Cadastre-se e receba novidades:

Nome


E-mail

Energia Hollister - Stud Capitão

Surf The Waves - Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Jet Set Event - Sinval Domingues de Araujo

Eurozone - Stud Eternamente Rio

Ponto Negro - Sinval Domingues de Araujo

Ponto Pacífico - Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Sheikra - Haras do Morro

Ultra Querida - Sinval Domingues de Araujo

Jet The Hill - Sinval Domingues de Araujo

Janet Jackson - Sinval Domingues de Araujo

Banana Nanica - Julio Cesar Ferreira Moreira

Joe Maccartney - Stud Rotterdam

Time Is Money - Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Time Is Money - Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Charles Aznavour - Stud TNT

First Night - Stud Eternamente Rio

Feia Que Dói - Stud Eternamente Rio

Ta-Maluca - Stud São Francisco da Serra

Dawn Surprise - Sinval Domingues de Araujo

Inocupé - Stud Eternamente Rio

Ta-Maluca - Stud São Francisco da Serra

First Night - Stud Hulk

Energia Frizor - Haras Planície

Iron Man - Stud Doce Ilusão

Casual Elegance - Stud Catilena

Idiome - Stud Eternamente Rio

Bebe Real - Stud Ilse

Alpine Point - Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Gabriela - Stud Eternamente Rio

Alpine Point - Ronaldo Cramer Moraes Veiga







Neste espaço são publicadas as manifestações dos nossos leitores.

O RAIA LEVE acolhe opiniões sobre todos os temas ligados ao turfe.
Reserva-se, no entanto, o direito de rejeitar ofensas, acusações insultuosas e/ou desacompanhadas de documentação. Eventualmente, os e-mails poderão ser checados. O site não tem o compromisso de publicar todas as mensagens recebidas. A publicação, quando ocorrer, se dará na íntegra ou parcialmente, privilegiando-se os trechos mais relevantes.

O Raia Leve, depois de pedidos de leitores e deliberação da diretoria da ACPCPSI decide que além da checagem de CPFs e identidade virtual costumeiramente feitas, só publicará mensagens de internautas que respondam e-mail confirmando a identidade. Desta forma, a editoria do site pede aos internautas que respondam e-mail da associação com a máxima rapidez possível quando solicitados a fim de ter a liberação de seu comentário, bem como assegurem-se que o e-mail raialeve@raialeve.com.br esteja definido como um endereço que não seja encaminhado para a caixa de Spam.





Setembro | 2015

Luiz Fernando Dannemann (03/09/2015) - Rio de Janeiro/RJ

Caríssimo e fraterno amigo Antonio Carlos Coelho

Em que pese a necessidade do chamado "Ganha Pão" de uma pessoa conhecida nossa, me sinto na obrigação de dissertar acerca da nota: "BOA INICIATIVA DO JCB" que premiou com R$ 2,00 reais em apostas os ingressantes de um evento promovido pelo jornal O Globo no interior do Hipódromo da Gávea.

A gastronomia, como você sabe, através do anúncio dos restaurantes, dá liquides semanal a todos os "cadernos de bairro" encartados" no veículo. Uma agência conhecida me afirmou que a arrecadação com a publicidade do setor gera uma verdadeira fortuna ao jornal. Ou seja, o evento serviu pra todo mundo, menos para o JCB, os proprietários e profissionais de turfe, já que o clube que não foi capaz nem de realizar um GP GASTRONOMIA bancado pelos felizardos promotores.

Na verdade o que o JCB fez, na minha modesta opinião (embora completamente polarizado contra a atual administração e alinhado com o Editorial assinado pelo PAULO GAMA) nada mais foi, do que tentar aumentar artificialmente o MGA (e o natimorto site de apostas) aplicando nele o próprio dinheiro do clube.

O mais JUSTO, NATURAL, OPORTUNO e COMPETENTE, teria sido cobrar um INGRESSO de R$ 5,00 reais aos visitantes (que convenhamos é o verdadeiro "pixuleco"), ao passo de doar R$ 2,00 reais, em contra partida a um VALE POULE do mesmo valor.

Eu me lembro - MUITO BEM - na sua época de Vice-Presidente de Marketing do JCB (independente da gestão como Vice de Finanças), que o amigo já fazia uma promoção nesta direção, porém, INFINITAMENTE mais proveitosa para o caixa da instituição, quando TODO E QUALQUER ingressante adquiria a chamada "Barbadinha" por R$ 1,00 real (que já dava prêmios instantâneos) sendo obrigado a apostar mais R$ 1,00 real do seu bolso (O clube ganhava duplamente).

Veja: No exemplo que eu dei acima, os R$ 5,00 reais que seriam transformados obrigatoriamente em poule (utilizando os números da publicação de cerca de 60.000 ingressantes), renderiam ao MGA um INCREMENTO REAL de R$ 300.000,00, ou seja: mais de um terço do movimento atual.

Lembro-me também que o "pobre" do URUBATAN, tradicional "operário" do Marketing do JCB, com décadas de bons serviços prestados ao clube, foi DEMITIDO pelo "Fiel Escudeiro" do síndico, justamente por tentar REIMPLANTAR a sua estratégia, querido Toninho, uma ação que foi abandonada na administração LECCA.

Para justificar a demissão do multi decano funcionário do JCB, o piloto de BMW (importante jogador de pólo aquático) justificou que a promoção que ele defendia (feita também durante o evento Feira Hype) dava prejuízo ao clube...

Agora, tal como no passado, o falso Rigoni, "saca La gorra" e copia (de forma muito piorada) aquilo que o amigo já fazia há vinte anos. Será que o "aprendiz de turfe" não deveria ser obrigado a escutar os "professores"?

Peço ao amigo que caso tenha "saco" escreva algumas palavras neste espaço.

Luis Alberto Rodrigues de Souza (03/09/2015) - Rio de Janeiro/RJ

Caro Mauro Roger,

Perfeitas suas colocações!

Me lembrei de uma reunião com a Diretoria do JCB na qual falei basicamente a mesma coisa, afirmando que o JCB não banca apostas, apenas as administra retirando um percentual das apostas efetuadas. Quem torce para o apostador perder é o bookmaker, o clube vai lucrar independente do resultado do pareo. Posto isto constata-se que não há a necessidade de dificultar o jogo, quanto mais apostadores acertarem mais apostadores voltarão a jogar.

Abraço!

Mauro Roger (03/09/2015) - Cachoeiro de Itapemirim/ES

Caro Luís Alberto.

Quando narrei corridas no Hipódromo de Campos na primeira década deste século,ouvi, do simpático presidente do JCC, Orlando Rocha, em um momento de explícita sinceridade, a frase:

"Pô, o cara tem que acertar, se não, não volta!"

Quanto ao novo dinheiro para apostas,só se vier do exterior através do simulcasting.

Cabe a diretoria de nossas entidades turfísticas tornar as corridas brasileiras suficientemente interessantes para os "gringos" comprá-las.

O Rio Grande do Sul está tentando.

O JCB anuncia um projeto com empresa francesa.

Tomara que dê certo.

É a "bala de prata" do turfe brasileiro.

Ou mata ou morre, já que, a pedra única, sem São Paulo, já era!

Luis Alberto Rodrigues de Souza (03/09/2015) - Rio de Janeiro/RJ

Prezado Mauro Roger,

Fiz parte, há algum tempo, do grupo que sugeriu aquelas primeiras mudanças no cardápio de apostas do JCB e meu ponto de vista (que foi aceito pelo grupo) era o de que o dinheiro circulante em apostas não mudava e que a forma de se conseguir aumentar o MGA seria permitir que o apostador acertasse mais vezes e, com o mesmo capital inicial, pudesse reinvestir mais vezes desde que mantivesse o mesmo padrão de apostas. Para isto foram eliminadas do pareo a pareo as modalidades de difícil acerto, foram diminuidas algumas retiradas por parte do JCB de modo que o apostador, ao acertar, recebesse mais capital para reinvestir. O clube não perdia pois a diminuição da retirada era compensada pelo aumento do volume das apostas.

Após um começo difícil pela rejeição natural por qualquer novidade, o MGA realmente aumentou, a rentabilidade idem mas chegou um verão inclemente, as inscrições diminuíram muito, os programas ficaram mais fracos, o resultado caiu um pouco e o JCB decidiu voltar tudo ao que era antes e, a partir daí, sem minha participação.

Você tem toda a razão, o dinheiro do apostador e o dinheiro que circula são sempre os mesmos e por este motivo o MGA não aumenta.

Descartadas as idéias já tentadas, a chance de qualquer aumento só será possível com ingresso de dinheiro novo nas apostas, cada apostador já existente aposta no seu limite e daí não passará.

Abraço e bom dia!

Paulo Silveira (03/09/2015) - São Paulo/SP

No último final de semana ( 29-30/08) foi disputado no Hipódromo de Sapporo no Japão o "World All-Star Champion, A disputa foi em quatro páreos, dois no sábado e dois no domingo. O ganhador desse concurso de jóqueis foi o brasileiro João Moreira. Concorreram 14 jóqueis, inclusive Russel Baze que disputa com o Jorge Ricardo o título mundial de vitórias. Neste concurso no Japão, Baze foi o 11º colocado.

Saudações,

Paulo Silveira

P.S. - Pela internet entrar em Sapporo Racecourse e depois em Horse Racing in Japan; news/results/video.

Alan Alkaim (02/09/2015) - Rio de Janeiro/RJ

Venho por meio deste veículo comunicar a minha tristeza pela perda inesperada do cavalo ENERGIA GHOST ( 4 ANOS , 3 VITÓRIAS , AGNES GOLD/LAGRIMAS DE AMOR). Nesta manha de quarta feira , dia 02/09/2015 , fui comunicado através do treinador Julio Cezar Sampaio, que o cavalo após seu treino matinal, inesperadamente, falseou e fraturou a quartela, sendo assim, já que a Dra. Cristina Vieira estava presente, não teve outra alternativa a não ser, sacrifica-lo. Gostaria de ressaltar alguns detalhes: O cavalo correu um GPIII ganho por Meu Chuck, não se colocou e depois foi correr páreo de ati (21) e também não se colocou. Paramos o cavalo, a Dra. Cristina o radiografou de cima abaixo e foi detectado uma sensibilida de nos cascos. Começamos o tratamento e ele estava tinindo para correr na semana de 18 a 21 de Setembro. . infelizmente tipos de coisas como esta não tem explicação , a não ser se você acreditar em Deus. Como eu acredito, acho que assim Deus o quis.
Vale e muito ressaltar que a raia do CT D, Deus estava impecável( não foi a raia o motivo do infeliz fato.
Como sou um pequeno mais apaixonado turfista, agora fiquei sem cavalo..............mas de qualquer forma, gostaria de agradecer publicamente ao treinador Julio C. Sampaio, a Dra. Criistina Vieira, e a toda equipe que os cercam, pelas 2 vitorias e um 3 lugar obtido com o ENERGIA GHOST.
Que Deus o tenha nó ceu........e, se possível, o transforme em um Pegassus, o cavalo voador, para que possa rondar o hipódromo da Gavea e outros, levando alegria, luz e boas lembranças a todos.
OBRIGADO ENERGIA GHOST!!!!!!!!!!

ATT.

ALAN ALKAIM

Hugo Sergio Nieri (02/09/2015) - São Paulo/SP

A Grande “Pedalada” do J.C.S.P

Confesso que custei algum tempo para entender o resultado da a assembleia convocada para Aprovação das contas. Embora já tivesse duvida de uma manobra contábil o que me surpreendeu foi a maneira pela qual foi aprovada 114 votos a favor a penas 4 contra . Após muita reflexão, analise de perito e conversas com sócios e dirigentes cheguei a seguintes conclusões. O balanço apresentado pelo super-executivo de triste memoria Horácio Mendonça  foi uma tremenda “PEDALADA” de fazer inveja ate para o governo Dilma. A divida Do J.C.S. P conforme balanço auditado e aprovado em assembleia em 31/02/2010 a divida real apenas 2 meses e 12 dias antes atual posse do presidente era de 244.055.000,00 milhões,  de reais a portanto a transformação desta  divida para 600 milhões é uma falácia inacreditável. Conforme publicado no maior jornal do Brasil O Estado de São Paulo. sómente o executor desta “PEDALADA”, sem vivencia no turfe poderia ter dado a orientação seguida cegamente pela diretoria para um pagamento absurdo de impostos e fazer pesadíssimos “refiz” principalmente o Clube operando com prejuízo mensal de 2 milhões. O modelo do planejamento foi tal absurdo que pouco tempo  depois de pagarmos dezenas de milhões de reais impostos não tivemos recursos para pagar a folha e a quase 1 ano correr sem pagamentos de prêmios . Aprovar as contas foi uma clara demonstração de que ninguém quer assumir nada E vontade da maioria é que os atuais dirigentes continuem pois ninguém pretende emprestar recursos ou dar avais de alto valor. Por isto apesar de todos erros e equívocos cometidos temos que reconhecer  a coragem e o desprendimento do presidente e do seu vice em comparecer com recursos vitais em horas de grande necessidade. Esta e a realidade do Clube que já foi um dos mais ricos do pais.

Liquidamos um patrimônio de 300 milhões e ainda devemos 180 milhões portanto o que abatemos da divida original foram apenas 60 milhões de reais.

Só temos uma saída para tenta salvar o clube e o turfe. A imediata convocação de uma assembleia geral para reforma de estatuto para transformar o atual modelo de Clube total mente falido em uma empresa ágil e moderna.

Isto feito, assumiria um colegiado em condição de pedir apoio para o governo para salvamos o emprego de milhares de pessoas com medidas tais como liberação de outros jogos cobranças de impostos adequados  pois sem a ajuda do governo não haverá salvação para a atividade. Agora pasmem! Estudo levantamentos da grande reforma que precisamos já esta feita por elementos especialistas e altamente capazes já foi entregue ao presidente mais que incrivelmente nem para diretoria foi apresentado. Até hoje o custo mensal de toda a equipe que implantara as reformas será menor que o salario do super-executivo que foi embora.

Hugo Nieri

Mauro Roger (02/09/2015) - Cachoeiro de Itapemirim/ES

CURIOSIDADES SOBRE O MOVIMENTO DE APOSTAS NA GÁVEA.

COMPARAÇÃO ÚLTIMAS SEMAMAS DE JULHO E AGOSTO

ÚLTIMA SEMANA JULHO(31/7 A 3/8)

40 PÁREOS COM MÉDIA DE R$ 86.675,62 (SEM HANDICAP AUTOMÁTICO)

ÚLTIMA SEMANA AGOSTO (28/8 A 31/8)

39 PÁREOS COM MÉDIA DE R$ 91.584,00

RESPEITADA A SAZONALIDADE, AUMENTO DE APROXIMADAMENTE CINCO POR CENTO NA MÉDIA POR PÁREO, QUE PODE SER ATRIBUÍDO AOS CONCURSOS ACUMULADOS.

QUANTOS MAIS PÁREOS SÃO DISPUTADOS, MAIOR É A MÉDIA DE APOSTAS POR CARREIRA.

O MESMO DINHEIRO CIRCULA MAIS, OU SEJA, É REAPOSTADO? (EXISTE ESTA PALAVRA?)

SR. ANTONIO MOURA, POR FAVOR, ME AJUDE.

Fred D’Antonio (01/09/2015) - Rio de Janeiro/RJ

Desculpem o tema batido e cansativo, mas é inevitável. Mais uma vez estamos sem a noturna de sexta. Ontem em Cidade Jardim, um show de horrores. Páreos vazios, entre 4 e 6 animais. Um deles com inacreditáveis três éguas. Três!

A realidade de CJ é que, hoje, só tem possibilidades de realizar uma corrida por semana, com doze páreos e razoável enturmação. É o futuro da Gávea é o mesmo se não forem tomadas, desde ontem, as devidas providências.

Sinto muitíssimo, mas é o fim.

Saudações do apocalipse!!!












12.529

12.636

























  Associação Carioca dos Proprietários do Cavalo Puro-Sangue Inglês