Cadastre-se e receba novidades:

Nome


E-mail

Hale Bop - Stud HRN

Haagen - Stud Ilse

Garra - Haras do Morro

Luigi Bros - Haras do Morro

Heraclito - Stud Verde

Gone Hollywood - Stud Verde

Jamegão - Haras do Morro

Hall Pass - Stud Palura

Vino Rosso - Stud Hulk

Marlene Dumas - Coudelaria Palura Mirim

Hold Your Own - Stud H & R

Jovem Acteon - Stud H & R

Juan Acteon - Stud H & R

Manancial - Stud Everest

Till To Disc - Haras do Morro

Madame Indy - Stud Palura

Eagle Beach - Stud H&R

Gone Hollywood - Stud Verde

Hale Bop - Stud HRN

Festa Pronta - Stud Verde

Manancial - Stud Everest

Madame Indy - Stud Palura

Agassi - Stud Verde

Atafona Beach - Coudelaria Atafona

Mafioso Luy - Stud Cajuli

Gata Voadora - Stud Verde

Penelope Charming - Haras do Morro

Isola Di Fiori - Haras do Morro

Agassi - Stud Verde

Historieta - Stud Snob







Agosto | 2019

Páreo Corrido, por Paulo Gama
13/08/2019 - 09h57min

RICARDINHO JÁ PLANEJA A DESPEDIDA DAS PISTAS

Jorge Ricardo completará 58 anos no próximo dia 30 de setembro. Em recuperação do grave acidente sofrido em pistas argentinas recentemente, o jóquei recordista mundial confidenciou a amigos qual seriam os seus planos para organizar a sua despedida das pistas. Ricardinho ainda não fala numa data específica para sair de cena, segundo as fontes ligadas a ele. Porém, ele já tem em mente, caso venha a ser liberado pelos médicos para voltar a exercer a profissão, como escreveria o roteiro deste encerramento do ciclo glorioso de 43 anos. A ideia do campeão seria montar em todos os hipódromos em que já atuou na América do Sul. Alguns, como é o caso de Jockey Club de Campos e de São Vicente, que tiveram as suas atividades encerradas, isto não poderá acontecer.

A caminhada final rumo a aposentadoria teria início na Argentina, num reconhecimento ao carinho, apoio e incentivo do povo argentino nas glórias e também, nos momentos difíceis, quando sofreu acidentes graves e combateu um linfoma. Depois, o piloto pretende viver um dia de corrida em outros países irmãos como Uruguai, Chile e Peru. E finalmente, no Brasil se exibiria, pela última vez, no Recife, Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo. Por último, estaria em casa, no Rio de Janeiro, na Gávea, palco de suas principais vitórias e conquistas. Por enquanto, a ideia apenas amadurece na cabeça de Jorge Ricardo. Vamos aguardar os acontecimentos. Tudo vai depender da palavra dos médicos que o acompanham na recuperação. 

PURO-SANGUE MELHOR APRESENTADO

A dupla Delmar Albres e Breno Piovesan brilhou na apresentação da potranca Intuição, de criação e propriedade do Stud Rio Dois Irmãos. Fez galope de apresentação resplandecente para disputar o quarto páreo de sábado, na Gávea, e com muita autoridade demonstrou ter futuro de sucesso nas pistas. Um primor o seu preparo atlético. Parabéns aos seus responsáveis. Menção honrosa para Cosme Morgado Neto no preparo de Karol King, do Stud Coral Gables, no primeiro páreo da reunião noturna de segunda-feira. A filha de Rock of Gibraltar, criada no Haras São José da Serra, reencontrou o seu melhor estado atlético.

JOQUEADA DA SEMANA

O introvertido bridão, Henderson Fernandes, pode se comunicar pouco fora das pistas, porém, dentro delas ele falou grosso esta semana na Gávea. Deu direção cirúrgica a Egmont, defensor do Stud Dueto, apresentado em forma exuberante pelo experiente treinador V. S. Pedersen. Correu na expectativa e deixou seu conduzido sempre por dentro, para acompanhar o ritmo forte dos mais ligeiros. Na reta fez partida curta e eficiente para obter o triunfo. Repetiu a dose com Eroe D’Anafer, de propriedade de Aldo José Laitano, e preparo exemplar da dupla Luís Felipe e Luís Artur Fernandes. Numa prova de campo numeroso e numa baliza desfavorável encontrou o caminho certo para o seu conduzido desenvolver atropelada fulminante.

PERSONAGENS

No momento em que escrevo esta coluna, na terça-feira pela manhã, ou seja, ainda não foi disputada a reunião noturna de hoje, os jovens Leandro Henrique e Bruno Queiroz já somam juntos quase 70 vitórias nos páreos disputados neste início de ano hípico carioca de 2.019/2.020. O desempenho de ambos, por enquanto, tem sido superior, em média de vitórias, a temporada anterior, o que demonstra progresso de ambos na profissão. Outros pilotos têm ido muito bem. É o caso do aprendiz W. Xavier, e dos jóqueis Carlos Lavor, Vagner Borges e Wesley Cardoso, que tentam acompanhar de perto o ritmo alucinante dos líderes.  A tarefa, entretanto, não é nada fácil. Ufa! 

FRANCISCO LEANDRO

Com Jorge Ricardo e José Aparecido, em recuperação de contusões, a representação de jóqueis brasileiros no turfe argentino ficou restrita a Francisco Leandro e Altair Domingos. Com 245 vitórias, em pouco mais de sete meses de estatística, Leandro deve repetir a conquista do ano passado no ranking portenho. Altair Domingos tem tido bons resultados, com menos montarias do que o colega, e figura na sétima posição, com possibilidades de chegar mais perto até o final da temporada, no último dia de corrida de dezembro.




<< Anterior Próxima >>








12.967

12.844















Coudelaria Atafona

Coudelaria FBL

Coudelaria Intimate Friends

Coudelaria Jessica

Coudelaria Pelotense

Haras Clark Leite

Haras Iposeiras

Haras Depigua

Haras do Morro

Haras Old Friends

Haras Planície

Haras Vale do Stucky

Jorge Olympio
Teixeira dos Santos

Ronaldo Cramer
Moraes Veiga

Stud Brocoió

Stud Cajuli

Stud Capitão

Stud Cariri do Recife

Stud Cezzane

Stud Elle Et Moi

Stud Everest

Stud Gold Black

Stud H & R

Stud Hulk

Stud Ilse

Stud La Nave Va

Stud Palura

Stud Quando Será?

Stud Recanto do Derby

Stud Rotterdam

Stud Spumao

Stud Terceira Margem

Stud Turfe

Stud Verde

Stud Wall Street
  Associação Carioca dos Proprietários do Cavalo Puro-Sangue Inglês