Cadastre-se e receba novidades:

Nome


E-mail

Elemento Fatal – Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Baccos – Stud Cajuli

Questor Maximus – Stud Nunes de Miranda

Rufus Gê – Stud Nunes de Miranda

Faraoh Nilo – Stud Capitão

Selo Negro – Stud Cajuli

Podolski – Sinval Domingues de Araujo

Energia Important – Stud Gold Black

Kurdish – Stud Capitão

Final Road – Haras do Morro

Acteon Gaúcho – Stud Hulk

Quarteto de Cordas – Haras do Morro

Ombak Bagusse – Haras Clark Leite

Escasa – Haras do Morro

Roi Plantegenêt – Stud Nunes de Miranda

Isola Di Fiori – Haras do Morro

Dracarys – Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Lookforthestars – Haras do Morro

Agassi – Stud Verde

Verso e Prosa – Stud Ilse

Last Hope – Coudelaria Jessica

Ghoul – Stud Verde

Famous Italian – Stud Palura

Risada Gaucha – Coudelaria Pelotense

Violino Solo – Haras do Morro

Gone Hollywood – Stud Verde

Palpite – Haras Clark Leite

Original Sin – Stud Gold Black

Jade Runner – Stud Palura

Obscene – Stud Gold Black









Abril | 2018

O convidado da semana, aprendiz Marcos Staiti, conta um pouco de sua trajetória
07/04/2018 - 08h48min

Sylvio Rondinelli

Uma imagem e a demonstração de amor do jovem aprendiz aos cavalos

O convidado da semana é o aprendiz Marcos Vinícius Staiti Costa, de 19 anos, nascido no Horto, tradicional bairro da Zona Sul carioca.

Marquinhos é o segundo filho do casal Fábio e Andreza Staiti, e possui mais nove irmãos, todos apaixonados por cavalos e alguns com sonho de ser jóquei como ele. Sua irmã Letícia, a mais velha, ingressou na EPT, porém não chegou a montar, e seu irmão Daniel Staiti já faz parte do time de alunos da escolinha. E por incrível que pareça, o que chama mais atenção nessa família, não é a quantidade de futuros atletas, mas a educação com que todos foram criados. E durante a nossa conversa, logo percebi o motivo de muitas pessoas comentarem aqui no JCB, que o Marcos é um “menino de ouro”. O jovem, que começou a frequentar o hipódromo ainda pequeno, esbanja educação e gentileza com todos a sua volta.

“Comecei a frequentar o Jockey Club Brasileiro quando tinha em torno de 5 ou 6 anos de idade. Sempre existiram as influências do meu bisavô e do meu avô que foi jóquei... Além do meu pai, do meu tio, entres outros... Mas a vontade de ser jóquei nasceu em mim. Meu pai sempre me apoiou em tudo e não foi diferente para que eu chegasse a exercer essa profissão. Primeiro ele me colocou para montar pôneis na Sociedade Hípica Brasileira. E quando cheguei na idade necessária, meu pai conversou com o Marcello Cardoso, através dele consegui entrar na seleção e fui escolhido para ingressar como aluno na escolinha, isso foi em 23 de fevereiro de 2015.”

Nesse momento, o jovem lembrou das dificuldades iniciais. “Minha evolução montando cavalos PSI foi bem difícil no começo, eu demorei bastante para evoluir. Só comecei a montar depois de um ano aprendendo, mesmo assim ainda era bem fraco. Mas eles não desistiram de mim! E eu comecei a evoluir já montando, com o tempo, observando os jóqueis mais experientes, escutando bons conselhos... Inclusive muitos destes conselhos vieram do ex-treinador Luiz Arthur Fernandes e também do meu professor Marcello Cardoso, ambos a quem sou eternamente grato.”

E depois de todas as dificuldades iniciais, normais em qualquer profissão, o rapaz sofreu uma queda durante os treinamentos, ficando afastado por algum tempo. “Em relação a queda, eu fiquei 3 meses e 10 dias sem poder subir em um cavalo. No começo foi uma situação bem chata, mas jamais me desmotivei, pelo contrário. Ela só me afastou por um período, daquilo que eu mais gosto de fazer, que é montar... Esse tempo parado me deixava agoniado, eu queria estar montando, fazendo o que eu mais amo e não podia! Mas isso fez com que eu me motivasse ainda mais para o futuro retorno.”

Então perguntei a ele, quais foram os prós e os contras do seu retorno às pistas. “A volta aos trabalhos foi menos complicada do que eu imaginava. Voltei com um pouco de receio nos primeiros dias, tinha medo de algum animal bolear comigo. Mas aos poucos a confiança foi voltando e quando eu fiquei totalmente preparado, eu voltei a montar... E voltei ganhando, graças a Deus! Não esqueço que tenho muitas pessoas para agradecer, todos aqueles que me apoiaram quando cai e desde o meu começo... Foram pessoas muito importantes e que fizeram a diferença na minha vida! Acima de tudo agradeço a minha família maravilhosa, ao Sr. Luiz Arthur Fernandes, ao treinador C.Garcia e a todos que sempre confiaram no meu trabalho.”

Logo o jovem passará a jóquei e nos contou sobre seus próximos objetivos. “Minhas expectativas agora, que estou passando a jóquei, é de evoluir sempre montando. Quero criar mais oportunidades para fazer o que eu gosto e vir a seguir na profissão entre os jóqueis de ponta. Quero montar provas de grupo ao lado deles e futuramente montar fora do país.”

E como de costume, mesmo que ele tenha assinado poucas montarias, já que está suspenso no sábado, pedimos para que ele comentasse as suas melhores montarias para os leitores do Raia Leve.

“Domingo eu monto Meia Lua, uma égua que quando voltei, ganhei com ela. Na última fez um quarto nesse mesmo páreo, chegando próxima. Acredito que ela deverá chegar brigando pela vitória. E na terça-feira monto a égua Grise Et Rouge, que fez ótimo segundo comigo na areia e no meio dos machos, na penúltima corrida dela. Trabalhou muito bem para correr agora e pelo grau de qualidade do páreo, ela tem alta chance de vitória. Acredito que seja a minha melhor montaria, já que assinei poucas essa semana.”

O Raia Leve agradece a possibilidade de contar um pouco sobre a vida e a carreira deste “menino de ouro”. E deseja a ele muito sucesso e novas oportunidades profissionais.

Maria Teresa Morgado



<< Anterior Próxima >>










12.893

12.844















Coudelaria Atafona

Coudelaria FBL

Coudelaria Intimate Friends

Coudelaria Jessica

Coudelaria Pelotense

Haras Clark Leite

Haras Iposeiras

Haras Depigua

Haras do Morro

Haras Old Friends

Haras Planície

Haras Vale do Stucky

Jorge Olympio
Teixeira dos Santos

Ronaldo Cramer
Moraes Veiga

Stud 13 de Recife

Stud Brocoió

Stud Cajuli

Stud Capitão

Stud Cariri do Recife

Stud Elle Et Moi

Stud Everest

Stud Gold Black

Stud H & R

Stud Hulk

Stud Ilse

Stud La Nave Va

Stud Palura

Stud Quando Será?

Stud Recanto do Derby

Stud Rotterdam

Stud Spumao

Stud Terceira Margem

Stud Turfe

Stud Verde

Stud Wall Street

  Associação Carioca dos Proprietários do Cavalo Puro-Sangue Inglês