Cadastre-se e receba novidades:

Nome


E-mail

Questa Parola - Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Energia Iluminada - Sinval Domigues de Araujo

Guaruman - Haras Planicie

Selo Achaque - Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Quociente - Stud Gold Black

Jardim de Outono - Stud Treze de Recife

Mai Tai Monsoon - Stud Beto & Fafá

El Explosivo - Stud Beto & Fafá

Kremlin - Stud Hulk

Kremlin - Stud Hulk

Energia Half - Stud Hulk

Onzaneiro - Stud Beto & Fafa

Guaruman - Haras Planicie

Divina Luz - Stud TNT

Idiome - Coudelaria Atafona

Energia Important - Stud Gold Black

Patureba - Sinval Domingues de Araujo

Sweet Nana - Stud Hulk

Quociente - Stud Gold Black

Dolce Gusto - Stud TNT

Casual Elegance - Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Bobita - Sinval Domingues de Araujo

Janet Jackson - Sinval Domingues de Araujo

Regal Ares - Stud Beto & Fafá

Jorge Cassas - Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Umbelievable - Sinval Domingues de Araujo

Degola - Stud TNT

Coldplay - Stud Hulk

Jet Set Event - Sinval Domingues de Araujo

Idiome - Coudelaria Atafona








Neste espaço são publicadas as manifestações dos nossos leitores.

O RAIA LEVE acolhe opiniões sobre todos os temas ligados ao turfe.
Reserva-se, no entanto, o direito de rejeitar ofensas, acusações insultuosas e/ou desacompanhadas de documentação. Eventualmente, os e-mails poderão ser checados. O site não tem o compromisso de publicar todas as mensagens recebidas. A publicação, quando ocorrer, se dará na íntegra ou parcialmente, privilegiando-se os trechos mais relevantes.

O Raia Leve, depois de pedidos de leitores e deliberação da diretoria da ACPCPSI decide que além da checagem de CPFs e identidade virtual costumeiramente feitas, só publicará mensagens de internautas que respondam e-mail confirmando a identidade. Desta forma, a editoria do site pede aos internautas que respondam e-mail da associação com a máxima rapidez possível quando solicitados a fim de ter a liberação de seu comentário, bem como assegurem-se que o e-mail raialeve@raialeve.com.br esteja definido como um endereço que não seja encaminhado para a caixa de Spam.





Setembro | 2016

Fernando Aniello (29/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Em relação aos fatos apresentados pelo Sr Lany, sobre um acerto de joqueys para acertar a quinexata, que eu me lembre, dentre os joqueys envolvidos estavam o A.Goulart e a sua bela irmã Josiane Goulart, que retornou há pouco para a Gávea. Segundo se comentou à época, após o páreo corrido,a mesma invadiu a raia pedindo para que o aprendiz, que não estava no esquema, jogasse fora o peso para ser desclassificado. Para azar da quadrilha o aprendiz, que não me lembro o nome, não concordou.

Francisco Rodrigues (29/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Corrupção. 

E quando duas partes resolvem levar algum tipo de vantagem. 

Para haver corrupção existe duas partes.

E defendo que o dr Carlos Eduardo, não praticou tais atos. 

A sr Mayra não há conheço, algum tempo atrás fiz dois pleitos e me foi negado. conheço de vista no hipódromo. 

Como eu acredito que o dr Carlos Eduardo, não precisa de agir ilegalmente, por todo seu potencial profissional etc.por isso minha defesa do dr Carlos Eduardo. 

Continuo com minha convicção que o dr Carlos Eduardo, não corrompeu a instituição, JCB.

Daí por tabela acabo defendendo a sr.Mayra.

Francisco Rodrigues (29/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Não acredito que liquidação de grandes haras tenha a haver com a pessoa citada.

Gerente e para ser a chata a que vai dizer não quando for necessário, e assim que é. 

Já disse aqui que me foi negado vários pleitos, mas como sou, um ser humano comum, não me sentir ofendido.

até comentei há época essa moça não vai longe,tendo que dizer não aos ........

Lanny Fortes Maximo Goes de Lima (29/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Escândalo "MAYRA FREDERICO" - MAIS DO MESMO.

Senhor Francisco Rodrigues, Senhor Sergio Leite Piau,

Os senhores foram os únicos, até o momento, que vieram aqui neste democrático espaço do leitor, que o raia leve disponibiliza ao público turfista, a de alguma maneira a defender a indefensável conduta da sra. Mayra Frederico neste derradeiro episódio de uso do patrimônio coletivo em proveito individual, em nome próprio e de mais duas pessoas que certamente privam de sua "simpatia".

O conceito de lisura e honestidade pode variar, de pessoa para pessoa, dependendo dos padrões de educação e caráter de cada um.

Daí, porque, o que para a maioria esmagadora da comunidade turfística soa como um absurdo escândalo, para alguns não passa de "um mero mal entendido".

Não há mal entendido algum. Pelo contrário, esta sindicância só precisa saber da sra. Mayra Frederico e do sr. Carlos Eduardo Veiga se a conversa transcrita no aplicativo whatsapp, que veio à tona, foram realmente trocadas a partir dos respectivos telefones celulares.

O julgamento do conteúdo, não lhes cabe e nem sequer demanda maiores esclarecimentos.

A única defesa possível para a sra. Mayra Frederico seria dizer: "não, esta conversa não partiu de meu celular. Não fui eu quem emitiu tal conteúdo".

Mas, se fosse esta a hipótese, creio que a própria sra. Mayra Frederico já teria vindo aqui neste espaço para fazer a sua defesa.

O turfe do Rio de Janeiro = JCB = é pródigo em relevar e perdoar pecados mortais imperdoáveis.

Não faz muito tempo, um grupo de jóqueis se juntou para fraudar o resultado de uma acumulada especial, na época denominada "quinexata", cujo valor estava em patamar elevado de premiação.

Efetuaram uma aposta com dinheiro próprio e, literalmente, urdiram o "amolecimento" dos resultados de cada um dos cinco páreos.

O golpe não deu certo porque, no último páreo um jóquei aprendiz que não fazia parte do esquema "comportou-se mal", e o resultado ajustado com antecedência não aconteceu.

O JCB instaurou sindicância. Os acusados confessaram a conduta criminosa.

Veja, estávamos diante de um estelionato que lesou toda a comunidade de apostadores, nas barbas dos comissários de corrida.

Um crime previsto no código penal (artigo 171) foi praticado, em concurso formal, porque foram em cinco oportunidades seguidas, sendo os agentes criminosos integrantes de quadrilha.

Houve uma punição meramente administrativa, que o tempo tratou de apagar.

Não há notícia de que sequer uma ação criminal tenha sido instaurada.

E os criminosos confessos hoje transitam e militam livremente entre pessoas de bem, exercendo atividade profissional no JCB, alguns ainda elogiados neste espaço, como se nada daquilo tivesse acontecido.

Diversos outros casos podem ser lembrados, onde o indefensável e o imperdoável acabaram relevados pelos dirigentes do JCB.

O turfe brasileiro, tal como a sociedade em geral, tem memória curta.

Ocorre que, ao longo do tempo, o descrédito levou o turfe a definhar, afundado numa crise que não é só econômico-financeira, mas de cunho moral e ético.

Porém, os tempos mudaram.

Hoje, estamos em época em que a operação lava-jato está passando o país a limpo.

Temos os maiores empresários do ramo construção civil presos. Ex-ministros e alguns parlamentares idem. Diretores de estatais, inclusive um almirante de marinha reformado (ex-eletronuclear), todos engaiolados porque se afastaram da retidão que suas condições pessoais e profissionais lhes exigia.

E, no caso da sra. Mayra Frederico, seus atributos de personalidade = prepotência, arrogância, conduta autoritária, soberba, desagregadora = em geral precedem o inevitável fracasso nas relações sociais e profissionais.

Senhores, os turfistas em geral, em especial os apostadores que ao final são quem sustentam esta atividade, nada podem fazer quanto ao desfecho deste nefasto episódio.

Mais uma vez a CC, do JCB, irá resolver, desta vez creio que sob o crivo da presidência do clube.

Mas, qualquer outro desfecho que não seja o imediato banimento definitivo de todos os envolvidos, não será engolido goela abaixo das pessoas de bem.

Ninguém poderá fazer nada para alterar uma eventual tolerância com o intolerável.

Entretanto, podemos, sim, mudar de preferência de onde gastar o dinheiro destinado a entretenimento de apostas.

Os sites de apostas estão aí para que possamos apostar nosso dinheiro em jogos de futebol da liga dos campeões da uefa, nos torneios grand slam de tênis, em eventos esportivos de toda espécie, inclusive corridas de cavalos fora da gávea.

Aliás, o site suaposta nos faculta apostar diretamente nas corridas de cavalos norteamericanas, com os rateios dos hipódromos de origem, diferentemente dessa ridícula tentativa da pmu de lançar um "totalizador brasileiro" para apostas no exterior.

Por causa da toda poderosa sra. Mayra Frederico, e da patota de "simpatizantes" que ela formou ao longo de alguns anos à frente da gerência de turfe, muitos funcionários de valor foram humilhados, demitidos. Muitos pequenos proprietários foram desrespeitados sem a menor cerimônia.

Tentou fazer comigo, nas dependências da secretara da comissão de corridas, há aproximados dois anos. Porém, como sou mais titulado, mais culto e muito mais preparado do que ela para o embate verbal, o sermão que lhe passei em alto tom de voz não lhe serviu, restando-lhe virar as costas e dar de ombros, com a péssima educação que lhe é peculiar quando lhe convém.

E a "patota Mayra", escudada com o respaldo de uma autoridade que nunca deveria ter existido no JCB, também já fez estragos em todos os recantos do clube.

A todo momento se sucedem as liquidações de plantel de tradicionais fardas que preferem abandonar o turfe sem aparente motivo.

Resumindo: senhor presidente do Jockey Club Brasileiro, qualquer outro epílogo que não seja o único admissível para este caso, esteja certo que será deflagrado um movimento no sentido de abandonar a atividade turfística como meio de entretenimento oneroso.

Se querem reerguer o turfe no brasil, é preciso começar de algum ponto. E nenhum será mais emblemático do que o desfecho deste episódio.

Adrianna Menezes (29/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Meus Caros amigos...

Não estamos aqui tratando bobagens, estamos tratando de uma gerente que firmou um contrato sem estar no papel ( por escrito) com um prestador de serviço. Aonde essa semana vazou uma mensagem de WSP, aonde a GERENTE cobrava ao dr. Carlos Eduardo um " acerto com a contratação" do serviço prestado, alegando que ele havia guanho um montante expressivo de dinheiro e que não havia dado o ’ combinado retorno" ao JCB. Logo, nossa GERENTE ABSOLUTA, sugere ao dr. Carlos Eduardo que este pague as inscrições para um congresso internacional para ela e mais duas veterinárias do HOD . Devo pausar aqui neste momento para perguntar aos caros amigos se: Incrições / passagens aéreas/ hospedagem não são um BENEFICIO pessoal? Por que CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL NÃO FOI ! PQ CAPACITAÇÃO profissional sai do bolso de quem contrata o profissional no caso o JCB! E o fato dela pedir para outras DUAS, só estende o BENEFICIO para outras duas .Penso que os 10 por cento desse "acerto de contratação" , deveria ter sido revertido para os proprietários ou até mesmo para o HOD, ou quem sabe, até um credenciamento do laboratório para os exames de mormo .... Outro ponto, de que adianta capacitar veterinários (SE ESSA FOR A DESCULPA), se o próprio hospital e centro cirúrgico não são devidamente equipados???. O que adianta capacitar alguém para pilotar uma Ferrrari , se a mesma vai pilotar uma Fiat! A impressão que tenho eh que querem nos passar um atestado de burrice. eh uma afronta a inteligência de todos! 

E a indústria ZOETIS? Pagando hospedagem e passagem aérea !!! cadê o contrato? Quero ver! Inclusive existe um trecho da lei de vigilância sanitária que fala sobre "brindes e presentes". Não vou fingir que esse tipo de coisa não existe, mas que tal colocar um refrigerador por exemplo pra refrigerar as vacinas??

Meus caros esse tipo de pratica está instalada desde a gestão do Lecca, aonde por esses anos venho assistindo um aumento significativo da visibilidade dessa Senhora Mayra, visibilidade essa que a mesma exerce com MUITA PROPRIEDADE mandando e desmandando Jockey a fora.... e digo , com muita prepotência , arrogância , motivos de tantos desafetos... 

Quero Acreditar que a sindicância realmente tenha vontade de ESCLARECER OS FATOS!! Que passem a ter mais respeito com os profissionais, proprietários e sócios para que não sejam mais lesados em contratações, sejam de pessoas/ produtos e serviços! 

Adriana Menezes - SÓCIA

Francisco Rodrigues (29/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Sr Cláudio, momento algum eu fiz elogios a presidente de CC ,desconheço e se esta lá deve ter seus méritos. 

Dr Carlos que conheço e que me refiro e VETERINÁRIO. TAMBÉM CONHECIDO COMO CEBOLINHA, e que não gosto de apelidos. 

Digo mais uma vez,não acredito que o dr carlos"cebolinha "tenha dado vantagens financeira a Mayra,sinceramente não acredito. que ele se submeteria a isso.E uma convicção que tenho .

Antonio Claudio Assumpção (28/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Caro Francisco Rodrigues 

1) O acordo que fizeste alusão anteriormente , acredito eu, que seja o caso entre a Dra. Mayra e do Dr. Carlos Eduardo . Isto não foi um acordo foi chantagem e ainda roubo ( sobre preço ) contra todos os proprietário de cavalo no Rio.Você não me respondeu claramente .

2) Quanto aos elogios que você faz ao Presidente da CC do JCB , não é necessário pois sabemos muito bem que pessoa ele é.

3) Necessitamos sim de transparências em nossas todas atitudes , pois quem fala em muro não segue esta regra. Não divido , somente posiciono minha atitude contra qualquer atitude que vá contra o nosso turfe e contra o nosso clube.

4) Grande proprietário que você o é , necessitamos de seus pensamentos sobre o turfe , mas com clareza .

Sem mais polêmicas , um grande abraço e vitórias

Antonio Claudio

Waldir Alves de Souza (28/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

É inacreditável que tenha gente que defenda esse tipo de arbitrariedade.

Os exames sofreram uma sobretaxa de 10% (dez por cento), e, pasmem, está tudo bem... isso é normal no Brasil, não têm nada demais. 

É por essas e outras que o turfe está à beira do abismo!!!

Francisco Rodrigues (28/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Tai um defeito que não tenho é ficar em muros. 

O dr Carlos que conheço não se submeteria a tal atos. 

Daí minha convicção de não haver dolo das duas partes. 

Há pessoas que querem tocar fogo no circo.

E se querem o cargo, e só demiti-la mas dessa forma. 

Não gosto de muros e nem de pessoas que gostam . muros só divide. 

Karl Kraus (28/09/2016) - Marica/RJ

Nao posso acreditar que os boatos - de que a sindicância não dará em nada - se tornem a triste realidadede nosso combalido turf.

Uma fiat elba derrubou o presidente Collor. 

Pedaladas derrubaram Dilma Roussef.

De que precisamos para passar o Jockey Club a limpo??

Antonio Claudio Assumpção (28/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Caro Francisco

Que acordo é este que você comentou mas não esclareceu ?

Por favor seja transparente e nos esclareça , não fique em cima do muro .

Abraços

Miguel Barros Camara Leão de Souza (28/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Boa tarde turfistas e em especial para Pedro Jorge e Antônio Moura

Sem querer entrar no mérito propriamente dito da polêmica sobre o termo "negativa", venho apenas lembrar que no tempo do brilhante Bolonha era diferente. Naquele tempo sempre os favoritos que eram portadores do melhor retrospecto recebiam o número um independentemente da baliza por onde iriam largar. Hoje em dia como todos sabem não funciona assim. É inegável que o falecido Bologna tinha um alto índice de acertos para aquele quesito que ele denominava "banho", como também era ótimo no que chamava de "tiro do dia". Eram outros tempos e todos conviviam bem com isso. Nos tempos de hoje nem sempre é fácil prever qual será o animal mais apostado, até porque não existe mais o número um para os de melhor retrospecto. Também criei um blog (já tem mais de um ano) e tenho muitos seguidores que numa determinada época me pediram para criar um termo semelhante a este "banho". Resolvi criar então o termo ALERTA DO LEÃO que não significa necessariamente que o animal irá fracassar. Apenas ac onselho a evitar a colocação do mesmo em acumuladas. A opção da colocação ou não é obviamente do turfista que nos acompanha. No mais, marcar corridas de cavalos com antecedência sem saber o peso físico do animal e sem ver o galope de apresentação é muito difícil. Em geral como o senhor Antônio Moura já escreveu diversas vezes, cerca de 30% dos favoritos em uma reunião vence, daí a conclusão lógica que é possível (desde que feito de uma forma criteriosa) a escolha de um suposto fracasso de um animal que deverá ser bastante apostado. Para tentar exemplificar melhor, esta semana escolhi JOE MANDARINO na sexta, ENERGIA ILUSTRE no sábado, HONRA AO MÉRITO (que venceu no domingo) e TOTEMO YOI na segunda como ALERTAS DO LEÃO. Apenas a que venceu foi favorita, os outros foram bem apostados, mas não tiveram a preferência final nas pedras em seus páreos. O meu intuito como disse antes era apenas aconselhar a não colocação em acumuladas e acredito que também deve ser este o intuito do italiano. O termo negativa realmente é desagradável, mas faz! parte d a linguagem turfística. No mais acho que a auto promoção é polêmica, mas válida desde que quando os erros nas marcações que são apontadas como certas e acabam fracassando, sejam também divulgadas na mesma proporção dos acertos. 

Boa semana a todos e muita sorte nas corridas da próxima sexta.

Miguel Leão

Francisco Rodrigues (28/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

O meu convencimento. 

Conhecendo o Dr Carlos ,de conduta exemplar, dentro do hipódromo da gávea. 

Fizeram um acordo de boca,não muito profissional mais não quer dizer que seja inlicito. daí minha convicção.

Francisco Rodrigues (28/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Caso Mayra.

Por esses motivos que se apresentam até agora não fiquei convencido do afastamento da Mayra, 

O problema é que ela é a pessoa que tem quer dizer não, é dentro do hipódromo da gávea dizer não é quase impossível .

Aonde todos tem que dizer sim e fazer reverência. 

Agora no final da apuração rigorosa, que está tendo, se comprovarem que ela é culpada que seja punida com a perda do cargo. mas se ela for inocentada dos fatos.que eu acredito que seja, há não ser que exista mais coisas que não veio a público. O que está posto não passa de um mal-entendido.

Ela não é muito querida,mais isso não a faz culpada. tem que saber separá.

Eu mesmo já levei algumas negativas em alguns pleitos.

Boa sorte a todos.

Antonio José Moura (28/09/2016) - Niterói/RJ

AS "NEGATIVAS"

Sr. Pedro Jorge,

a) Gostei imenso da manifestação; o Turfe (pelo menos aqui no Rio) vive um momento muito especial, em que todas os esforços estão sendo desenvolvidos no sentidos de vermos brevemente melhores e mais profícuos dias;

b) Por si só o termo "Negativa" tem uma conotação pejorativa que desalenta o apostador mais atento e eventuais novos amantes da atividade, mormente neste caso onde a informação é veiculada como se originada dos contatos privilegiados do cronista com os profissionais;

c) Heitor de Lima e Silva, o "Bolonha" (que dispensa maiores comentários), nas suas marcações na Rádio ou na Revista, tinha o seu famoso "Banho do Dia", mas a opinião do cronista era calcada tão somente na avaliação técnica do páreo, à luz das características do animal, pista, distância, descarga ,trem de corrida, etc. e não era raro que o "Banho" furasse e não houvessem as naturais críticas ao marcador. Bolonha estava acima do bem e do mal e na reunião seguinte lá estávamos nós de novo de ouvido colado no rádio esperando suas marcações e o proverbial "Banho" ;

d) Também entendo, principalmente para quem se propõe a dialogar com o grande público, indispensável conhecimento de regras básicas do idioma. Parabéns, portanto, prezado turfista!

Saudações do 

Antonio Moura

Eduardo Vargas (28/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Sou sócio desse Clube desde 1978, por indicação de meu Tio Jorge Vargas, que, em termos de turfe dispensa apresentações. Venho até aqui repudiar a presença dessa pessoa Mayra Frederico no cargo de Gerente do Turfe. Ocorre que é sabido é notório que a referida senhora, depois de passar por 3 administrações, participa de maracutaias, trocando mensagens com donos de laboratórios, enchendo sua burra às custas do turfe carioca, que, como sabemos, passa por suas dificuldades. Sugiro o imediato afastamento dessa senhora, sob pena de, aqueles que a mantenham no cargo, venham a ser envolvidos nos inquéritos futuros que certamente acontecerão. A pouca vergonha tem que acabar. BASTA.

Arthur Stern (28/09/2016) - Qingdao/CH

Excelente a iniciativa do JCB de produzir o Jockey, Turf & Beer! Carioca é pego pelo chope! Há muito peço a todas as diretorias que passaram pelo JCB para que façam um esforço para introduzirem um bar animado no JCB com chope a preços subsidiados. 

A última diretoria fez justamente o contrário, introduziu um restaurante caríssimo e uma boate que funciona fora do horário das corridas (e, portanto, não criará um só turfista novo), além de transformar o restaurante da tribuna em algo fora da realidade do turfista. Como isto já é passado, deixa pra lá e voltamos ao Turf & Beer.

Recebi, em um famoso aplicativo de troca de mensagens, de amigos que não possuem qualquer conexão com o turfe, o convite para o Jockey, Turf & Beer, acompanhado da intenção de vários comparecerem pelos chopes artesanais. 

Muito importante o passo dado até agora mas continuo tendo a convicção de que é muito importante criarmos algum ambiente dentro do JCB (o hipódromo é enorme!!! E hoje vazio!!) para atrair o jovem e um bar com preços de chope subsidiados é sem dúvida nenhuma o ponto alto para o carioca.

Pedro Jorge da Silva Neto (28/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

É um absurdo o que esse senhor chamado Miguel, que se diz italiano, vem fazendo em seu blog. Fui alertado por um amigo para acompanhar o que ele escreve e vi que é verdade. Em vez de se preocupar em informar o público, tentando acertar os animais que ganham, se vangloria todos os dias de ter dado uma NEGATIVA de algum animal. Atitudes como esta em nada fomentam o turfe e nem ajudam nosso querido esporte. Será que ele sabe que por traz de um animal que fracassa existe um cavalariço, um treinador, um veterinário, um jóquei e um proprietário? Profissionais estes que perdem seu tempo, dinheiro e muitas outras coisas para colocar o animal para corre r. Falar que um animal irá fracassar da maneira que ele fala é um desrespeito com todos esses profissionais citados. Infelizmente com o advento da internet, qualquer cidadão que acha que entende alguma coisa de corridas de cavalo pode criar um blog e sair por aí dando palpites e informações sem fundamento. Deveria existir algum critério para poder fazer isso. Aí aparecem oportunistas querendo aparecer com o insucesso dos outros e poluem nosso esporte. Esse cidadão apareceu do nada outro dia na TV na época da mesa redonda, quando não existia um critério sério para se convidar alguém. Depois disso cismou ser entendido do assunto, fez um blog e saiu por aí se auto-elogiando por ter dado a NEGATIVA de fulano ou ciclano. Possui um índice de acertos baixíssimo (ontem acertou 1 páreo), e quando acerta 3 placés e a NEGATIVA escreve 10 linhas de auto-elogios, dizendo que recebe manifestações de carinho do público por aquilo(será?). Sempre em seus comentários bajula treinadores e prop rietários dizendo que possui informações de cocheira dos mes! mos. Ser á que esses treinadores e proprietários ficam satisfeitos de ver alguém se vangloriando pelo fato de seus pupilos terem fracassado? Se é verdade que ele é tão bem informado assim, o que não acredito ser pelo baixíssimo índice de acertos que possui, sugiro aos profissionais que supostamente informam esse cidadão que boicotem ele. Ele não faz bem a classe de vocês. Pelo que me informaram também, bem fez a PMU, que parece que patrocinava tal blog, e saiu fora. Como patrocinar alguém que faz tão mal ao esporte? Antes de querer escrever ao público sobre palpites de corridas de cavalo, acredito que ele deveria além de tentar se aprimorar no turfe pois entende pouco do riscado, deveria também fazer algumas aulas de português, principalmente de concordância e plural, para depois se aventurar a tentar passar algo de produtivo ao turfe e aos leitores.

Desculpem o desabafo, mas tinha que falar!

Leo Friedberg (27/09/2016) - São Paulo/SP

Relatando as minhas queixas contra a gerente Mayra Frederico, vou citar 2:

1) Pedi por email a data de Leilões de 18 e 19 de Junho de 2015, dentro do Regulamento Geral,um para Potros e outro para Treinamento. Apos meses esperando o OK,com o testemunho de Paulo ex Agencia Gávea e Sheyla Passos ex Associação, Recebi a resposta afirmativa só em 2/02/2015 e me dando bronca porque não tinha depositado o sinal ainda (ora,como fazer isto sem a confirmação dela ?). Depositei (conforme comprovante enviado) no dia seguinte: 3/02/2016 

Dias depois fui informado que o Leilão do dia 18 foi dado a clientes da APPS apesar do meu pagamento. Liguei para Dr Paulo Camargo presidente da CC na época e peguei um avião para o RJ para uma reunião e para não causar grandes problemas, não realizei o Leilão do dia 18/6, 5* do GP Brasil e eu e meus clientes e perdemos a data. Poderia termos acionado o JCB mas optamos a política da paz

2) Fazia o TRADICIONAL Leilão de Treinamento aos sabados dasa minha surpresa eu teria a preferencia, mas mudaram a regra, sem me avisar e a APPS realizou tanto de manhã Treinamento quanto a noite do Santa 

Sei que na CC os Diretores são pessoas do maior gabarito, mas para mim o caso deveria ser julgado pelo Depto Jurídico do JCB. A disposição emails e deposito.

José Flavio Garcia (27/09/2016) - Londrina/PR

Sobre o sucesso dos jóqueis brasileiros no exterior, apenas um remendo. O maranhense Silvestre de Souza, radicado no turfe da Inglaterra, não é piloto contratado da “famosa Godolphin” (Sheikh Mohammed). Os animais dessa poderosa coudelaria são montados preferencialmente desde 2014 pelo inglês James Doyle (Cambridge, 28 anos).

Carlos A.Lage Salles (27/09/2016) - Niterói/RJ

É com muito prazer que vejo triunfar o excelente treinador Z.Barbosa. Lembro dos tempos difíceis que o mesmo passou, sendo inclusive testemunha ocular desse momento. Porém, o que interessa é o presente, e o ´presente para ele é sinônimo de vitórias que acontecem frequentemente, por isso parabenizo o nosso " Julinho", afirmando com certeza absoluta que o cavalo ganha, mas, sem trabalho,amor e dedicação não chegamos a lugar nenhum. Continue assim meu irmão.

José Flavio Garcia (26/09/2016) - Londrina/PR

Os turfistas paulistas que apostam pelo site do JCSP devem estar no maior desânimo. A greve geral, e não parcial, dos funcionários do clube parece não ter dia para acabar. E mais uma vez a diretoria foi obrigada a cancelar o simulcasting anunciado para hoje com a Gávea. “A diretoria do Jockey Club de São Paulo informa que está cancelado o simulcasting de hoje, dia 26 de setembro de 2016, com o Hipódromo da Gávea. Não haverá, portanto, a transmissão das corridas, nem captação de apostas”. No entanto, a reunião em Cidade Jardim transferida para o próximo sábado continua sendo anunciada pelo site. Muitos turfistas estão se cadastrando para apostar pelo site JockeyRio, pois não acreditam mais nessa diretoria e muito menos na sobrevivência do turfe de São Paulo. Triste e patética a situação.

Antonio Claudio Assumpção (26/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Caso Mayra II

O iceberg está para ser descoberto , mas uma pergunta fica no ar:

A CC está ouvindo todas as pessoas envolvidas , porque não convocaram o Laboratório Zoetis ?

Carlos A.Lage Salles (26/09/2016) - Niterói/RJ

A primeira vitória do craque Ilson Correa, só veio engrandecer o turfe, haja vista a plêiade de jóqueis que vem abrilhantando o turfe carioca.Meus parabéns ao Correa e aos demais que só fazem com que a disputa entre eles se torne mais acirrada, o que faz com que o apostador além de escolher o cavalo, também observe o jóquei de sua preferência.

Marcos Canto (26/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Caro Sr.João Fernandes , respeito seu ponto de vista sobre o jóckey C.Lavor , porém não concordo com sua opinião , este profissional vem desempenhando suas direções com rigor e MAESTRIA , jockey de exceção em nosso turfe , conhece como poucos as manhas das rédeas , junto com A.Mota dão banho de talento e conhecimento na arte de pilotar cavalos de corridas ,C.lavor é ainda um gênio das raias e merece muita reverência .

Marcos Canto ( Stud Nathisa Marbea )

José Henrique (25/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Caso Mayra.

Sugiro que a C C procure ouvir funcionários afastados ou demitidos desde que o lecca assumiu a Presidência do JCB, com certeza muitas coisas virão à tona.

Sergio Lessa (25/09/2016) - São Gonçalo/RJ

Creio que se esse escândalo vir a ser confirmado a Sra. Mayra Frederico seja exemplarmente punida pelo seu grave erro, agora só não compreendo algumas pessoas a defenderem achando ser normal o acontecido, fato esse que nos idos dos anos 70/80 eram muito usado por corruptos e corruptores de várias empresas e vendedores que a titulo de vencerem concorrência "dita publica" faziam acordos em jantares com os compradores ou aquele que emite pedido de compra até mesmo sem necessidade para vários órgãos federais em troca de 10%/15%/ e pasmem até 50% a titulo de gratificação, criando um circulo vicioso onde muitas dessas pessoas se enriqueceram, creio mesmo que só defendem a pessoa envolvi da diretamente nesse caso quem tem ou já teve telhado de vidro. Pois se na época anos 70 tivessem a operação lava a jato com certeza a história seria outra para as empresas, vendedores e todos envolvidos na trama.

Antonio José Moura (25/09/2016) - Niterói/RJ

SOBRE VICTORIA MOTA

Excelente a matéria de capa do Raia Leve de hoje, assinada pelo jornalista especializado Fernando Lopes e ilustrada com material fotográfico.

Com outras palavras e com a devida antecedência, entrei neste Espaço para informar aos leitores habituais que uma nova e brilhante estrela estaria surgindo na constelação da Gávea; na verdade, Victoria Mota superou a melhor expectativa de todos nós. A ela - o futuro!

E parabéns aos pais, duas locomotivas da atividade, que souberam conduzir com maestria início, meio e momento da carreira desta campeã, de bela estampa e régio sangue!

Antonio Moura

Leo Friedberg (25/09/2016) - São Paulo/SP

Quando fui Presidente do JCSVicente por 5 mandatos e vice por mais 5, nos 30 anos como colaborador daquele Clube até 2011-acredito que com grande empenho, pedia a todos funcionários de todos níveis que tratassem as pessoas com a maior igualdade possível, não favorecessem nem prejudicassem ninguém. Não fossem simpáticos com uns e antipáticos com outros. Acho isto fundamental, pois penso que todos somos iguais, viemos do mesmo lugar e voltaremos também um dia-não entendo como uma funcionária que tinha que ser o exemplo, era antipática com uns e simpática com outros ?

João Fernandes (25/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Boa noite a todos,

O excelente jockey Carlos Lavor já passou, se não tiver um cavalo sobrando, não ganha de mais ninguém, bobo sou eu que ainda jogo esse moço, cabeçudos ainda temam como eu , já era por.., vamos acordar, da-lhe H Fernandes, isso é barbada.

Tem que começar a ser treinador se não esta morto. Deus te abençoes.

Fiquem com Deus.

Reynaldo Boury (25/09/2016) - São Paulo/SP

Um grande favor.

Gostaria de *falar* com o Goncinha.

Perdi o contato com ele.

Se puderem passar para ele, o meu email, muito agradeceria.

Ou meu watts zip. 

11-99200-6418.

Sei que os snrs. mandar o email dele é um pouco complicado.

Mas se passarem o meu para ele, tenho a certeza que se comunicará comigo.

Obrigado

Reynaldo Boury

Luiz Edmundo Cardoso Barbosa (24/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Eu apreciaria saber o porquê da nossa CC não adotar o critério de desclassificar um animal para uma colocação atrás do animal a quem causou um evidente prejuízo, choque ainda que para abrir passagem, se essa norma é adotada e consagrada no turfe dos países mais evoluídos!

Hoje, no último páreo da Gávea, o animal vencedor de forma nítida atropelou o competidor Energia Ilustre e nada ocorreu, o páreo foi simplesmente confirmado!!!

A mim me parece que houve um equívoco elementar na decisão dos ilustres julgadores que, sem sombra de dúvidas, deveriam rever esse malfadado critério, se é que isso pode ser qualificado como um critério.

Não se trata de choro de perdedor, mas sim uma postura que visa preservar a lisura na disputa dos páreos. 

Entendo que o rigor nas normas relacionadas à lisura nos percursos somente beneficia o turfe, os apostadores, proporcionando resultados mais limpos e em conformidade com os padrões internacionalmente adotados pelos grandes centros turísticos.

Atenciosamente

José Tito de Aguiar (24/09/2016) - São Bernardo do Campo/SP

Com relação a enquete em curso, todas as opções são válidas mas a meu ver o que precisa realmente é a divulgação do turfe buscando a renovação e conquistando novos turfistas.

Não adianta divulgar para quem já é turfista como é feito atualmente e já a algum tempo isto é chover no molhado e não vai resolver o problema.

Nos bons tempos do turfe quase todos os jornais de São Paulo ( gazeta esportiva, estadão,

folha se são Paulo, jornal da tarde, folha da tarde, diário da noite, diário popular ) tinham páginas diárias falando de turfe e gratuito acredito eu, chegamos a ter duas rádios transmitindo as corridas e ter até um programa na tv gazeta aos domingos comandado pelo injustiçado e batalhador pelo turfe e também locutor o Sr. Nilson Genovese.

Oque temos hoje de divulgação do turfe em São Paulo e nos demais centros turfísticos do Brasil? alias em São Paulo nem turfe está tendo mais devida a esta incompetente diretoria sabe-se lá o porque não renuncia deixando espaço para outras pessoas tentarem salvar o turfe Paulista.

Sabemos que não é barato a divulgação, mas é imprescindível para a sobrevivência do tufe a médio e longo prazo.

Marcelo Freitas (24/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Depois de um bom tempo ausente do Rio, resolvi neste sábado almoçar com minha família na Gavea e acompanhar as corridas de cavalos, que considero um passa tempo muito prazeroso. Logo de cara fiquei surpreso, pois não encontrei no segundo andar da tribuna aquele restaurante que nao me recordo o nome, que tinha um buffet excelente, com cervejinhas no balde com gelo, preços super acessíveis, ao lado de profissionais do mundo do turfe, enfim, um ambiente com uma atmosfera muito bacana. Fui obrigado a retornar e almoçar em um restaurante na entrada da tribuna, sem nenhum atratativo para os turfistas, apenas dois aparelhos de tv sem som para não atrapalhar aos frequentad ores do restaurante, e com preços nem um pouco acessíveis. Retornando a tribuna, acompanhei o restante das corridas, e identifiquei mais um descaso do JCB com os seus frequentadores, pois a qualidade de som dos alto falantes era de péssima qualidade, dificultando muito a identificação dos cavalos na hora da narração. Com certeza, se o JCB não tem a minima preocupação de fazer o básico, que é pelo menos ter um só de qualidade em suas dependências, imagina as coisas mais complexas. Deste jeito será impossível reverter está situação de falta de frequentadores na Gavea.

Antonio José Moura (24/09/2016) - Niterói/RJ

A CAIXA PRETA

Cansei, em vão, de entrar neste Espaço com manifestações contra a declarada incompetência da Gerência de Turfe do Jóquei Clube Brasileiro. Incomodava-me, sobretudo, vê-la desfilar a duvidosa elegância de seus modelitos, anualmente no Arco de Triunfo.

De todas as invenções do inefável LECCA - certamente esta foi uma das mais desastrosas; sinto-me de certa forma aliviado agora, eis que se abre, devagar que seja, a inexorável Caixa Preta!

Antonio Moura

Leo Friedberg (24/09/2016) - São Paulo/SP

Só eu sei as dificuldades que passei nos anos que a gerente Maira me criou e ao ler o que o conceituado proprietário e sócio Antônio Cláudio publicou sinto que não estava errado quando reclamava da citada que por eu não ter lobby acabei sendo prejudicado por anos. Sei que a Diretoria do DR Taunay é de pessoas corretíssimas que farão as auditorias necesarias. Como ilustracão recentemente a citada gerente disse a minha assistente Alessandra Barros que tomasse cuidado com um determinado treinador que ele era um cafajeste.Ora isto é atitude de uma gerente de Turfe?

Ivor Lancellotti (24/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Cidade Jardim poderia ser pioneiro em inaugurar um bingo em seus salões.

Essa medida levantaria de uma vez por todas suas forças!

É isso!

Lanny Fortes Maximo Goes de Lima (24/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

O caso "Mayra Frederico" = Aguarda Desfecho

A referida sra. Mayra Frederico, é bastante conhecida por sua personalidade autoritária, arrogante, prepotente e muito pouco educada quando lhe convém.

Na titularidade da gerencia de turfe, protagonizou muitos desmandos em nome do JCB. tal circunstância já afastou do turfe diversos pequenos proprietários, inclusive eu.

Agora, diante da narrativa do titular da tradicionalíssima farda do Stud Elle Et Moi, e, da sra. Adrianna Menezes (também médica veterinária), vem a tona a indefensável conduta da sra. Mayra Frederico na condução de tratativas sombrias em relação negocial do JCB, que resultou em absurda exigência de vantagem indevida em proveito próprio.

Com todo respeito a quem sugere tolerância neste episódio concreto, o atributo honestidade não admite superlativo. Ninguém pode ser pouco ou muito honesto. Ou é honesto ou não é.

A CC, do JCB, diante dos fatos, não tem outra alternativa senão o definitivo banimento do turfe dos que pretendiam se favorecer com o ocorrido.

Ou então, em caso de conivência, estarão convidando as pessoas de bem a se retirar.

Mauro Roger (24/09/2016) - Cachoeiro de Itapemirim/ES

Sr. Mario Marcio

Sempre que quiser assitir um leilão acesse turfe produções.com.br.

São eles que geram as imagens independente de transmissão pela tv jockey ou tv turfe

O leilão de ontem(alvarenga) também foi transmitido nos site da apps conforme anunciado no banner do leilão.

Quanto ao problema que envolve a gerente de turfe, todo mundo sabe que o JCB é uma prefeiturazinha, ou melhor, uma prefeiturazona, já que seu orçamento deve ser maior do que muitos municípios brasileiros.

E aí, todo mundo quer uma casquinha, afinal, o que não tem dono, a ninguém pertence.Então,....

Marco Aurelio de Souza Lage (24/09/2016) - Niterói/RJ

Grande satisfação com o retorno do grande jóquei Ilson Corrêa , ao Winner’s Circle, que venham outras.

José Flavio Garcia (23/09/2016) - Londrina/PR

Até a manhã o site do JCSP anunciava um simulcasting hoje com a Gávea e captação de apostas. Mais tarde veio um comunicado oficial: “ A diretoria do Jockey Club de São Paulo informa que estão cancelados os simulcastings dos dias 23, 24 e 25 de setembro de 2016, com o Hipódromo da Gávea. Não haverá, portanto, a transmissão das corridas, nem captação de apostas”. Mas agora anuncia novo simulcasting com a Gávea na segunda. O que se mostra lá é que a greve de funcionários é geral e não parcial. A falta de transparência continua como marca registrada da atual diretoria.

Adrianna Menezes (23/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Venho expressar a minha perplexidade diante desse fato vergonhoso envolvendo o JCB e seus gestores. É inaceitável que gerente que esteja a frente de uma  negociação tenha esse tipo de conduta! 

O fato dessa pessoa passar por três gestões heterogênea, não a faz competente,  mas sim "bem relacionada" e/ou necessária para uma determinada panela!! 

O fato é que, Diante de uma gerência e frente a seriedade do cargo, se torna obrigatório a documentação quaisquer resolução/ pedido / contrato, etc para uma  posterior comprovação e /ou prestação de contas. Logo, de um acordo verbal ,  caracterizaria uma falta de competência e má conduta para ocupar o cargo. 

Outro ponto: Brindes e presentes oriundos de indústria farmacêutica/ laboratórios  exigem um padrão que é regulamentado e definido pela legislação de vigilância  sanitária. 

O cargo que esta gerente ocupa não lhe dá o direito de receber los em seu próprio  beneficio .Vamos combinar que nunca em forma de inscrição de curso no exterior, passagem e hospedagem.

De certo existem parcerias comercias, baseadas em : Quantidade de serviços/  produtos X preço / quantidade /e durabilidade de tempo de aquisição , que são  repassados para o consumidor final , no caso, os proprietários e cavalos . Assim  desta maneira. Logo, as eventuais vantagens adquirida por conta do grande numero  de animais como no JCB deveriam ser revertidas não mais do que para eles , Os  consumidores finais.

Triste é perceber que nosso país é viciado em determinadas condutas/ práticas que se repetem desde nós éramos colônia com o " Santo do pau oco" ( a levar nosso ouro  escondido ; ao trocar "gato por Lebre" , ao "pegar o bonde andando " ( para não pagar)  e culminando numa vergonhosa campanha publicitária de LEI DE GERSON ( que  gostamos de levar vantagem em tudo!)

Cada um a seu preço! 

Adrianna M L , Veterinária / sócia

Mario Marcio Lopes Prado (23/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

É impressionante o descaso das pessoas que respondem pelo turfe no Brasil .Ontem foi dia de leilão no JCB e não houve nenhuma divulgação na mídia ,a não ser nos sites de turfe , e o mais impressionante NÃO FOI TRANSMITIDO pela TV Jockey. Fiquei Eu e Vários Amigos interessados em comprar animais, sem poder assistir para dar lance nos animais ,pois estávamos impossibilitados de comparecer ao evento. Assim Fica difícil levantar este já combalido Turfe que afinal, já,está mais do que provado que vem servindo de lavagem de propina, para muita gente, que gosta de ter cavalo de corrida com dinheiro oriundo de roubo em Petrobras e outras coisas deste tipo. Sou um pequeno proprietário, desde os anos setenta e pretendo dar continuidade, pois gosto dos animais, mas fica cada vez mais difícil. Fica aqui o meu protesto. Abraços.

Sergio Leite Piau (23/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

O benefício da dúvida

infelizmente nós estamos em um momento que uma pessoa competente, porque ninguém passa por três administrações heterogêneas se não for competente, faz um acordo verbal com um fornecedor para facilitar a burocracia de uma instituição que deve demorar um tempo grande para a liberação de verbas e por U$ 3.600,00 e um endoscópio é taxada de ladra e desonesta. Pera lá, não temos dados para emitir tal juízo e mesmo que tivéssemos custa me a acreditar que alguém se venderia por tão pouco. 

Como esta pessoa passou bastante tempo no Hipódromo, caso ela seja sem moral e desonesta, certamente irão aparecer outros casos de suborno, caso contrário, acho pouco para um apedrejamento público.

Não acho que ela agiu certo, principalmente por não se proteger fazendo as coisas no papel. Acho que os proprietários já são tão explorados que podiam ficar sabendo por outros meios. Mas se estes 10% servirem para que os quatro veterinários consigam salvar pelo menos um cavalo cada um, já valeu a pena.

Vitor Freitas Aguiar (22/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Brindes ou Presentes

Estarrecedor o relato do sócio Antonio Cláudio. Quero acrescentar que o Conselho Federal de Medicina pune exemplarmente o médico (veterinário) que aceitar de um laboratório “brindes ou presentes” cujo valor seja superior a um terço do salário mínimo vigente. Para o bem da classe médica informo que estou denunciando a prática que acaba de ser flagrada no JCB.

Hugo Sergio Nieri (22/09/2016) - São Paulo/SP

O QUE SERÁ DO JOCKEY CLUBE DE SÃO PAULO

Apenas 4 meses, após a primeira eleição, depois de 2 reuniões com o presidente, fiquei convencido que o Rocha Azevedo, não escutaria ninguém, a não ser seu executivo preferido Horário Mendonça de tão triste memória. Reconheço que me enganei totalmente e ainda de ter convencido todos os amigos em apóia lo. Cheguei até a brigar  fisicamente, por achar que o criticavam injustamente. Quando me convenci que ele  levaria o Jockey ao desastre, rompi, e ainda confirmei por escrito e comuniquei a todos me desculpando pelo meu erro. Não posso entender que alguém ainda defenda esta desastrosa administração. Ele vendeu a sede social, entregou a chácara, 6 alqueires no meio de São Paulo, liquidou com todos as obras de arte, já são 22 meses sem pagar prêmios , 27 meses sem recolher INSS, reduziu pela metade o numero de sócios do Clube, reduziu de 3 para 1   reunião semanal de corrida, dizimou a criação de PSI em São Paulo e contribuir decididamente  para reduzir  em 60% a criação Brasileira. Já tivemos Luz e água, cortados por falta de pagamento. Julgado e condenado na 1º ação por não pagar prêmios, pagaram com cheque sem fundo do Banco do Brasil. Nossos melhores jockeys e treinadores já abandonaram São Paulo, proibiu u único jornal de turfe de ser distribuído gratuitamente no hipódromo, por critica lo. Sem marketing e com programas vazios sem nenhuma atração o movimento de aposta caiu sensivelmente, lembramos que esta é a principal fonte de receita do clube. Os empregados estão em greve pela segunda vez, o  jockey já foi condenado pela justiça do trabalho a pagar os salários atrasados. Agora acreditem!  Seu Vice , Ricardo Vidigal quer ser o novo presidente do Jockey , ele que é co-autor de todo este descalabro. 

A anos que afirmo que o principal entrave do turfe é ser dirigido por um clube cujo presidente é eleito por muitos que não tem cavalo, não freqüentam o clube e muito menos as corridas.

A razão da enorme crise que atinge o turfe paulista e nacional é que dirigentes e políticos não conseguem nem copiar o que da certo no resto do mundo.

Só a abertura do jogo nos salvará,  mas desde que  tenhamos dirigentes que saibam o que é corrida de cavalo, o jogo  e administrem o turfe como empresa e não como clube.

Caso contraria é melhor que feche agora!

Hugo  Nieri                               

José Henrique (22/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Congresso ICRAV 2016

Não é de hoje que essa panelinha que tem como padrinho o nada saudoso lecca, vem fazendo o que quer, humilharam, afastaram e demitiram bons funcionários, o Bertran por exemplo, criaram uma verdadeira "panela de ferro" só faz parte os amigos, uma espécie de lava jato do JCB, permaneceram e se multiplicaram na indigestão palermo - Mas agora o buraco ficou fundo e essa turma vai cair.

José Henrique

Francisco Rodrigues (21/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Caro Beto.

Me refiro a outro Beto , filho do Gil mosquito grande amigo do J Ricardo,Muito conhecido em copacabana , há época grande vendedor de eletrodomésticos oriundos do sul,Kkkk.

Acho que o Paulo pisca,citado por Paulo Gama,com certeza vai se lembrar, e isso tudo enfrente ao credenciado, na Rua Santa Clara n105 loja A.

Abraço.

Jadir Gardil (21/09/2016) - Santo André/SP

Gostaria de saber do JC de São Paulo, como fica a situação dos apostadores que como eu fizeram pedidos de resgate para os bancos, relativos a apostas vencedoras.

No meu caso, em 18/09, solicitei que o JCSP me procedesse o deposito de valor em meu banco, deixando uma parte para apostas.

Nem o deposito foi feito, nem o valor que apostei na segunda feira para a Gavea e Tarumã, retornou à minha conta.

Quer dizer, estou sem o dinheiro no banco e sem acesso ao que restou em minha conta do JCSP, pois os sistemas estão fora do ar.

Esclareço que nunca tive nenhum problema com relação a esses resgastes, os quais sempre foram depositados pontualmente.

Antes de escrever aqui, mandei um pedido de informação na pagina do Fale Conosco, sendo que até o momento sem resposta.

Será que alem dos Proprietários e dos Profissionais, agora serão os apostadores que ficarão sem receber? Torço que seja somente por causa da greve.

Mauro Roger (21/09/2016) - Cachoeiro de Itapemirim/ES

Atenção PMU.

Na segunda-feira(19/9)já não tivemos apostas pelo sistema do JCSP.

O movimento no Rio passou de 1.150 mil.

Creio que parcela dos paulistas apostou pelo Rio e não sei se este aumento de demanda foi o que ocasionou as constantes quedas do site jockeyrio durante a noturna.Foi um horror!

Vamos observar amanhã se vai aumentar o movimento do Cristal.

Em caso positivo, se preparem para o final de semana.

Cidade Jardim agoniza.A pedra única chegou na marra.

José Flavio Garcia (21/09/2016) - Londrina/PR

Como adiantei aqui no Raia Leve, agora é oficial: "O Jockey Club de São Paulo informa que as corridas programadas para o próximo sábado, dia 24 de Setembro de 2016, estão sendo transferidas para o dia 01 de Outubro de 2016, mantendo-se os compromissos de montarias já assumidos anteriormente.Também está cancelada a captação de apostas em simulcasting com o Hipódromo do Cristal, programada para o dia 22 de Setembro de 2016.Tais decisões são pontuais e foram motivadas pela paralisação de parte dos funcionários do clube. A Diretoria".

PS. Não sei há tempo hábil. Mas seria ótimo se a PMU fizesse um simulcasting internacional no sábado para não ficar só com as corridas da Gávea e 30 minutos entre os páreos.

Luis Alberto Rodrigues de Souza (21/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Caro amigo Franco Rodrigues

Não sei se o Beto de sua postagem seria eu, mas a bem da verdade devo dizer que realmente apostei durante um curto tempo com o Cacau mas sempre e apenas em corridas de cavalo. Após este curto período nos tornamos amigos, conhecia sua família e ele a minha. Aliás nunca apostei em nada diferente de cavalos, uma dificuldade só já me era suficiente.

Abraço, Beto.

Marcus Cunha (21/09/2016) - Ponta Grossa/PR

Como era esperado, JCSP cancela mais uma reunião. Pena de nós proprietários e dos profissionais!

Paulo Gama (21/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

FLA-FLU DO CACAU

Caro Mário Veloso. O Paulinho Pisca-Pisca, que foi quem me contou esta história do Cacau, disse que venceu o Fluminense, como escrevi nas últimas linhas da crônica. Mas eu era menino e não estive no Maracanã neste dia. O meu primeiro Fla-Flu foi aquele do gol com a mão do Wilton. Meu tio Carlos Alberto foi quem me levou ao estádio pela primeira vez. Bons tempos aqueles em que a qualidade do futebol e do turfe era bem maior do que hoje em dia. Obrigado pela atenção.

Francisco Rodrigues (21/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Cacau, era uma figura .

Na Rua Santa Clara ,enfrente a um antigo credenciado se apostava as placas dos carros , com um Sr Gil mosquito, claro perdia quase sempre, o filho do Gil, Beto e amigos ,faziam voltas no quarteirão de carro.

Enquanto isso no nosso querido JCB, muito bla, bla, bla.

tudo não passa , das partes sentarem para uma conversa e só, tudo não passa de um mal entendido.

João Baptista M Vargens (20/09/2016) - Rio Bonito/RJ

Alinho-me aos que se preocupam com a renovação do público frequentador do Hipódromo Brasileiro, na certeza de que são necessárias ações várias, oriundas dos diversos segmentos interessados na sobrevivência e na dinamização da atividade turfística: dirigentes, profissionais, proprietários e adeptos em geral.

Quando mencionada a palavra turfe numa turma de jovens estudantes da UFRJ - pasmem - poucos conhecem seu significado. Mesmo assim, esses poucos, se inquiridos, dizem tratar-se de um jogo de azar, pernicioso.

Isso deve-se, certamente, ao profundo desconhecimento sobre a cadeia produtiva que envolve o turfe, proporcionando milhares de empregos, direta e indiretamente. Além disso, nunca tiveram a oportunidade de desfrutarem dos prazer ensejados pelo cavalo de corrida, dos campos de criação às raias de competição.

Infelizmente o turfe não dispõe mais dos espaços nos jornais. Não dispõe mais de cronistas do naipe dos talentosos Haroldo Barbosa - O Pangaré - e Luís Reis - o Cabeleira - que bordavam seus textos de arte, encantavam seus leitores, neles despertando o interesse de conhecerem o Jockey e, consequentemente, de participarem da festa.

De quando em vez, quando é mencionado em algum capítulo de novela, o turfe é apontado apenas pelo viés perversivo, desestruturador.

Desse modo, torna-se premente que os amantes do chamado esporte dos reis, mas, também, diversão de indivíduos de toda a sociedade, divulguem-no, dentro de suas possibilidades, ressaltando seus pontos positivos, suas múltiplas facetas, seu caráter social, no amplo sentido do termo. É preciso, principalmente, que os formadores de opinião, os que assinam mensagens eletrônicas sobre a matéria, de forma amadora ou profissional, privilegiem suas grandezas, suas magnitudes e não insistam em destacar as mazelas, as cenas de esperteza, em que pontificam a falta de ética, de caráter e de compromisso com os mais elementares princípios morais.

Mauro Roger (20/09/2016) - Cachoeiro de Itapemirim/ES

Caro José Flávio.

Sendo assim, que a PMU, providencie desde já, simulcasting internacional para sábado.

Intervalo de meia-hora entre os páreos é de matar!

José Flavio Garcia (20/09/2016) - Londrina/PR

Sr. Mauro Roger

Não são meros boatos. Veja o que um amigo escreveu ontem em seu facebook; “Como tenho feito às segundas-feiras, liguei para um amigo para saber se ele iria ao JCSP para acompanhar a reunião da Gávea. Ele confirmou. Então fui até lá e adivinhem o que aconteceu? Demos com a cara na porta, na qual havia uma faixa ESTAMOS EM GREVE, movimento aliás absolutamente justo e até atrasado. Sinceramente, não consigo entender como aquilo ainda não fechou.”

PS. Absoluta falta de transparência. Essa é uma das marcas da atual diretoria do JCSP.

Karl Kraus (20/09/2016) - Marica/RJ

Em vista dos ultimos acontecimentos e necessario que surja um MORO para salvar o nosso turfe tão sofrido com corrupcao, mal que assola todos nos.

Mauro Roger (20/09/2016) - Cachoeiro de Itapemirim/ES

Curiosamente, após não realizar o simulcasting de ontem(19/9) com a Gávea e o Tarumã, o JCSP anuncia em seu site as corridas da próxima quinta com o Cristal.

Também circulam boatos sobre uma possível paralização dos funcionários que redundaria no cancelamento das corridas do próximo sábado,24 de Setembro.

É o fim!

Mario Veloso (20/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Páreo Corrido, por Paulo Gama [20/09/2016]

BOLA PERDIDA DERROTA CACAU

Sr. Paulo Gama

Especificamente essa partida de futebol, qual dos times venceu?

José Flavio Garcia (20/09/2016) - Londrina/PR

Sr. Antônio Moura

Na verdade, não houve de forma unilateral nenhum cancelamento definitivo por parte do JCSP em relação ao simulcasting com a Gávea. O que ocorreu ontem foi o início de mais uma greve geral por tempo indeterminado dos funcionários do clube, depois que a diretoria não apresentou qualquer contraproposta na Justiça do Trabalho para uma solução pelos salários atrasados. Toda a programação turfística da semana em Cidade Jardim pode estar comprometida.

Antonio Moura (19/09/2016) - Niterói/RJ

ÚLTIMO ATO

Em lacônico texto no respectivo site, o fundamental Jóquei Clube de São Paulo informa à classe turfista nacional que encerrou, de vez, o tradicional simulcasting com o Jóquei Clube Brasileiro; de quebra, arrasta nesta decisão o Jóquei Clube do Paraná, que recentemente reativou seu funcionamento e que sem as apostas via São Paulo ficará no mato sem cachorro.

Ou muito me engano ou não tão cedo teremos a volta das tradicionais corridas de São Paulo, que vinham de mal a pior em função das parcimoniosas inscrições por páreo, face à debandada de animais e proprietários pelos motivos tão bem conhecidos por todos nós!

Como diria o tricolor Nelson - "difícil não é dar a notícia da morte; chato mesmo é explicar o beijo"... e apoiar os incompetentes de plantão!

Antonio Moura

José Flavio Garcia (19/09/2016) - Londrina/PR

Sem qualquer justificativa, o JCSP não transmitiu o simulcasting com as reuniões da Gávea e Tarumã, com o cancelamento das apostas. “A diretoria do Jockey Club de São Paulo informa que está cancelado o simulcasting de hoje, dia 19 de setembro de 2016, com os Hipódromos do Tarumã e Gávea. Não haverá, portanto, a transmissão das corridas, nem captação de apostas”. Com a palavra a diretoria.

João Fernandes (19/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Jcb, vamos aumentar também um pouquinho essa Comissão dos Credenciados, acho que melhoraria muito às lojas, ir as agências para colocar quadros com fotos, lugares para por resultados, fortait etc não interessa, o que interessa é comodidade, facilidade e bom atendimento, 7,50 por cento é muito pouco para o credenciado fazer milagres hoje em dia. Vamos pensar nisso um pouco.Boa tarde a todos.

Helio J B Balsa (19/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

A

Diretoria JCB

Quando irão melhorar as condições físicas dos agentes credenciados?

Como pode melhorar o movimento de apostas se não dão sequer condições dignas do apostador ficar num credenciado? Pasmem existem credenciados que sequer tem banheiro e água para o apostador, e se reclamar.....

Esta providência era pra ontem, hoje já tá tarde e vejam como o movimento cai. Sei que não é só por isso, mas vamos começar a tentar mudar a situação, mãos a obra.

Helio Balsa

Ronaldo Esteves (19/09/2016) - Juiz de Fora/MG

Como sera o amanhã ?

Será que finalmente vão parar os ‘mensalões’ no Jockey Club Brasileiro ? Será que as teias vão começar a cair? Propinas, extorsões, benefícios, viagens e etc começam a vir a tona, vão abafar? Será que alguns setores resistem a uma auditoria?

Uma boa semana a todos.

Edson Fonseca (19/09/2016) - São Pedro da Aldeia/RJ

Tenho como apostar pela internet , mas gosto de fazer jogos no agente credenciado so que o de Cabo Frio toda semana as maquinas saem do ar os apostadores ficam la esperando voltar , temos em Cabo Frio varias opçoes de internet so que o credenciado nao esta nem aí e nos mandam esperar. Espero que resolvam logo.

Ivor Lancellotti (18/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Olá PMU! Vamos mudar também esse Pick 7 com urgência! Já está descendo a ladeira!

Vamos abaixar o preço das inversões e colocar um complicador nesse jogo de ricos.

Vamos nessa? Vamos ser mais justos com os que apostam menos.

Ex: Ganha quem acertar a mosca com um tiro!

Sei lá, alguma coisa tem que mudar. Ontem dois páreos foram ganhos por duas tartarugas! E eles tinham!

João Fernandes (18/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Boa tarde a todos, SP, R.Viana o aprendiz que passou a jockey e não ganha nada, enganador.Vai ralar muito ainda

Paulo César da Silva (14/09/2016) - São Paulo/SP

Paulo Gama,leio com atenção suas historias que vc escreve contando esses causos que vc viveu nesta sua vitoriosa passagem pelo turfe e espero que dure muito tempo,ja pensou em publicar em livro,seria sensacional, turfista sempre tem um história para contar nao e verdade,continue assim porque e de pessoas com vc que o turfe precisa,faz o que gosta,infelizmente o turfe de Sao Paulo esta morrendo,irei agora jogar na Gávea ja fiz o cadastro,caso um dia eu for a Gávea,quando o ver me permita lhe comprimentar pessoalmente. abraco

Francisco Rodrigues (14/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Stud Alvarenga, como torcedor fanático pela farda,tive grandes emoções , vou guardar pra sempre essas Boas lembranças, não poderia deixar de citar ,outro fanático pela farda ,PiTER também inesquecível. 

Sempre na torcida para um breve retorno. 

Grande abraço. 

STUD GATA DA SERRA 

F RODRIGUES

Paulo Gama (14/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Grande Waldir!

A tática de corrida de Lavor foi sensacional. Concordo plenamente. Mas, numa semana de direções inspiradas, fica difícil destacar apenas duas. Com relação ao Fluminense. Bem. Já tivemos dias melhores não é verdade? Mas o que importa mesmo é esta paixão infinita. Confesso ser nada animador para quem torceu por Rivelino, Paulo César Caju, Edinho, Romerito, Assis, Thiago Silva e Marcelo, ter que se contentar com Gum, William Matheus, Pierre, Samuel e Wellington Silva. Porém, já existe um cheiro de G-4 no ar...

Paulo Gama (14/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

APENAS UM ATÉ LOGO

A paixão pelo turfe é algo inexplicável. Só mesmo as pessoas que tiveram o privilégio de experimentar este sentimento durante a caminhada nesta vida sabem isso. Por isso, querido Álvaro Novis, eu e todos aqueles que admiraram a trajetória do Stud Alvarenga, esperamos que esta parada seja apenas temporária. Um até logo. Você mencionou o Dr.Quintela, um turfista de escol. São pessoas apaixonadas pelo cavalo de corrida, feito ele, que nos motivam a não desistir de lutar por um turfe melhor. Obrigado por suas palavras emocionadas e repito: até já!

Roberto da Silva Teles (14/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

À pouco tempo atrás numa festa na cocheira do Ronaldo Lima, vc chegou muito bem acompanhado de duas pessoas fora de série, os irmãos Ricardo e Raulzinho, ai a festa que era ótima, ficou melhor ainda com cerveja, wisque, conhaque e muita picanha. O churrasqueiro era da melhor qualidade, ai eu fiquei te conhecendo, e pra minha surpresa, vc também queria conhecer o Beto&Fafá. Conversamos muito sobre cavalos e corridas ,vc inclusive me pediu que tirasse uma foto de vitória com um de seus cavalos quando não estivesse presente. Ainda não tive essa oportunidade, pois, gostaria que estivesse junto. Agora a tristeza me bateu, pois, o cara que ajuda a tanta gente no jockey e é ganhador e criador de craques, vai sair de sena. Essa gente vai ficar desamparada. Por tudo isso ALVARO NOVIZ - STUD ALVARENGA não pare, o turfe vai ficar menor sem você, pq os invejosos falam, criticam, mas o Alvarenga continua grande. Valeu camarada!

Waldir Alves de Souza (13/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Caro Paulo Gama:

Acrescentaria a sua escolha da joqueada e menção honrosa da semana, a direção fenomenal do C.Lavor na Emirates Sand. Decidiu a prova na largada, demonstrando toda sua perícia, rigor e estratégia de corrida. Grande Lavor, deu aula!!!

Saudações tricolores (ontem, o nosso início de segundo tempo me fez lembrar a seleção de 70).

Alvaro Novis (Stud Alvarenga) (13/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Paulo Gama muito obrigado pela mensagem. Você lembrou do LT Holanda que amigo figura espetacular sem palavras. Como você mesmo escreveu não tenho palavras a agradecer a minha equipe, o Stud Alvarenga conquistou uma família vários profissionais torcedores e amigos. A vida nos leva as vezes a tomar alguma atitude que não seja a certa ou ideal mas e preciso. Meu amigo Paulo Gama o mais difícil e ouvir as besteiras e as calamidades que falam no jockey. Talvez esse seja o maior problema do jockey, a inveja, a mentira, a vaidade. Pode ter certeza que nunca vou esquecer minhas alegrias que tive no jockey, muita emoção, impossível esquecer. Agradeço de coração a uma pessoa que me levou para o turfe e sou grato, muito grato, me proporcionou grandes alegrias e emoção o Quintela. Obrigado amigo. E isso Paulo Gama a vida e assim, termino essa singela homenagem com um texto maravilhoso de Arnaldo Rabelo:

"ALGUMAS VEZES E PRECISO SILENCIAR...SAIR DE CENA...E ESPERAR QUE A SABEDORIA DO TEMPO TERMINE O ESPETACULO.

Grande abraço Paulo Gama e muito obrigado pela lembrança

Hugo Sergio Nieri (13/09/2016) - São Paulo/SP

PERTO DO FIM : Para esta semana, só conseguiram formar 9 pareos com total de 54 animais e 6 por pareos..

Até aonde iremos chegar !

Marcelo Santana (13/09/2016) - Porto Alegre/RS

Esta semana que passou o treinador Edson Ferreira, teve duas inscrições e duas vitórias, Filho do Dragão (1º - Sábado) e To Money (1º - Domingo), 100% de aproveitamento, treinando no Hipódromo da Gávea, foi jóquei de técnica refinada e altíssima categoria, pelo seu conhecimento e sua dedicação aos cavalos e ao turfe, é um treinador que merece mais e melhores oportunidades...

Luiz Antonio Molleta (13/09/2016) - São José dos Pinhais/PR

Luiz Melão... 

Obrigado pelo comentário oportuno neste tão valioso site, sobre a vitória de Dá-Lhe Ghadeer em Maroñas, Uruguai. 

Eu gostaria de acrescentar ainda que ele já havia estreado com vitória em Las Piedras nos 1300 m em 1’17"75 ficando próximo do Record de Papa Quillo: 1’17"10

Neste sábado em 1200m venceu em 1"09"29 novamente próximo ao Record de Cusco 1’08"79. 

Ele está invicto em duas apresentações no Uruguai. 

Parciais do páreo :

22’06 nos 400 iniciais 45’27 nos 800 "

Lembrando que no páreo velocidade nos1000m G3 no dia do Ramírez, colocaram as seguintes marcas:

23’26 nos 400 iniciais 46’15 nos 800 "

Conta com 5 apresentações e 4 vitórias. Uma em Cidade Jardim e um terceiro. No Cristal também venceu no dia do Bento em 1’13"06 cujo Record é 1’13"00

Um grande abraço. 

Luiz

João Orlando Tomczak (12/09/2016) - Curitiba/PR

Caríssimos turfistas:

O cidadão que fez a propaganda da volta da quinexata na TV turfe Rio deve ser um gozador ou não entende nada de turfe, o que é mais provável, pois informa que a modalidade é fácil, bastando apenas 

acertar as exatas dos últimos 5 páreos. Isso é propaganda enganosa gente. Como é que querem angariar novos turfistas com isso. Bricadeira tem hora senhores.

Abraços e sorte a todos nós.

Marcus Cunha (08/09/2016) - Ponta Grossa/PR

Lembrando que o turfe de ponta grossa em muito contribui com os demais hipódromos do brasil. Confira no site TURFE PONTA GROSSA, imagem área do hipódromo com as 2 pistas (areia e grama); replays, programação etc.

Nilton Flora (08/09/2016) - São Paulo/SP

É um absurdo que essa empresa chamada de PMU esta fazendo com o teleturfe do Rio o telefone 0800 esta cancelado para as capitais do Brasil alem de nos jogadores sustentarem toda a estrutura do JOCKEY CLUBE ( COM SALARIOS MILIONARIOS DE TODOS ENVOLVIDOS ) O telefone do teleturfe 4000.16 02 alem dos jogadores que moram no Rio e fora do Rio. Esse telefone tem uma taxa para quem liga para esse numero que deve estar em torno de ( 0,55 CENTAVOS POR LIGAÇÃO ). O pior e que nao tem algum diretor do Jockey que lute contra ess cobrança. MINHA SUGESTÃO VAMOS FAZER UMA GREVE DE JOGO NO TELETURFE DO RIO CONTRA A PMU ESSA EMPRESA MENDINGA SERA QUE LA FORA ELA AGI DA MESMA FORMA

Fred D’antonio (07/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Desculpem-me. Apenas posso dizer: GÊNIO! GÊNIO! Grande Alex Mota! Que condução!!!!!!! O mais talentoso que já vi! Ele e Edgar Prado! Nosso irmão peruano (que grande terra!!!!!).

Minha modesta homenagem a meus dos grandes ídolos. E que nosso Ricardinho seja o maior em vitórias! VIVA O TURFE BRASILEIRO!!!!!!!!!!!!!!!!!

Nilton Flora (07/09/2016) - São Paulo/SP

O 0800 do teleturfe da gavea nao esta funcionando hoje feriado de sete de setembro ja pedi para duas pessoas verericar isto e nada uma delas e a Zilda da internet

Antonio Moura (06/09/2016) - Niterói/RJ

OS HOLOFOTES!

Sr. Carlos Ferreira,

Se é um ponto de partida, também entendo que está de bom tamanho: mas o que se espera, na verdade, do majestoso Hipódromo da Gávea - é que no final do túnel reflitam feéricos holofotes.

Por enquanto, já está de bom tamanho e sinal de que vida inteligente está gerenciado a atividade no Rio de Janeiro; já em São Paulo, a vaca está indo para o brejo com bezerro e tudo... e o "homem" apanha e resiste... bela demonstração de apego ao cargo!

Antonio Moura

Carlos Ferreira (06/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Prezados,

MGA do JCB do último conjunto de reuniões:

Sexta feira 02/09: R$ 846 262,00

Sábado 03/09: 1 065 313,42

Domingo 04/09: 1 145 549, 23

Segunda feira 05/09: 1 037 780,19

Será que estamos vendo finamente uma luz no fim do túnel?

Sds.

Orlando Motta Filho (05/09/2016) - São Paulo/SP

Cidade Jardim(que belo nome para um ’Hipódromo’);que nasceu do lado de la do Itaim aqui,quando a ponte ainda era de madeira e meu pai foi la com o primo e a avó na inauguração do ’Novo Prado’.A pé.

Quase que foi no Ibirapuera,mas parou nas varzeas vazantes do Pinheiros canalizado(obra de engenharia de primeiro mundo para não afundar no lodo,o Jockey),do lado de la do rio e valorizou pontes pros Morumbis,pros Caxinguis,Butantãs e Vilas Sonias dos Ferreiras,onde moraram muitos de seus maiores idolos.

Cidade Jardim,que em noites de corrida quase toda zona sul o sabia porque o céu era claro lá pros lados das pontes Cidade e Eusébio do Pinheiros.

Cidade Jardim da cerveja mais gelada e barata da cidade,da maior coxinha,o melhor pastel e o amendoim quentinho nos cones de papel que faziam o ’povo dali’ se achar em casa na casa dos ricos,que Cidade Jardim é muito marmore mas ja foi casa de todos.

Cidade Jardim que as tribunas gritavam muito mais que as sociais.Que as filas dali,esticadas e misturadas,pingando vintens nas maquinas totalitarias esparramadas,nos últimos minutos eram o supra sumo de seu movimento.Quanto tranco que dei e tomei pra chegar a tempo.

Cidade Jardim das acumuladas de talão de papel pro dia seguinte nas escadas rolantes da Quitandinha da Boa Vista a uns 10 kms dela,da ’Gloriosa’ Chacara do Ferreira’ a uns 3 kms dela(centro de treinamento).Mantenedora se São Vicente e Campinas em seus melhores momentos.Criadora do maior centro de monta do Brasil,em Jaguariuna.

Cidade Jardim,que deu dois aviões quando Chateaubriand pediu um e foi quem mais distribuiu benesses em seus tempos de ouro.

Cidade Jardim,que de melhor,ficou o tempo de João Ademar e Hernani Silva.Quanto tempo ja se vai...

Basilio Ferreira Silva (04/09/2016) - São Paulo/SP

Ao longo da vida as pessoas conquistam amigos . Mas a atual diretoria do JCSP prefere cumplices . Quando os socios , profissionais e turfistas se conscientizarem disso , podera ser tarde demais . O obito ja tera sido decretado. O grande Paulo Gama tem toda razao :um domingo sem futebol e nao podemos ir ao jockey por culpa da arrogancia e imcompetencia . Aos que podem , por favor : salvem o JCSP . Abraco a todos

Antonio Moura (04/09/2016) - Niterói/RJ

ÚLTIMO TREM PARA SÃO PAULO

Sr. José Flávio,

Cidade Jardim é mesmo um caso perdido; pelo menos enquanto distinto e diletante cavalheiro que se diz presidente não tiver a grandeza de renunciar.

Meu profundo respeito aos bravos proprietários que embora entrando já no segundo ano sem ver a cor do dinheiros referente aos prêmios que lhes são justos e devidos, teimam em continuar inscrevendo seus animais; o signatário, francamente, teria desistido logo no primeiro mês. A eles, guerreiros da resistência, minha convicção de que ainda existem turfistas de raiz - como antigamente!

Antonio Moura

José Flavio Garcia (04/09/2016) - Londrina/PR

E lá se vão quase 2 anos sem que o JCSP pague prêmios aos proprietários e criadores, fato inédito na história do turfe brasileiro. Pior. Mesmo assim as poucas corridas, praticamente resumidas aos sábados, são deficitárias. Tanto que em recente reunião no Tribunal de Justiça do Trabalho, o representante dos funcionários do clube propôs o parcelamento em 6 meses dos salários atrasados, desde que em diante todos fossem pagos em dia. Mas a diretoria, de modo inacreditável, argumentou que não poderia aceitar, pois em assim fazendo acabaria por fechar as portas do clube. Portanto, a venda de camarotes, como se hoje valessem alguma coisa, e dos imóveis já liberados pelos sóc ios, onerados por penhoras, pouca coisa mudaria a atual situação, apenas talvez retardando um pouco um trágico final, ou seja, a falência. O risco de greve para a próxima reunião em 7 de setembro é muito grande, mesmo em se tratando das primeiras provas da tríplice coroa de potros e potrancas. Com a palavra o presidente Eduardo Rocha Azevedo. Aliás, a arrogância precede a ruína.

Ivor Lancellotti (04/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

Boa Noite turfistas! Agora sim! , com a mudança para a Quinexata acaba a covardia e todos tem muito mais chance.Muito boa decisão! Com isso fica igualada a força entre os que podem mais e os que podem menos.Estamos no páreo agora! Fica faltando só o Pick 8 ou 9 iria fazer muito bem. Estamos também adorando essas corridas internacionais. A vida agora pede dinamismo e não ficar 30 minutos olhando pro teto.Parabéns PMU

Abraços

João Orlando Tomczak (04/09/2016) - Curitiba/PR

Até quando que o JCB vai insistir com as corridas internacionais tipo saratoga e gulfstream, pois o movimento é muito pequeno, não compensa investir, pois os rateios são muito baixos, além do que a demora é para quem tem muita paciência e haja paciência, inclusive com os comentários de certo profissional, que quase nunca acerta um páreo, não que seja culpa dele, mas a distancia, é dificil, acertar alguma coisa, muito embora os indicadores daqui, também quase não acertam muita coisa.. Seria melhor realizar mais páreos na Gávea do que isso. Tô fora, Não aposta um centavo nestas corridas.

Leandro Lobo (03/09/2016) - Campo Grande/MS

Gostaria de deixar aqui um abraço e um agradecimento ao Lucas Eller e à equipe do Raia Leve pela matéria em torno do ColdPlay.

Lucas, além de se mostrar um exímio marcador está se saindo muito bem em suas novas funções aqui no site, trazendo novidades e um resumo dos principais ganhadores da semana. 

Aproveito o espaço também para outros agradecimentos à equipe que nos auxilia com o cavalo:

- Jaime Aragão: esse sim o verdadeiro craque, que deixou o cavalo em uma forma belíssima. Está fazendo o mesmo com a potranca Kremlin, que temos em alta conta.

- Ricardo Colombo: trouxe o cavalo impecavelmente do Rio para Maronas. Parabéns pelo excelente trabalho.

- Totó: acompanhou de perto todo o processo de exportação do cavalo, colocando-se a disposição em todos momentos. Tenho certeza que irá brilhar no Uruguai, com o mesmo sucesso ou até maior que nas terras brasileiras.

Abs!

Leandro Lobo 

Stud Hulk

Carlos Alberto Behar (03/09/2016) - Porto Alegre/RS

Reforço o comentario do sr Joaquim. Urgente e necessaria a volta da Superpule de Place.

Paulo Gama (02/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

A BULA DO REMÉDIO

Senhor Haroldo. Gostaria de me solidarizar com a sua postagem. Na realidade a pista de grama carioca e tudo o que acontece nela fica sob responsabilidade, única e exclusivamente, do engenheiro da raia e sua equipe. Eles fazem até um bom trabalho, se levarmos em conta a péssima qualidade da grama plantada no período de administração do presidente Lecca. Não discuto a competência deles e sim a necessidade de alguém da diretoria contestar as decisões, eventualmente, como no caso citado pelo senhor de forma oportuna, nos dias de previsão de chuva. O que acontece na prática é que os funcionários da pista limitam-se a regar a raia seguindo o recomendado numa lista com dias, horários e quantidades de água para a rega. Sem levar em conta o obvio ululante que é a previsão do tempo. Eles leem o que está inscrito na recomendação do engenheiro e fazem. Como se fosse uma bula de um remédio que a gente segue fielmente para ficar recuperado da doença o mais rápido possível. Tudo isso é falt a de gestão e de comprometimento com a atividade turfística.

Haroldo Costa (01/09/2016) - Rio de Janeiro/RJ

O que dizer à respeito do que foi feito na pista de grama essa semana?! 

Mesmo com a previsão de chuva de 20mm para quarta (31/08) em diversos sites de previsão do tempo, sites que qualquer criança tem acesso, os responsáveis pela pista de grama fizeram irrigação da mesma na terça!!! Parece piada, mas foi o que o site oficial do JCB informou! Confirmada a previsão, que parecia não ser do conhecimento apenas dos que "cuidam" da pista de grama, quem foi ao matinal de hoje na Gávea se deparou com uma pista alagada! Mas pra surpresa geral, o penetrômetro indicou apenas 5,4!! Enfim, medidas erradas, penetrômetro surpreendente! Pra piorar, tiram a cerca móvel na semana que antecede o Festival da Independência, onde teremos quatro provas de Grupo no gramado! 

Sinceramente não dá pra entender nada!!! Ainda querem criar uma nova pista de grama no lugar da auxiliar, prejudicando os treinadores da Gávea que vão ficar sem uma pista de treinamento, sobrecarregando a raia grande! É duro ser turfista no Brasil! 

Caso confirmada a grama para o final de semana, veremos uma raia levantando torrões, ficando esburacada. Como diria a novela da Globo, Haja Coração!!!










12.707

12.844





















Coudelaria Atafona

Coudelaria FBL

Coudelaria Intimate Friends

Coudelaria Jessica

Coudelaria Pelotense

Haras Iposeiras

Haras Depigua

Haras do Morro

Haras Fazenda Eldorado

Haras Old Friends

Haras Planície

Haras Vale do Stucky

Jorge Olympio
Teixeira dos Santos

Ronaldo Cramer
Moraes Veiga

Stud 13 de Recife

Stud Beto e Fafa

Stud Brocoió

Stud Cajuli

Stud Capitão

Stud Cariri do Recife

Stud Elle Et Moi

Stud Everest

Stud Gold Black

Stud Hulk

Stud Ilse

Stud La Nave Va

Stud Mengão 1981

Stud Palura

Stud Quando Será?

Stud Recanto do Derby

Stud Rotterdam

Stud Sergio Barcellos

Stud Spumao

Stud Terceira Margem

Stud TNT

Stud Turfe

Stud Wall Street

  Associação Carioca dos Proprietários do Cavalo Puro-Sangue Inglês