Cadastre-se e receba novidades:

Nome


E-mail

Imperador Frances – Daniel Netto Filho

Green Century – Stud Palura

Verso E Prosa – Stud Ilse

Lorenzo – Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Mem Cade Ce – Stud Verde

Jeffa – Stud H & R

Irreverente Acteon – Stud H & R

Imperador Francês – Daniel Netto Filho

Famous Italian – Stud Palura

Ghoul – Stud Verde

Sapo Boi – Coudelaria Pelotense

Baccos – Stud Cajuli

Evoque – Haras Do Morro

Ympossible Blade – Stud Cajuli

Jackson Acteon – Stud H & R

Querida Niquita – Stud Cariri do Recife

Ombak Bagusse – Haras Clark Leite

Natural Champion – Coudelaria Jessica

Jorge Cassas – Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Bebê Francês – Stud Ilse

Kurdish – Stud Capitão

Mem Cade Ce – Stud Verde

Muguruza Bunny – Haras do Morro

Danger Love – Stud Palura

Verso e Prosa – Stud Ilse

Johnny Blue – Stud Elle et Moi

Hammana – Stud Verde

Bebe Belo Brummel – Stud Ilse

Mac Bol – Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Hunter – Stud Everest








Neste espaço são publicadas as manifestações dos nossos leitores.

O RAIA LEVE acolhe opiniões sobre todos os temas ligados ao turfe.
Reserva–se, no entanto, o direito de rejeitar ofensas, acusações insultuosas e/ou desacompanhadas de documentação. Eventualmente, os e–mails poderão ser checados. O site não tem o compromisso de publicar todas as mensagens recebidas. A publicação, quando ocorrer, se dará na íntegra ou parcialmente, privilegiando–se os trechos mais relevantes.

O Raia Leve, depois de pedidos de leitores e deliberação da diretoria da ACPCPSI decide que além da checagem de CPFs e identidade virtual costumeiramente feitas, só publicará mensagens de internautas que respondam e–mail confirmando a identidade. Desta forma, a editoria do site pede aos internautas que respondam e–mail da associação com a máxima rapidez possível quando solicitados a fim de ter a liberação de seu comentário, bem como assegurem–se que o e–mail raialeve@raialeve.com.br esteja definido como um endereço que não seja encaminhado para a caixa de Spam.





Dezembro | 2018

Luiz Sergio Sposito (16/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

Será que o treinador do KRIS FIVE o sr E.PETROCHINSKI(SP) ainda não viu que o cavalo KRIS FIVE venceu 2 corridas seguidas um GP 1 e um GP 2 pesando 476 e 478 e depois foi ganhando peso e não ganhou mais nada e ainda traz para o rio com +2 somando 35 kg a mais de sua vitória. Fazendo o apostador perder dinheiro pois pagava 4,6 e ainda tirando a oportunidade do Lavor montar Tiepollo que na sua direção na raia seca podia até ganhar o pareo?

José Francisco Pereira Sousa (16/12/2018) - Porto Alegre/RS

Parabéns ao jóquei ANDERSON PAIVA pela extraordinária condução da égua Ray Grass, que nos derradeiros metros da corrida efetuou ,algo raro no turfe, umas três ou quatro mudanças de rumo até conseguir alcançar a égua do Araras, que levaram um castigo bem merecido, haja visto que a titular montada pelo V.Gil correu apenas para formar a dobrada e levaram nos dedos e desta vez não foi pelo Bebetinho!!!

José Francisco Pereira Sousa (15/12/2018) - Porto Alegre/RS

Boas corridas e apostas a todos! o JCRGS começou a definhar quando acabaram com a pista de grama , que é o diferencial para o progresso e sucesso de qualquer hipódromo. Vejam o movimento de apostas de um páreo na grama e um similar na areia. Quem pensa grande, a tendência é crescer, quem pensa pequeno tende a diminuir a grandeza.

João Ciro Oliveira (15/12/2018) - Curitiba/PR

Alo presidente jcrgs que belo presente o jc ganhou de natal do Jcb e a pmu dando corridas nesta sexta feira. O mga pifio. A pmu veio para ajudar o turfe nacional.

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (14/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

Prezado Rodrigo Batista, é claro que no meu comentário existiu uma pitada de brincadeira, mas não podemos comparar o poder financeiro entre Brasil e Estados Unidos, aqui premios pagos numa prova de Grupo quase equiparam ao que eles pagam num claming, isso sem falar de páreos suspeitos que volta e meia acontecem aqui. Eu por exemplo Rodrigo, jogo pelo site, assisto na TV, sem ter preocupações, já frequentei bastante o Joquei no tempo em que faziamos acumuladas na casa de apostas em blocos de papel, mas as coisas mudam, e hoje não troco meu conforto para apostar e assistir. Agora não esqueça que a violencia e o poder economico tem um percentual altissimo, veja pelo futebol, o Botafogo colocou ingressos a 2,50 nos ultimos jogos do Brasileiro e levou excelentes públicos ao estádio. Fardas famosas que tivemos aqui já não existem mais, os tempos são outros.

abraços

Rodrigo Batista (14/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

Prezado sr Carlos Eduardo de Santana Teixeira, 

No ultimo fim de semama acorreram ao hipodromo de Gulfstream park mais de 100 mil pessoas somando sabado e domingo para as provas do classico das americas, reunindo cavalos de paises caribenhos. Ao que me consta as corridas foram transmitidas para inumeros credenciados nos EEUU e pela internet. 

Gulfstream compete com incontaveis atrações que existem em miami e florida em geral. 

Permita-me discordar de sua opiniao, o turfe brasileiro esta a mingua porque é comandado por amadores e boa parte deles com baixissima competencia para tal. Lembre se que os hipodromos americanos incluindo gulfstream sao todos empresas que visam maximizar lucros, com profissionais trabalhando todos os dias para o fortalecimento do turfe. 

Outro seria nosso turfe se fosse conduzido por profissionais. O tempo do amadorismo já acabou faz tempo.

Mario Veloso (13/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

Jornal do Turfe

Coluna: PERDEMOS NANINHO - últimas

* VERGONHA - Estamos em 2018, e ainda pilantras são eleitos como dirigentes no turfe brasileiro. Estamos sem rumo, sem estatutos, sem sapiência. Viramos burros de plantão, inimigos do esporte, inertes ao presente e sem pretensões no futuro. Um verdadeiro abismo! Estou descrente... (FAÇO CORO COM O AUTOR DA POSTAGEM)

 

Matéria de Capa do site Raia Leve

Uma grande vitória para os jogos [12/12/2018] 

Temer sanciona a MP 846 e o Brasil já tem as apostas esportivas legalizadas oficialmente.

Clique aqui para ver a matéria.

da Redação

* PRA INGLÊS VER - No caso do JCB somente para locupletar-se, cadê o aumento dos prêmios? Concedido somente aos animais de dois anos para paralelo obrigar a aumentar a dotação dos clássicos. Agradar a corriola ! Deixem de ser ridículos !

Nunca o PROPRIOTÁRIO esteve tão em voga. 

Mauro Roger (13/12/2018) - Cachoeiro de Itapemirim/ES

Pobre PSI...

Leilão de quarto-de-milha em Pilar, Alagoas, animais destinados à vaquejada.

R$ 6.372.000,00 em vendas, com média de 122.500 reais.

O maior preço? Uma égua doadora de embriões; R$1.011.000,00

O"cantor" Wesley Safadão foi o arrematante do lote mais caro.

João Ciro Oliveira (13/12/2018) - Curitiba/PR

Sr.Mauro Roger ,que horário passaram as corridas na França.

Mauro Roger (12/12/2018) - Cachoeiro de Itapemirim/ES

A coluna Panorama do JCB,traz a informação que em 2.019 as corridas brasileiras serão transmitidas para a França.

Alguém sabe dizer se as corridas continuam sendo transmitidas para os Estados Unidos às terças-feiras?

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (12/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

O Sr. Fernando Cury, mencionou que o turfe precisa ser fomentado, para que suas dependencias fiquem cheias nas corridas. Eu tenho a solução para isso caro senhor.

1 - Fechamento de agentes credenciados

2 - Suspensão das transmissões pela TV e Internet

3 - Cancelamento de apostas pela Internet e teleturfe

4 - Diminuição da violencia no Rio de Janeiro

Seguindo esse 4 passos com certeza o Joquei ficará cheio, assim como estava lotado em videos do youtube nos anos 30

abraços e boa sorte a todos

Luiz Sergio Sposito (11/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

O sr Celso Nogueira Paranhos foi preciso ! Com um parecer desse não precisa nem de sentença.

Celso Nogueira Paranhos (11/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

PARABENS ANDRE CUNHA: pela entrevista com o B.Queiroz, e isso que o turfista quer, ao entrevistar o aprendiz ou um joquei e pedir que ele destaque somente aquela que ele vai achar que ganha

Antonio José da Silva Pais de Moura (11/12/2018) - Niterói/RJ

DONA DILMA FEZ ESCOLA

O turfista Nelson Nogueira Paranhos, por paradoxal que pareça, consegue a façanha de, numa só canetada, despachar para o mesmo balaio de gatos o signatário e o Sr. Luís Carlos Barbosa - que defendem opiniões opostas entre si na questão dos Agentes de Montaria.

Nem o palavreado chulo a que recorre nos faz entender qual é, na essência, seu nada ponderável ponto de vista! Se alguém entendeu, por favor, manifeste-se...

Talvez ele não seja contra nem a favor... Muito pelo contrário!

Como diria FHC - "assim não pode - assim não dá"!

Antonio Pais de Moura

Zurik Marcello de Souza (11/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

Continua o retrocesso no JCB. Ao invés de incentivar as pessoas a irem ao jockey, eles voltam com a norma de não entrar de bermuda.E agora vai começar o verão. Não querem renovar mesmo o público presente. Por isso tambem que as arquibancadas vivem vazias.

Celso Nogueira Paranhos (11/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

Me convença senhores: Antonio José Moura e Luis Carlos Barbosa, quanto a um agente de montarias agencias 2 joqueis, no caso do animal gargalos hills que vinha sendo montado por Leandro Henrique do stud az de copas, o leandro henrique sai de cima e vai montar no mesmo pareo o super buck, ai te pergunto o agente ou o treinador nao sabia que o cavalo era uma barbadona, meteu 85s pros 1.400metros, favorecendo a primeira vitoria do aprendiz, me desculpe mais vcs estao cego ou estao na mesma corriola

Pasqual Evangelista (09/12/2018) - Valinhos/SP

Mais uma vez a TI da PMU

Peçam ao programador da TI que aposte no HI-5 das corridas Americanas. Ele descobrira o que precisa fazer.

Luiz Sergio Sposito (09/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

Essa corrida de Trote Atrelado é uma piada, mas parece quando vc vai passear com o cachorro e quem te puxa é o cachorro.

Antonio José Moura (09/12/2018) - Niterói/RJ

NINGUÉM, É FIEL A DOIS AMORES

Interessante a ótica pessoal do turfista paulista, Sr. Luiz Carlos Barbosa, a propósito dos agentes profissionais de jóqueis; peremptória - mas controversa!

O signatário, por exemplo, tem opinião diametralmente oposta, plenamente fundamentada pela epígrafe desta manifestação.

A prevalecer o Agente Duplo, é certo que um dos pilotos sentir-se-á preterido até o ponto da discórdia e ruptura do acôrdo; simples questão de tempo.

O exemplo também é pífio, eis que todos os proprietários estão plenamente conscientes das chances de cada um dos animais da cocheira e o aguerrimento em corrida faz parte do preparo e treinamento do PSI.

Não apoiado!

Antonio Moura

José Francisco Pereira Sousa (09/12/2018) - Porto Alegre/RS

Bom dia a todos. Sr.Celso Paranhos, a respeito da vitória do cavalo Ziphion, embora sua reclamação na essência tem razão, os responsáveis do cavalo estavam dentro da lei do turfe, pois o cavalo vinha de terceiro na mesma turma , o que lhes eximem de qualquer punição. Esse caso cai perfeitamente no velho e surrado ditado mas sempre atual: A MULHER DE CÉSAR NÃO BASTA SER HONESTA, TEM QUE PARECER HONESTA. Bom domingo a todos..

Luiz Carlos Barbosa (09/12/2018) - São Paulo/SP

Que besteira essa historia de agentes de montarias não poder ter mais que um agenciado, pela logica dessas pessoas os treinadores não poderiam treinar mais que um cavalo no mesmo páreo também.

Celso Nogueira Paranhos (08/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

Diversidade de Performance:

ZIPHION correu dia 03-12-2018, voltou depois de 5 dias em pareo mais forte e ganhou de galope, essa comissao de corrida ou ta cega ou ta ganhando em cima dos apostadores, quem deveria ser suspensso, era toda a comissao de corridas e nao os treinadores

Claudio da Silva (08/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

Senhor 

Alvaro Lopes, eu me lembro que Albenzio Barroso, talvez tenha sido o primeiro ou um dos primeiro. 

abraço

Renato Leite (07/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

Obrigado senhor Marcos Rizzon.

Triste, muito talento perdido

Marcos Rizzon (07/12/2018) - Porto Alegre/RS

Caro Renato Leite,

Me mandaram uma fotografia na semana passada do Marcos Mazini como guardador de carros em uma rua do Rio de Janeiro,

Infelizmente não adquiriu juízo e está tendo um fim lamentável.

Coisas da vida!

Marcos Rizzon

Orlando Motta Filho (07/12/2018) - São Paulo/SP

Nunca li aqui (alias AQUI,quem deveria ser ’mediador’ é mais ’É’ torcida organizada,macaco de auditorio,ESQUECE Moreiras,Silvestres e Leandros(já chamado aqui nesse espaço de ’joquinho’) sem dizer tantos outros do passado e de agora) que Jorge Ricardo fosse um pangare.

Ele é,sem duvida alguma,’um’ dos muitos mitos da história turfistica nacional e isso ninguém negara,JAMAIS.E graças a "DEUS",tivemos muitos e ainda temos alguns(não respeitados como).

Mas é assim mesmo,no Brasil quem torce para outro time não passa de otario.

Acho que quando ele parar de montar nosso turfe entrara na fase terminal(se ja não esta),pois com certeza muitas viuvas perderão a vontade de viver.

Celso Nogueira Paranhos (07/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

Gostaria de saber da comissao de corridas:

porque um agente de montaria pode ter o direito de ter mais de um joquei, fica muito estranho um agente agenciar mais de um joquei, fica ridiculo quando o mesmo agente tem mais de 01 joqueis montando no mesmo pareo, no meu ver o codigo de corrida deveria aplicar somente um joquei por cada agente, daqui a pouco teremos um agente e 05 joqueis num pareo de 6 cavalos.

Antonio Carlos Barbosa da Silva (06/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

Gostaria de mais uma vez parabenizar o Sr PAULO GAMA pelo brilhante depoimento sobre o jockey Jorge Ricardo.Tudo narrado de maneira que só quem não quiser entender pode ter alguma dúvida sobre a tecnica profissional e o ser humano fantástico que é o nosso grande campeão.

Alvaro Lopes (06/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

Perguntar não ofende : Qual foi o jockey que colocou no mapa turfístico do mundo o turfe brasileiro?

Saudações rubro negras com cheirinho de perfume francês e não de fossa.

Sergio Salim (05/12/2018) - Belo Horizonte/MG

Como titular do Stud Sion, proprietário do animal Negroni Forte, venho neste espaço protestar contra o aprendiz B Queiroz, que por pura má vontade alegou que o cavalo estaria "sentido" e o serviço de veterinária inexplicavelmente concordou e o retirou, fato que ao retorno do cavalo não foi confirmado nada disso . Sinceramente acredito em pura má vontade do aprendiz ,por ter sido negada outra montaria de minha propriedade para ele em outro páreo .

Acredito que a comissão de corridas deveria olhar mais o lado dos proprietários, que na verdade são quem proporcionam o espetáculo e chamem este aprendiz e expliquem que esta atitude irresponsável só traz prejuízos ao turfe.

Cristiano Larrieu da Silva (05/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

Bom dia !!

Um atleta com mais de 40 anos de carreira com inúmeras vitórias sobre os maiores joqueis do brasil e do mundo, jamais poderia ser questionado ou sequer discutido algo sobre sua categoria. Jorge Antonio Ricardo ganhou as mais antológicas carreiras que se pode imaginar, desde de um claming a um GP Brasil ou internacional GP Carlos Pelegrini entre outros sempre mostrando uma capacidade além do normal. Este monstro sagrado conseguia fazer azarão correr como barbada, cavalo atropelador ganhar de ponta a ponta . Correr na frente e tão difícil como atropelar , e J. Ricardo é um mestre em correr na frente e duro ser alcançado, a sua tocada é diferenciada e aplaudida pelo principais joqueis do mundo.

Fernando A.Iaccarino (05/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

Parabéns ao Paulo Gama que conseguiu retratar, de forma explêndida, a carreira de Jorge Ricardo. Existem pessoas a que o sucesso de outros incomoda bastante. Acho que por isso, alguma pessoas criticam tanto esse ídolo.

Jorge Gouveia Rocha (05/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

Paulo Gama , ninguem poderia descrever melhor a tragetoria deste grande atleta e campeao, gostaria de lhe dar meus parabens. 

José Francisco Pereira Sousa (05/12/2018) - Porto Alegre/RS

Sr.Celso Nogueira Paranhos,infelizmente o código de corridas está obsoleto e acoberta e incentiva certas manobras escusas,como no caso que o sr.comentou do cavalo Moving Alone , protegido pelo fato de ter corrido há 30 dias atrás(31/10) e aí se torna impune. Pode ser legal mas é imoral!!!

Humberto de Lemos (05/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

Srs. Redatores,

Tenho contribuido mensamente para o joquei Bruno Souza mas nao tenho recebido nenhuma comunicacao sobre o seu estado de saude. Apelo aos senhores de dar alguma noticia de vez em quando para que a gente saiba como anda o tratamento do Bruno.

Agradeco aos senhores,

João Ciro Oliveira (04/12/2018) - Curitiba/PR

Boa noite. Acertar as corridas na Gávea tenho consultar mãe Dina.

José Cruz (04/12/2018) - Cachoeira do Sul/RS

Já to ficando cansado de perder carreira de devolução com B.queiroz.

Renato Leite (04/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

Vou tentar mais uma vez.

Alguém pode falar alguma coisa sobre o jóquei Marco mazini,ou prevalece a lei da mordaça?

Luiz Sergio Sposito (04/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

Parabéns pela matéria 

"Páreo Corrido, por Paulo Gama [04/12/2018]" com isso encerra qualquer dúvida sobre o fenômeno Jorge Ricardo. Lembrando apenas 3 que em cada esporte surge um Ìcone :

SURF - KELLY SLATER

FUTEBOL - PELÉ

TURFE - JORGE RICARDO

Carlos Roberto dos Reis (04/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

Bom dia.

Falando sobre Jorge Ricardo, venho pedir as pessoas que quando falarem desse senhor, que pensem 10 vezes antes de falar.

Jorge Ricardo não é apenas um jokey. É um fenómeno das rédeas. O único brasileiro ídolo na Argentina.

Roberto

Antonio José da Silva Pais de Moura (04/12/2018) - Niterói/RJ

AINDA SOBRE O JÓQUEI JORGE ANTONIO RICARDO

Permito-me transcrever, na íntegra, um relevante texto no Facebook de 03 do corrente de Beto Rodrigues, histórico turfista e proprietário com mais de duzentas vitória no seu curriculum; certamente vai interessar aos leitores do Raia Leve:

"É muito triste ver turfistas questionando o Ricardinho no Raia Leve.

É muito triste um ver um campeão brasileiro ser chamado de Maestro na Argentina e posto em dúvida em seu país.

Vou dar meu depoimento pessoal com cavalos de minha propriedade.

Ele largou com cavalo que não largava. E venceu.

Ele correu na frente com cavalo atropelador. E venceu.

Ele passou por dentro com cavalo que só atropelava por fora. E venceu.

Ele fez curva com cavalo que não fazia nem de roseta. E venceu.

Por favor, mais respeito!!!"

Dizer mais o quê! 

Antonio Moura

Marcos Freitas Brandão (04/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

Meus parabéns Paulo Gama pelo excelente comentário sobre o nosso campeoníssimo Jorge Ricardo

José Francisco Pereira Sousa (04/12/2018) - Porto Alegre/RS

Bom dia, largada excelente da gauchada no torneio de prognosticos do JCSP no mês de dezembro, com o meu ex-vizinho da rua Jaguari Marcos Rizzon em primeiro e eu em segundo lugar a quatro pontos. A pergunta que não quer calar: seremos cavalos paraguaios? KKKKK

Celso Nogueira Paranhos (04/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

Gostaria de saber oque a comissao de corridas vai alegar, o treinador Daniel Peres foi suspensso por diversidade de performance, segunda feira o animal moving alone que vinha correndo claiming A e C, nao vinha fazendo nada, chegando afastado nas duas ultimas, ontem no quinto pareo, largou e acabou ganhando por varios corpos, pergunto a vcs, seria diversidade de performance, ou sera que a comissao escolhe a dedo quem deve suspender, se nao for diversidade de performance, surgiro a todos que prendam essa comissao de corridas.

Carlos Eduardo de Santana Teixeira (04/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

não entendo o porque dos "comentaristas" da TV Turfe, passarem 95% das reuniões falando em venda de jogos, isso chega a ser irritante. qualquer turfista sabe os jogos que lhe agradam e os que querem jogar, sem precisar dessa falação sobre vendas de jogos. me lembro na epoca das transmissões pela ESPN nunca vi os comentaristas falando sobre venda de jogos.

José Antonio Barros (04/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

Sobre o Botafoguense Jorge Ricardo, se alguns acham que Jorge Ricardo não é o melhor jockey do mundo e é sobrevalorizado apenas por seu número de vitórias obtidas no Hipodromo da Gaveá, se formos levar esse pensamento para o futebol Pelé tmb é sobrevalorizado pois a grande maioria de seus gols foram marcados contra times do interior paulista, sem nenhuma qualificação...

Luiz Sergio Sposito (03/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

Esse pessoal insiste em falar do Jorge Ricardo o cara ganhou tudo aqui no Rio foi para Argentina um Turfe mais difícil os argentinos são marrentos com estrangeiros e lá ganhou tudo também todas estatísticas falta mais o que, ir para os EUA e ganhar tudo. devolve 20 anos a ele faz lá também.

Manoel Silveira (03/12/2018) - Rio Grande/RS

Também gostaria de obter informações sobre o Mazini.

Renato Leite (02/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

Perguntei pelo jóquei Marco mazini e ninguém respondeu, será que estão proibidos de falar sobre o assunto, porque responder alguém respondeu.

Isso é fato.

Marco Antonio Santos (02/12/2018) - Niterói/RJ

Qualidade das vitórias e prêmios ganhos !

Falta alguma coisa ao Jorge Ricardo.

Rodrigo Batista (02/12/2018) - Rio de Janeiro/RJ

Concordo em parte com a opinião do Sr Sidney Neves, Jorge Ricardo é sobrevalorizado pelo seu número incrivel de vitórias, pois devemos lembrar que boa parte delas foram conquistadas numa fase em que o JCB era um hipodromo muito inferior ao de Sao paulo, quando juvenal e gabriel menezes se mandaram atras dos otimos premios paulistas, e goncinha foi embora para os EUA. Então Ricardo passou a vencer tudo, pois tal ocmo Russel Baze preferiu um hipodromo mais facil de vencer em relação a sao paulo da época. Russel Baze montou em muitos hipodromos mambembes dos EUA embora tivesse categoria excelente. 

Senhores, o prestígio de um joquei nao vem do numero de vitorias apenas, mas principalmente da qualidade de suas vitorias e dos premios ganhos. Ricardo foi um ótimo garoto propaganda do JCB, um cara correto, sempre em busca da vitória, e terá seu nome eternamente escrito no JCB, assim como Baze, mas coloca-lo como maior de todos os tempos é de certa forma uma desonestidade apoiada em números questionáveis. 

Pergunte a qualquer turfista americano quem foi melhor joquei, Mike Smith com 5.489 vitorias ou Russel Baze com 12.844. No turfe 1 mais 1 não é necessariamente igual a 2.

José Flavio Garcia (01/12/2018) - Londrina/PR

Depois de elaborar uma programação pífia neste sábado, com duas provas com apenas 3 competidores e as demais , como sempre, vazias, o JCSP, para evitar forfait, até agora anuncia Grama Pesada ( 2 3 5 8 9) e, incrível, areia encharcada. Pluviômtero 18mm e Penetrômetro 6.3. Integridade física dos jóqueis nem pensar. Se houver algum acidente de raia, tomara que não, a diretoria deveria responder criminalmente.

Antonio José Pais de Moura (01/12/2018) - Niterói/RJ

O USO DO CACHIMBO FAZ A BOCA TORTA

Prezado Dr. Mocarzel,

Permita-me registrar que o seu peculiar cavalheirismo não lhe permitiu ser mais explícito na recente manifestação dirigida ao Jornalista Paulo Gama, a propósito do placar do Prêmio Pico Central, oportunidade em que o ilustre cronista omitiu, inadvertidamente, o animal que completou na quinta colocação o placar do referido páreo.

Para quem aposta, nada a ver - eis que para efeito de jogo só importa a colocação até quarto lugar; para quem paga o trato no final do mês é de suma importância que se informe o placar completo e dê o merecido crédito ao cavalo atleta. Nada mais justo!

A epígrafe acima justifica, para todos os efeitos, o referido lapso e o nome do bravo defensor do Stud Cajuli é Maestro da Serra, que como os demais da "nossa" farda sempre leva minha romântica torcida e, vez por outra, alguns trocados no guichê.

A gente se encontra por aí... a Amaral Peixoto não é tão comprida assim!

Antonio José Pais de Moura










12.942

12.844

















Coudelaria Atafona

Coudelaria FBL

Coudelaria Intimate Friends

Coudelaria Jessica

Coudelaria Pelotense

Haras Clark Leite

Haras Iposeiras

Haras Depigua

Haras do Morro

Haras Old Friends

Haras Planície

Haras Vale do Stucky

Jorge Olympio
Teixeira dos Santos

Ronaldo Cramer
Moraes Veiga

Stud Brocoió

Stud Cajuli

Stud Capitão

Stud Cariri do Recife

Stud Cezzane

Stud Elle Et Moi

Stud Everest

Stud Gold Black

Stud H & R

Stud Hulk

Stud Ilse

Stud La Nave Va

Stud Palura

Stud Quando Será?

Stud Recanto do Derby

Stud Rotterdam

Stud Spumao

Stud Terceira Margem

Stud Turfe

Stud Verde

Stud Wall Street
  Associação Carioca dos Proprietários do Cavalo Puro-Sangue Inglês