Cadastre-se e receba novidades:

Nome


E-mail

Kurdish – Stud Capitão

Final Road – Haras do Morro

Acteon Gaúcho – Stud Hulk

Quarteto de Cordas – Haras do Morro

Ombak Bagusse – Haras Clark Leite

Escasa – Haras do Morro

Roi Plantegenêt – Stud Nunes de Miranda

Isola Di Fiori – Haras do Morro

Dracarys – Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Lookforthestars – Haras do Morro

Agassi – Stud Verde

Verso e Prosa – Stud Ilse

Last Hope – Coudelaria Jessica

Ghoul – Stud Verde

Famous Italian – Stud Palura

Risada Gaucha – Coudelaria Pelotense

Violino Solo – Haras do Morro

Gone Hollywood – Stud Verde

Palpite – Haras Clark Leite

Original Sin – Stud Gold Black

Jade Runner – Stud Palura

Obscene – Stud Gold Black

Candieiro – Stud Gold Black

Madame Renata – Stud Palura

Gaelic Princess – Coudelaria Atafona

Rio Plantagenêt – Stud Nunes de Miranda

Gotenks – Stud Gold Black

Energia Icon – Stud Snob

Casual Elegance – Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Duvida – Ronaldo Cramer Moraes Veiga








Outubro | 2017

Ricardinho retoma caminho para o recorde mundial
08/10/2017 - 10h55min

Obstinado, perseverante e predestinado. Todos estes adjetivos caem como luva em Jorge Antônio Ricardo, o maior ídolo do turfe brasileiro de todos os tempos. Depois de ficar inativo desde março, devido a fratura do fêmur da perna esquerda, Ricardinho teve reinício nas pistas nada animador. Na última quarta-feira, em San Isidro, amargou o sétimo lugar com o favorito Almendrado Key. No dia seguinte, em La Plata, caiu da égua Barbara D’Asti, na largada do nono páreo. Teria chegado a hora de desistir? Que nada! Ontem à tarde, no quinto páreo do Hipódromo de Palermo, bem ao seu estilo, de ponta a ponta, o brasileiro reencontrou o caminho do triunfo, no dorso de Blackmuss, do Haras Chanaut, e treinamento de Gregório Vivas. Depois da prova, exultante, o campeão conversou com o Raia Leve.

“Para quem ganhou mais de 12.800 páreos pode parecer um triunfo qualquer. Mas, posso afirmar que esta vitória tem um sabor muito especial. Uma das coisas mais importantes na vida é ter confiança. O atleta depende dela para ser bem sucedido. Na minha idade (56 anos), depois de sofrer lesão tão grave e passar por tantas horas de fisioterapia e de exercícios para recuperar o estado atlético, a gente precisa ganhar rápido para recuperar a confiança. As coisas não estavam dando certo apesar do meu esforço. Hoje tudo correu bem e ganhei, graças a Deus. De agora em diante vou engrenar rumo ao recorde mundial”, exultou.

Ricardinho, segundo o site www.paginadetuf.wordpress.com, especialista em estatísticas turfísticas, possuía até ontem à tarde 12.812 vitórias contra 12.844 do recordista mundial e já aposentado, Russel Baze. Com o triunfo de ontem, o brasileiro passa a ter 12.813, ou seja, depende de 31 para igualar o atual recorde e, de 32, para bater. Ricardo não monta hoje à tarde em La Plata. Deixou na dúvida a data do seu próximo compromisso. “Eu tenho a oportunidade de montar em La Plata na semana que vem. Vou analisar com calma as possibilidades. Não preciso ter pressa. Agora é só questão de tempo. Passo a passo eu vou chegar lá”, afirmou.

por Paulo Gama



<< Anterior Próxima >>










12.885

12.844















Coudelaria Atafona

Coudelaria FBL

Coudelaria Intimate Friends

Coudelaria Jessica

Coudelaria Pelotense

Haras Clark Leite

Haras Iposeiras

Haras Depigua

Haras do Morro

Haras Old Friends

Haras Planície

Haras Vale do Stucky

Jorge Olympio
Teixeira dos Santos

Ronaldo Cramer
Moraes Veiga

Stud 13 de Recife

Stud Brocoió

Stud Cajuli

Stud Capitão

Stud Cariri do Recife

Stud Elle Et Moi

Stud Everest

Stud Gold Black

Stud Hulk

Stud Ilse

Stud La Nave Va

Stud Palura

Stud Quando Será?

Stud Recanto do Derby

Stud Rotterdam

Stud Spumao

Stud Terceira Margem

Stud Turfe

Stud Verde

Stud Wall Street

  Associação Carioca dos Proprietários do Cavalo Puro-Sangue Inglês