura serão sentidas na sexta-feira e no sábado. Veja como vai ficar a temperatura na cidade do Rio de Janeiro.

Ventania

As condições do tempo na sexta-feira, 4, e no sábado, 5, preocupam especialmente nas áreas litorâneas, incluindo o Grande Rio. O deslocamento de uma área de baixa pressão atmosférica pela costa de São Paulo e do Rio de Janeiro vai fazer com que o os ventos fiquem mais fortes e constantes. Algumas rajadas podem chegar aos 80 km/h e o mar fica muito agitado.

Chuva volumosa

A presença desta baixa pressão vai fazer com que ventos das direções sudoeste e sul soprem moderados a fortes sobre o Rio de Janeiro por mais de 24 horas. São ventos marítimos e estas direções são as que injetam a maior carga de umidade sobre o centro-sul fluminense. No caso do Grande Rio, os ventos de sudoeste e sul vão manter a atmosfera muito úmida, o que vai facilitar a formação da nebulosidade e da chuva. A situação é preocupante porque, como já aconteceu outras vezes, a combinação desta grande entrada de umidade do mar, por várias horas consecutivas, com as condições do relevo do Grande Rio gera áreas chuva persistente. As regiões de encosta naturalmente ficam mais sujeitas à chuva volumosa, mas não se pode descartar a possibilidade da chuva causar problemas em diversas áreas da capital e do Grande Rio especialmente entre a tarde da sexta-feira, 4, e a tarde do dia 5 de agosto.

As condições para chuva e os ventos diminuem muito no domingo, pois a baixa pressão atmosférica se afasta do litoral do Rio de Janeiro."

Marcos Antonio da Silva Filho (02/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Não merece ataque algum o Sr Italiano. 

O fato de acertar pouco , não justifica essas hostilidades contra ele. 

Acompanho os gostos de meu pai e sempre procuro subsídios na crônica para fazer meu joguinho.

O blog do Sr Italiano é bom para filtrar os vencedores porque ele geralmente não os aponta , passando quase sempre a léguas do disco.

O banho não é sempre que ganha , tenho a estatística. Deve dar fifty-fifty . Ruim mas não chega a ser desastre do Titanic como as indicações de André Cunha , que merece mesmo as letras que o Italiano manda no Credenciado , como todos sabem.

Com o turfe em crise , não cabe ficar ofendendo os outros e o fato do Italiano não ser nenhum grande marcador , não dá direito dos outros debocharem da matunguice dele.

Vamos respeitar os outros , por favor.

Sempre construtivamente.

M.A. Filho

Marcelo Pereira Botafogo (02/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Miguel Italiano

Miguel é um apaixonado pelo turfe, estudioso e dedicado ao que faz. Quando começou a escrever esse blog percebi que a sua forma de marcar era diferente dos demais, procura sempre fugir dos favoritos e acho que faz bem pois o índice de favoritos que vencem é muito pequeno. Amigo de muitos profissionais do turfe colhe informações diárias que unidas ao seu conhecimento faz com que marque com muita propriedade. Nós que gostamos de jogar consultando o seu blog, tivemos semanas de muito exito, acumuladas, super tri e muitas pules compensadoras e também tivemos semanas ruins com essa ultima, dentro do que conheço no turfe esta tudo dentro da normalidade. Miguel saiba que você tem um caminhão de laranjas, kkkk, (seus amigos e admiradores viraram laranjas),continue escrevendo da mesma maneira, suas laranjas e os profissionais do turfe ( jóqueis e treinadores ) torcem muito por você, quem sabe em breve estaremos vendo você na mesa do turfe na gávea. Você é craq ue e todo craque é invejado e perseguido por uma pequena parcela de pessoas que não significam absolutamente nada dentro do turfe no seu caso. Acho que criticas são sempre bem vindas, agora dizer que você desmerece as pessoas que formam a mesa do turfe na gávea é um total absurdo e ao meu ver esse tipo de atitude cabe processo judicial já que vemos claramente que o intuito e te prejudicar, fica a dica. Um grande abraço ao meu amigo Miguel, continue firme e forte, contamos com você.

Carlos Roberto dos Reis (02/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Boa Noite:

Estamos aguardando o retorno do pick place. Um grande salto da PMU e JCB.

Quanto ao C.G.Neto, informo ao apostador que quando ele monta os cavalos que treina dificilmente vem pra ganhar. Quando ele quer vencer coloca um aprendiz de sua confiança.

Roberto

Rodolfo Marchioni Kesselring (02/08/2017) - Sao Paulo/SP

Páreo Corrido, por Paulo Gama,

Prezado Paulo Gama,

Espere o programa dos 2 próximos conjuntos de reuniões. O gol de placa vai virar gol de honra frente a goleada que será imposta pelo adversário.

Att

Francisco Rodrigues (02/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

PAULO GAMA , perfeito na abordagem em relação aos animais mais velhos.

"beco sem saída para cavalos mais velhos "

Está tudo aí até solução bem simples e real.

Agora a diretoria e só colocar em prática não precisa grandes estudos. O Paulo já deu de bandeja.

F RODRIGUES 

STUD GATA DA SERRA

Luiz Filipe Amando (02/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Boa noite a todos! 

Concordo plenamente com o Sr. Luiz Fernando Carvalho no que diz respeito ao Jóquei Cesar Gustavo Netto. Quem assistir à corrida na grama do animal Devolvido, verá que ele correu na frente até os últimos metros da prova. Já a corrida de ontem... Brincadeirinha!!! É simples, assistam aos dois vídeos e julguem por si sós! 

Até quando esse tipo de coisa irá acontecer na Gávea? 

Com a palavra os doutos Comissários de Corrida. 

Atenciosamente, 

Luiz Filipe Amando.

Miguel Angelo Paolino (02/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

LARANJA.

Gostaria de saber o que eu fiz para merecer tanto ódio e rancor de um indivíduo. Para o seu conhecimento, não tenho a menor pretensão de trabalhar neste seguimento. O meu Blog tem acesso gratuito. Não tenho patrocinador. Para o seu conhecimento, conheço quase todos que trabalham na PMU ou no site do Jockey Clube. Fernando Lopes é meu amigo de longa data. André Cunha me convidou diversas vezes para participar da mesa do Turfe. Celson Afonso sempre foi muito gentil comigo. Thiagão sempre me tratou com muita elegância. Você usa este termo LARANJA, mais quem ataca covardemente e sistematicamente a mim, é você. Quanto a NEGATIVA, foi um quadro que coloquei no BLOG, para homenagear o maior comentarista de Turfe de todos tempos. Heitor de Lima e Silva o "Bolonha". Tive o prazer de conhece-lo. Você sim parece "laranja" ou "pau mandado". Se cometo erros de português, se as minhas indicações, não são do seu agrado. É simples não acesse o Blog. Aliás o mundo que vivemos infelizmente, está cada vez mais estranho. Pessoas se preocupam em atacar sem conhece-las. Ontem encontrei o Luizinho do "cartório" figura super conhecida em Copacabana, que frequenta a Agência da Djalma Urich. Ele condenou a sua narrativa mentirosa. Quando ele comentou com os frequentadores desta referida agência, a reação foi de total repúdio as suas mentirosas palavras. Aponte um frequentador, que se retirou da Agência por minha causa. A outra agência que frequentava, é da Rua Gomes Carneiro, do meu amigo Arnaldo. Portanto suas afirmações são mentirosas. Quanto as indicações, você tem razão esta semana realmente não fui feliz  nas indicações. Mais isto acontece com todos os marcadores.

Renato de Carvalho (01/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Prezadíssimo Antonio José Moura,

Suas intervenções aqui neste espaço são sempre bem vindas e oportunas. Não deixe de dar suas opiniões aqui. 

Foi brilhante em sua colocação quando disse que o tal do Italiano não prova de seu próprio veneno. Ficou bem claro que o objetivo dele é dar tiros ao léu em todos os páreos e se algum pegar sai por aí se vangloriando, mas não arrisca seu dinheiro. Isso para mim chama-se loteria. Não acredito que alguém julgue isso correto, mas cada um tem seu cada um. E insiste na tal da negativa, em que joga todos os animais do páreo contra o que ele torce contra. E quando acerta também acha o máximo. Manda seus laranjas, sempre com textos e maneiras de escrever idênticas a ele (?), sair por aí fazendo uma propaganda e até pedindo para a PMU contratar. Será que alguém leva a sério?

Uma última coisa que não entendi é quando ele e seus laranjas falam em marcar com isenção. O que seria isso? Espero que ele não esteja querendo receber para escrever aquilo que posta no blog, com vários erros primários de português além de várias colocações de mau gosto como a negativa, onde desdenha do trabalho de treinadores, cavalariços e etc... falando que o animal não vai chegar. Ninguém patrocinaria este tipo de trabalho que além de mau feito é de péssimo gosto. 

Espero também que o nobre amigo Antonio Jose Moura tenha começado a compilação das indicações ontem, quando o tal do Italiano só acertou 01 páreo com pule de 1,40. Por esse exemplo acho que já sabe o resultado que aparecerá ao fim do seu trabalho.

Um grande abraço!

Luiz Fernando Carvalho (01/08/2017) - Rio de Janeiro/RJ

Só gostaria q a Comissão de Corridas me respondesse uma coisa: até quando permitirá que esse jóquei C.G.Neto continue montando na Gávea ? A uns 45 dias, deu uma condução SUSPEITÍSSIMA na égua Yellow Dahlia, que ele mesmo treina. Páreo de transferência, ficou absoluta na areia e por isso eleita favorita do público apostador. Já largou pendurado na boca com 2 corpos de atraso, ficou encaixotado por 200 metros na reta e perdeu de cabeça !! Nada aconteceu. Hoje no 4º páreo com o cavalo Devolvido, fez a mesma coisa. Cavalo que a menos de 1 mês, corria puxando o train de carreira na grama e em claiming muito mais forte, entregou tudo nos 100 finais. Só que nes sa segunda, já largou mal novamente, contrariou o cavalo o percurso todo, fez tudo aberto, perdendo contato. Tá demais !! Esse rapaz deveria ser PROIBIDO de montar cavalo de corrida. Em 1 mês duas direções medonhas e pra lá de DUVIDOSAS para dizer o mínimo. Essa Comissão de Corridas tem que começar a tomar uma posição. Gávea virou terra de ninguém !













12.812

12.844





















Coudelaria Atafona

Coudelaria FBL

Coudelaria Intimate Friends

Coudelaria Jessica

Coudelaria Pelotense

Haras Iposeiras

Haras Depigua

Haras do Morro

Haras Fazenda Eldorado

Haras Old Friends

Haras Planície

Haras Vale do Stucky

Jorge Olympio
Teixeira dos Santos

Ronaldo Cramer
Moraes Veiga

Stud 13 de Recife

Stud Brocoió

Stud Cajuli

Stud Capitão

Stud Cariri do Recife

Stud Elle Et Moi

Stud Everest

Stud Gold Black

Stud Hulk

Stud Ilse

Stud La Nave Va

Stud Mengão 1981

Stud Palura

Stud Quando Será?

Stud Recanto do Derby

Stud Rotterdam

Stud Spumao

Stud Terceira Margem

Stud Turfe

Stud Verde

Stud Wall Street

  Associação Carioca dos Proprietários do Cavalo Puro-Sangue Inglês