Cadastre-se e receba novidades:

Nome


E-mail

Kurdish – Stud Capitão

Final Road – Haras do Morro

Acteon Gaúcho – Stud Hulk

Quarteto de Cordas – Haras do Morro

Ombak Bagusse – Haras Clark Leite

Escasa – Haras do Morro

Roi Plantegenêt – Stud Nunes de Miranda

Isola Di Fiori – Haras do Morro

Dracarys – Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Lookforthestars – Haras do Morro

Agassi – Stud Verde

Verso e Prosa – Stud Ilse

Last Hope – Coudelaria Jessica

Ghoul – Stud Verde

Famous Italian – Stud Palura

Risada Gaucha – Coudelaria Pelotense

Violino Solo – Haras do Morro

Gone Hollywood – Stud Verde

Palpite – Haras Clark Leite

Original Sin – Stud Gold Black

Jade Runner – Stud Palura

Obscene – Stud Gold Black

Candieiro – Stud Gold Black

Madame Renata – Stud Palura

Gaelic Princess – Coudelaria Atafona

Rio Plantagenêt – Stud Nunes de Miranda

Gotenks – Stud Gold Black

Energia Icon – Stud Snob

Casual Elegance – Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Duvida – Ronaldo Cramer Moraes Veiga






Em direção espetacular de James Doyle, Poets Word supera o craque Cracksman [20/06/2018]

The Guardian

  

 

Foi hoje na melhor prova do dia do festival da Royal Ascot, a Prince Of Wales Stakes-G1, páreo em 2.000m pista de grama. Corrido com calma e por dentro na quinta colocação, o castanho de propriedade de Saeed Suhail, conseguiu ser dosado com maestria pelo excelente jóquei inglês James Doyle. O fenômeno Cracksman, que era o favorito, corria na quarta colocação, mas, na responsabilidade de vencer, foi procurado antes pelo seu jóquei Lanfranco Dettori, onde não conseguiram aparar o forte ataque de Poets Word (Poets Voice e Whirly Bird por Nashwan), que foi muito bem apresentado pelo supercampeão Sir Michael Stoute, chegando à sua 6ª vitória em 15 atuações, sendo a 1ª de G1, somando 1 milhão e 936 mil libras em prêmios.

 

 

Veja aqui o replay.  

 

 

 

Da Redação



Páreo Corrido, por Paulo Gama [19/06/2018]

PEQUENO BALANÇO NO FINAL DO ANO HÍPICO NA GÁVEA

Faltam apenas cinco reuniões para o encerramento do ano hípico no turfe do Rio de Janeiro. Esta semana foram formadas as quatro reuniões. Na próxima, apenas o dia 30 de junho ainda pertencerá a atual temporada. O Movimento Geral de Apostas continua a ser a maior preocupação de todos. Sem milho não se pode fazer pipoca. As chuvas das últimas semanas prejudicaram o aspecto financeiro das corridas. Muito mais do que o início da Copa do Mundo. O expressivo número de forfaits devido a mudança de raia desestimula o apostador. Além disso, depois dos cinco programas organizados, na semana do Grande Prêmio Brasil, já era possível prever que a jornada seguinte seria de vacas magras. E foi exatamente o que aconteceu.

Na sexta-feira, com nove páreos, o MGA de apenas R$ 503.210,55 foi para lá de decepcionante. O sábado manteve a rotina de vender pouco jogo. E aí, o efeito da Copa do Mundo aliado a raia pesada só movimentou R$ 655.714,63. Resultado pífio se for levado em consideração que foram disputadas 11 provas. Nem mesmo a segunda-feira conseguiu salvar a pátria. Com programação sofrível e raia encharcada as apostas cariocas ficaram em apenas R$ 786.681,24. Fato raro. Na corrida noturna da segunda, a predileta do apostador, o MGA sempre ultrapassa os R$ 800 mil. O segredo da venda de apostas está diretamente ligado a qualidade da programação. Isto ficou comprovado na semana anterior, a do maior evento turfístico do país.

VAGNER BORGES

A estatística de jóqueis está nas mãos de Vagner Borges. Com 180 vitórias, o gaúcho de Rio Grande recuperou o foco e a determinação, que já lhe proporcionaram o tricampeonato da estatística. Tem tudo para ser tetra. É um bridão extraordinário. Possui todos os golpes e um porte físico perfeito para a profissão. Está suspenso no próximo sábado, o que permite ao jovem Leandro Henrique, com 171 pontos, ainda sonhar. Leandro tem lutado bravamente e não parece disposto a aceitar a derrota. Esta semana, os dois travaram belo duelo na noturna de segunda-feira. Valdinei Gil perdeu terreno em relação aos outros dois. A sucessão de forfaits de suas montarias nas últimas três semanas devido a mudança de pista, sobretudo dos puros-sangues do seu contrato, com o Haras Santa Maria de Araras, com nítida preferência pela grama, lhe prejudicaram um pouco. Encerra a temporada na segunda posição da estatística clássica nacional, atrás apenas de André Luís Silva. 

Bruno Queiroz é um capítulo à parte na temporada. O filho do bridão Antônio Queiroz talvez seja a maior joia da Escola de Aprendizes dos últimos tempos. O que este menino aprontou na raia em apenas seis meses de profissão é impressionante. Encerra o ano hípico na quarta colocação do ranking com sobras. E deixa a certeza de que poderá brigar de igual para igual com os três jóqueis da frente, mesmo depois de perder a descarga, no início de 2.019. O que mais impressiona em B.Queiroz é a sua autoconfiança. Não se intimida e parece entrar na raia com um plano de corrida. Talvez seja melhor dizer, uma estratégia para enfrentar os rivais. Tecnicamente é fácil imaginar o quanto vai melhorar com a experiência e a sequência das competições. O seu resultado deve ser considerado exuberante em tão pouco tempo de profissão.

SOLANÊS X GUIGNONI

Roberto Solanês foi o campeão da estatística clássica nacional com sobras, apesar do ótimo desempenho de D.L.Albres. Beto teve um ano profissional perfeito e deu as cartas na esfera nobre. No entanto, para ganhar a nota máxima da estatística local terá que administrar, nas próximas cinco reuniões, a vantagem de seis pontos sobre o multicampeão, Dulcino Guignoni, tremendo casca grossa quando a discussão gira em torno de estatística. Outros profissionais de treinamento do turfe carioca também precisam ser citados. Luís Esteves brilhou intensamente e conquistou o bicampeonato do Grande Prêmio Brasil. É um profissional diferenciado. 

Venâncio Nahid obteve até agora 77 vitórias na temporada, 42 em seu nome, e outras 35, em nome do seu segundo-gerente M.Paulo. Adélcio Menegolo finalizará na terceira posição do ranking, com desempenho espetacular dos seus pensionistas. Júlio César Sampaio e Jairo Borges estão bem próximos dos da frente, e sempre participam desta briga de cachorros grandes. José Ferreira Reis, Leonardo José Reis, Ronaldo Lima, Daniel Lopes, Christiano Oliveira, Marcos Ferreira, Jaime Aragão, Cristina Resende, Luiz Artur Fernandes, e Álvaro Castilho estão sempre nesta luta incansável para galgar posições neste disputadíssimo ranking.

PURO-SANGUE MELHOR APRESENTADO

Dois puros-sangues chamaram a atenção pela exuberância física do seu preparo atlético, fator que contribuiu de forma decisiva para os seus triunfos. Blood Champion, do Stud Happy Again, treinado por José Luiz Pedrosa Jr., e montado por Vagner Borges, e Ibirapuitã, de Luiz Felipe C.Costa Pereira, aos cuidados de Túlio Penelas. Aliás, bela farda verde/branco/grená horizontais e mangas e boné brancos envergada por Felipe Queiroz. Parabéns.

JOQUEADA DA SEMANA

Vagner Borges deitou e rolou na raia carioca. Belo trabalho do seu agente de montarias, Antônio Henrique Morgado. Entre tantos bons desempenhos gostaria de destacar a simplicidade e a eficiência no dorso de Corbusier, do Stud Fidelidade Partidária, e preparo de Edson Ricardo. O bom jóquei é aquele que faz as coisas complicadas pareceram bem simples de executar.






Outras notícias:

[21/06/2018 - 00h02min] - Conheça os potros da geração 2016 do Leilão Derby Paranaense da PRO TURFE

[20/06/2018 - 21h36min] - Nesta sexta–feira, 22 de junho, Leilão Derby Paranaense da PRO TURFE

[20/06/2018 - 09h14min] - Em busca da barbada

[20/06/2018 - 09h13min] - Líder na França tem o mesmo pedigree de Salto

[20/06/2018 - 09h12min] - F. Leandro livra 60 pontos de vantagem na estatística

[19/06/2018 - 22h00min] - Leilão Virtual de Treinamento da APPS

[19/06/2018 - 16h55min] - Filho de Frankel conquista a St Jamess Palace Stakes

[19/06/2018 - 15h33min] - Blue Point leva a King’s Stand Stakes, G1

[19/06/2018 - 14h00min] - Derby Paranaense é o destaque nacional da semana

[19/06/2018 - 13h56min] - Recife: Comissão de corridas atualiza calendário clássico.

[19/06/2018 - 09h46min] - Francisco Leandro completa 190 vitórias na temporada

[18/06/2018 - 23h40min] - Vencedores da semana no Hipódromo da Gávea

[18/06/2018 - 13h58min] - Laurens leva a melhor no Grand Prix de Diane

[18/06/2018 - 13h42min] - Gávea: pista e forfaits

[18/06/2018 - 12h57min] - Gávea, comentários e indicações – Segunda–feira, por Jorge Olympio

[18/06/2018 - 11h22min] - Gávea, comentários e indicações – Segunda–feira, por Julio Ponte

[18/06/2018 - 10h25min] - Abertos os Pré–lances para o Leilão Derby Paranaense da PRO TURFE

[18/06/2018 - 08h42min] - Estatística de jóqueis da Argentina atualizada

[17/06/2018 - 15h46min] - Campanha aprendiz Bruno Sousa – Saldo atualizado

[17/06/2018 - 15h43min] - Recife: Fernando volta a correr bem e vence o principal páreo da programação.

[17/06/2018 - 14h44min] - Stephen Foster é de Pavel

[16/06/2018 - 14h22min] - Gávea, comentários e indicações – Sabado, por Jorge Olympio

[16/06/2018 - 12h14min] - Gávea: pista e forfaits

[16/06/2018 - 12h12min] - Wild Event morre em Bagé

[16/06/2018 - 10h47min] - Gávea, comentários e indicações – Sábado, por Julio Ponte





Grande Prêmio Brasil (G1) – Gávea – 10/06/2018











12.885

12.844















Coudelaria Atafona

Coudelaria FBL

Coudelaria Intimate Friends

Coudelaria Jessica

Coudelaria Pelotense

Haras Clark Leite

Haras Iposeiras

Haras Depigua

Haras do Morro

Haras Old Friends

Haras Planície

Haras Vale do Stucky

Jorge Olympio
Teixeira dos Santos

Ronaldo Cramer
Moraes Veiga

Stud 13 de Recife

Stud Brocoió

Stud Cajuli

Stud Capitão

Stud Cariri do Recife

Stud Elle Et Moi

Stud Everest

Stud Gold Black

Stud Hulk

Stud Ilse

Stud La Nave Va

Stud Palura

Stud Quando Será?

Stud Recanto do Derby

Stud Rotterdam

Stud Spumao

Stud Terceira Margem

Stud Turfe

Stud Verde

Stud Wall Street

  Associação Carioca dos Proprietários do Cavalo Puro-Sangue Inglês