Cadastre-se e receba novidades:

Nome


E-mail

Our Captain Louis - Stud Faverest

King Five - Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Paris Seis - Haras do Morro

La Marianne - Haras Itá-Kunhã

Notorious - Haras Figueira do Lago

Galilei Thunder - Haras do Morro

Nero D’Avola - Haras Figueira do Lago

Oak Flavour - Haras Figueira do Lago

Hipness - Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Ostentacion - Stud Cajuli

Oxford Girl - Haras Figueira do Lago

Impulsione - Haras do Morro

Danish Ship - Stud Rotterdam

Ostentacion - Stud Cajuli

Nergy Of Tiger - Stud Cajuli

Joka Tango - Haras do Morro

Lexus - Stud H & R

Revoada - Haras Clark Leite

I’ve Been There - Haras do Morro

Olympic Ipswich - Haras Do Morro

Non Merci - Haras Figueira do Lago

Our Captain Louis - Stud Faverest

Nergy Of Tiger - Stud Cajuli

Alto Lá - Stud Bossa Rio

Orozco - Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Mem Cade Ce - Stud Verde

Notorious - Haras Figueira do Lago

Hecho Con Amor - Stud Verde

Impulsione - Haras do Morro

Joka Tango - Haras do Morro











Setembro | 2021

Páreo Corrido, por Paulo Gama
14/09/2021 - 09h35min

PROJETO SYNDICATE BRASIL SEGUE DE VENTO EM POPA

O treinador Fabrício Borges trouxe para o turfe brasileiro, o Projeto Syndicate Brasil, empreendimento lançado por ele com sucesso no exterior. Dois cavalos correram com a farda deste condomínio de proprietários, e, ambos ganharam, Fantino D’Anafer, montado por Leandro Henrique, e, ontem à noite, Burgermeister, com Jorge Ricardo. A base do projeto, que dura 5 meses, é a disponibilização de cotas dos puros–sangues por R$ 500,00. Feito este pagamento, o cotista não tem mais qualquer despesa durante este período. Passados estes meses estabelecidos, os prêmios faturados pelos cotistas são divididos por eles. Fabrício explica que a sua intenção era negociar em torno de 50 cotas. Entretanto, a procura foi acima do esperado.

"Já conseguimos que 69 pessoas requisitassem cotas. E, o mais interessante, é que 50% delas nunca tinham tido cavalos de corrida. E, outra curiosidade, é que 19 cotas foram compradas por pessoas de fora do país, por causa da farda, a mesma que utilizei com sucesso na Noruega e na Suécia. Uma questão de lembrança afetiva. Tem um cotista, norueguês, morador de Fortaleza, que ficou tão entusiasmado com a primeira vitória, que agora quer comprar um potro, para ele, de forma individual, no leilão de potros da semana do Grande Prêmio Paraná. O projeto é de tiro curto. Passados os 5 meses, a gente divide os prêmios, e recomeça de novo", explica.

PURO–SANGUE MELHOR APRESENTADO

O turfe carioca teve semana com apenas duas reuniões, domingo e segunda–feira. Entretanto, neste curto espaço de tempo, foram feitas excelentes apresentações por parte dos treinadores. No sexto páreo de domingo, chamou atenção, o desempenho de Jorel, um filho de Chronnos e Belle Tapit, por Tapit, de criação do Haras Anderson, e propriedade do Stud Pedudu. Adélcio Menegolo caprichou e trouxe o seu pensionista em estado atlético espetacular. O triunfo aconteceu com exibição bastante promissora, e excelente adaptação a grama.

No mesmo dia, outra performance digna de nota foi de Aeromani, defensor da farda de Agamenon Machado de Assis Berni, treinado por Luiz Esteves. Aos seis anos, o filho de Aerosol e Giumani, por Sulamani, deu um show na raia de grama carioca. Tremendo vareio na parceirada, em marca incomum, pouco acima dos 1m33s para o percurso de 1600 metros. Nítida preferência pela relva e por atuar no Rio de Janeiro, onde obteve a sua quarta vitória, em apenas sete saídas.

JOQUEADA DA SEMANA

No dorso de Limit Speed, de propriedade do turfista Omar Hamdar Najar, Edson Ferreira Filho, sem dúvida, fez lembrar o seu pai, o espetacular freio, Edson Ferreira, ganhador de dois Grandes Prêmios Brasil, com Daião, do Haras Serra dos Órgãos, em 1977, e Carteziano, defensor da farda de José Carlos Fragoso Pires Júnior, em 1988. Numa prova de ritmo alucinante, depois do seu pilotado largar devagar, ele foi frio, sereno e calculista. Fez o percurso por dentro, curva redonda, e arrancou, aos poucos, sem perder terreno, o seu pilotado por fora dos rivais. Fez partida curta e seca para ganhar com autoridade o terceiro páreo de segunda–feira. Roberto Soares Silva, como sempre acontece, apresentou em grande forma o seu pensionista.

PERSONAGEM

Jaime Moniz Barreto Aragão brilhou na apresentação de Old Man River, do Stud Caminhar, que obteve três vitórias consecutivas, do dia 2 de agosto de 2021 até ontem, dia 13 de setembro, do mesmo ano. Tive a satisfação de acompanhar toda a bela trajetória deste competente profissional, desde os primeiros passos, ao lado do seu saudoso pai, Jaime Muniz, Aragão, um mestre desta difícil carreira profissional. Jaiminho levou muita bronca, foi chamado a atenção e sofreu bastante com aquele pai severo e exigente, que nunca lhe deu trégua. Mas, hoje ele colhe os frutos da boa educação, dos ensinamentos e dos conselhos. A inscrição de Old Man River foi bastante audaciosa. Jaime poderia curtir os louros das duas vitórias disparadas. Mas, como dizia o saudoso cronista, Heitor de Lima e Silva, o Bolonha. "A história não fala dos covardes". Jaime inscreveu o seu cavalo, no intervalo de 13 dias, contra um time forte de competidores. E, Old Man River, superou a todos com absoluta autoridade. 

MOVIMENTO DE APOSTAS SE MANTÉM NA GÁVEA

O Movimento Geral de Apostas (MGA), no turfe carioca, tem mantido na mesma média de faturamento, sempre entre R$ 650 mil e R$ 700 mil, arrecadados pelo Jockey Club Brasileiro, por reunião. O resultado financeiro oscila de acordo com fatores técnicos, tais como, qualidade dos páreos, mudança de pista, condições climáticas e disponibilidade e nível técnico dos páreos de outras localidades, principalmente do turfe internacional, também disponibilizadas aos apostadores cariocas. Esta gangorra balança, de um lado para o outro. Porém, nunca se afasta do valor de R$ 700 mil, que é o valor, em média, da soma dos bolsos dos turfistas. A corrida de domingo arrecadou R$ 666.295,30. Bom resultado, se for levado em conta, que era dia do jogo, entre Palmeiras e Flamengo. E, na segunda–feira, com menos concorrência do futebol, e da indispensável necessidade de dar atenção a família, o valor do MGA subiu para R$ 715.348,81.

IMPERADOR SE IMPÔS EM KENTUCKY DOWNS

O craque argentino Imperador, de proprietário brasileiro, o Stud Rio Dois Irmãos, e treinador também brasileiro, Paulo Lobo, obteve triunfo para lá de importante, no Hipódromo de Kentucky Downs, na Calumet Turf Cup, em 2400 metros, na grama, prova de Grupo 2, que proporcionou prêmio em torno de U$ 300 mil, ao ganhador. Boa direção de Joseph Tálamo, que trouxe no colo o representante sul–americano num confronto contra ótimos corredores do turfe americano. A expectativa agora será por sua participação na Breeder’s Cup, em novembro.  



<< Anterior Próxima >>








13.140

12.844



















Coudelaria Atafona

Coudelaria FBL

Coudelaria Intimate Friends

Coudelaria Jessica

Coudelaria Pelotense

Haras Clark Leite

Haras Iposeiras

Haras Depigua

Haras Figueira do Lago

Haras do Morro

Haras Old Friends

Haras Planície

Haras Vale do Stucky

Jorge Olympio
Teixeira dos Santos

Ronaldo Cramer
Moraes Veiga

Stud Brocoió

Stud Cajuli

Stud Capitão

Stud Cariri do Recife

Stud Cezzane

Stud Embalagem

Stud Everest

Stud Gold Black

Stud H & R

Stud Hulk

Stud Ilse

Stud La Nave Va

Stud Palura

Stud Quando Será?

Stud Recanto do Derby

Stud Rotterdam

Stud Spumao

Stud Terceira Margem

Stud Turfe

Stud Verde

Stud Wall Street
  Associação Carioca dos Proprietários do Cavalo Puro-Sangue Inglês