Cadastre-se e receba novidades:

Nome


E-mail

Hispaniola Time - Haras Iposeiras

Paris Seis - Haras do Morro

Atafona Beach - Coudelaria Atafona

I Saw Everything - Stud H & R

Jackson Pollock - Stud Verde

New Prada - Stud Everest

Melhor Maneira - Stud Verde

Kim Bessinger - Stud H & R

Northern Bold - Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Gone Hollywood - Stud Verde

Mais Que Bonita - Stud Eternamente Rio

Nepal - Haras Figueira do Lago

Guaruman - Haras Planície

Oitenta Por Hora - Stud Happy Again

Parigi - Haras Clark Leite

Penélope Charming - Haras do Morro

Allister - Stud Eternamente Rio

Menina Veneno - Haras Figueira do Lago

Neusely - Haras Figueira do Lago

Queijadinha - Haras do Morro

Pepsi-Queen - Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Atafona Beach - Coudelaria Atafona

Dracarys - Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Madison - Haras Figueira do Lago

Kasablanca - Stud H & R

Mais Que Bonita - Stud Eternamente Rio

Queen Of Rio - Haras Clark Leite

New Look - Haras Figueira do Lago

Marlin Azul - Haras Figueira do Lago

Zyklus - Stud Cajuli








Junho | 2020

Páreo Corrido, por Paulo Gama
02/06/2020 - 11h15min

MAIS QUE BONITA A UM PASSO DA ETERNIDADE

Mais Que Bonita, potranca de propriedade do Stud Eternamente Rio, ganhadora das duas primeiras etapas da tríplice-coroa carioca, o GP Henrique Possolo e o GP Diana, tentará, no próximo domingo, dia 7 de junho, entrar para a galeria das tríplices-coroadas, no GP Zélia Gonzaga Peixoto de Castro. O campo da competição recebeu apenas 10 inscrições. Entretanto, durante toda a história da coroa, na ala feminina, sempre foi tarefa árdua completar a missão de vencer as três provas. Indian Chris, da Fazenda Mondesir, Virginie e Be Fair, dos Haras São José e Expedictus, Old Tune, do Haras Internacional, e No Regrets, do Haras Doce Vale, chegaram lá. Todas elas eram craques incontestáveis. Consistentes, versáteis e valentes. A pensionista de Luís Esteves tem demonstrado estas virtudes e, portanto, num dia inspirado pode entrar para esta lista histórica, no próximo domingo à tarde.

O DERBY DO CAOS

O Jockey Club Brasileiro deveria tentar liberar a entrada dos criadores e proprietários dos puros-sangues envolvidos nas duas provas de Grupo I, do final de semana, na Gávea. Por coincidência, a 3ª prova da tríplice-coroa, o GP Zélia Gonzaga Peixoto de Castro, e o GP Cruzeiro do Sul, tiveram o mesmo número de inscrições, 10 concorrentes em cada páreo. Seria enorme frustração para um criador ou proprietário ganhar o páreo dos sonhos, o Derby, e ter de assistir a prova pela televisão. O mesmo se pode dizer do proprietário de uma tríplice-coroada. Num hipódromo grandioso, como é o da Gávea, não me parece que possa ser considerado aglomeração, um total de 40 pessoas, 20 criadores, e o mesmo número de proprietários, se distribuírem na Tribuna Social. Basta fazer o convite a todos os envolvidos e solicitar que as pessoas não se dirijam ao padoque, antes dos jóqueis montarem. Na Tribuna não haverá qualquer tipo de problema de proximidade, com tanto espaço para tão poucos espectadores.

PURO-SANGUE MELHOR APRESENTADO

Não consegui decidir entre Last Colony, do Stud Invencibile, e Perverso, do Stud Golden Horses, ambos muito bem apresentados por Cláudio Peixoto de Almeida e José Antônio Lopes, respectivamente. O empate me pareceu justo. C. P. Almeida, aos poucos, supera o desastre que representou em sua careira o falecimento do titular do Stud Capitão. Aprendeu bastante com as dificuldades, sacudiu a poeira e deu a volta por cima. Talentoso e dedicado, ele possui comovente amor à profissão. Aos poucos tem colhido os frutos de suas qualidades José Antônio Lopes, o Biduca, é um profissional admirável. Apresenta os seus pensionistas sempre em estado atlético invejável. No galope de apresentação, os seus cavalos demonstram estar prontos para o que der e vier.

JOQUEADA DA SEMANA

Baita qualidade deste jovem, Bruno Queiroz. No dorso de Kim Basinger, do Stud H&R, e preparo do consagrado Dulcino Guignoni, ele autografou a conquista da estatística desta turbulenta temporada do COVID 19, 2019/2020. O páreo saiu em ritmo forte, e, ele, pela linha 1, optou por não entrar na briga prematura. Deixou a sua conduzida ficar por dentro, e acompanhar a prova nas suas mãos. A partir dos 800 metros finais, ela começou a sobrar nas patas das rivais. Bruno não se apavorou. Com a tranquilidade dos grandes jóqueis, vislumbrou a passagem por dentro. Teve então, a ousadia e a convicção de passar por um paredão de adversárias, no momento exato. E o mais importante, a tempo de defender a pule de R4 1,90 dos turfistas na Super Tri. Está montando o fino. Referência a ser batida nas próximas temporadas cariocas.

PERSONAGEM

Luís Esteves deu as cartas nas duas reuniões semanais. No sábado, ganhou três carreiras através de Melhor Maneira e Jackson Pollock, do Stud Verde, e Grata Serrana, do Haras Nijú. No domingo, apresentou Hot Jazz, do Stud Vale do Lago, em forma atlética exuberante. Confiante, arrojado e talentoso, tem escrito algumas das mais belas páginas da sua carreira de treinador nos últimos anos. E, como gosto sempre de ressaltar aqui neste espaço. Fez três inscrições no Grande Prêmio Brasil, Voador Magee, Quarteto de Cordas e George Washington, e ganhou todos. Invicto, até agora, na mais importante prova do turfe brasileiro. E mole, ou quer mais?

SÃO PAULO

Em ritmo de Roberto Casella na locução, e Jair Bala, nos comentários, as corridas de Cidade Jardim foram invadidas pelo turfe paranaense. Nos seis primeiros páreos da sexta-feira só se ouvia falar nos proprietários, jóqueis e treinadores de lá. Uma avalanche! E no dia seguinte, nas duas provas de Grupo I, o show do Haras Cima, com os seus dois craques brilhando nas provas de Grupo I. Fast Jet Court, numa atropelada fatal, no GP João Cecílio Ferraz, e este maravilhoso, Dashing Court, no tradicional GP Juliano Martins. Um craque, que corre como se estivesse brincando com os adversários. Parabéns a O. Zantedeschi, V.S. Paiva e V. Rocha, e a toda a equipe da coudelaria por um trabalho tão extraordinário. E o meu reconhecimento pessoal aos outros profissionais do Paraná, M. Decki, A. Menegolo Neto, A.B Pereira, entre outros, que tem demonstrado a força desta turma boa e competente de Curitiba. Um show!

 



<< Anterior Próxima >>








12.992

12.844



















Coudelaria Atafona

Coudelaria FBL

Coudelaria Intimate Friends

Coudelaria Jessica

Coudelaria Pelotense

Haras Clark Leite

Haras Iposeiras

Haras Depigua

Haras Figueira do Lago

Haras do Morro

Haras Old Friends

Haras Planície

Haras Vale do Stucky

Jorge Olympio
Teixeira dos Santos

Ronaldo Cramer
Moraes Veiga

Stud Brocoió

Stud Cajuli

Stud Capitão

Stud Cariri do Recife

Stud Cezzane

Stud Embalagem

Stud Everest

Stud Gold Black

Stud H & R

Stud Hulk

Stud Ilse

Stud La Nave Va

Stud Palura

Stud Quando Será?

Stud Recanto do Derby

Stud Rotterdam

Stud Spumao

Stud Terceira Margem

Stud Turfe

Stud Verde

Stud Wall Street
  Associação Carioca dos Proprietários do Cavalo Puro-Sangue Inglês