Cadastre-se e receba novidades:

Nome


E-mail

Vai na Minha - Sinval Domingues de Araujo

Magic Touch - Stud Wall Street

Last Hope - Coudelaria Jessica

Over-Mint - Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Sweet Nana - Stud Hulk

Jon Jones - Sinval Domingues de Araujo

Three Wise Man - Stud Beto & Fafa

Grand Turk - Stud Cajuli

Kohinoor - Coudelaria Mont Blanc 2009

Evoque - Sinval Domingues de Araujo

Jorge Cassas - Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Fantástica Tatá - Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Sweet Nana - Stud Hulk

Great Gatsby - Stud Treze de Recife

Questa Parola - Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Energia Iluminada - Sinval Domigues de Araujo

Guaruman - Haras Planicie

Selo Achaque - Ronaldo Cramer Moraes Veiga

Quociente - Stud Gold Black

Jardim de Outono - Stud Treze de Recife

Mai Tai Monsoon - Stud Beto & Fafá

El Explosivo - Stud Beto & Fafá

Kremlin - Stud Hulk

Kremlin - Stud Hulk

Energia Half - Stud Hulk

Onzaneiro - Stud Beto & Fafa

Guaruman - Haras Planicie

Divina Luz - Stud TNT

Idiome - Coudelaria Atafona

Energia Important - Stud Gold Black






Páreo Corrido, por Paulo Gama [06/12/2016]

NO TURFE CARIOCA, A HORA E A VEZ DO HARAS ANDERSON

O Haras Anderson vive momento mágico no ano hípico de 2.016/17. A qualidade da coudelaria como campo de criação, o sucesso na condição de proprietário e a sistemática presença no pódio das provas clássicas não chega a ser novidade. Pelo contrário. Há muitos anos, os seus titulares buscam sempre os melhores caminhos a procura da excelência. Mas, no momento em que algumas coudelarias importantes do turfe nacional se desfazem do seu plantel na totalidade, o entusiasmo dos filhos e dos netos do querido “seu Weber” não permitiram que ele tomasse o mesmo rumo. A alegria da família também é a nossa alegria. E no Haras Anderson, o amor dos filhos pelo puro-sangue de corrida e, mais recentemente, dos netos, tem possibilitado um investimento no sentido contrário ao da crise do esporte no país. Graças a Deus!

Nos últimos meses, virou rotina nas raias cariocas, os triunfos das fardas do Haras Anderson, do Stud Gold Horse, do Stud Sweet Dani e Haras Sweet Carol. Na areia, o fantástico Chronnos. Na grama, o líder de geração, El Shaklan. E, nos últimos meses, a sequência de Emperor Roderic, Elladia, Estella Rosso, Exclusiva Girl, entre tantos outros. E, nesta semana, a confirmação absoluta do momento especial do stud através de dois animais de pura exceção. Espiritus, do Haras Sweet Carol, um filho de Drosselmeyer, criado no Haras Anderson, que deu exibição de gala no páreo de perdedores. Mas, que deixou a nítida impressão de que irá muito longe nas pistas. Que beleza de alazão!

Mas o destaque da semana turfística ficaria por conta do castanho Thunder Cat, criado no modelar e saudoso Stud Alvarenga, e com a farda do Stud Gold Horse. Depois de fazer estreia instigante entre os perdedores, num triunfo a puro galope, ele foi inscrito contra alguns dos melhores velocistas do Brasil. Apresentado em forma exuberante por Adélcio Menegolo e montado com lucidez e tranquilidade pelo bridão Ilson Correa, o filho de Desejado Thunder pulverizou os rivais, de ponta a ponta. Aos verdadeiros turfistas só resta a ansiedade de esperar, a cada semana, por nova estreia dos defensores oriundos do centro de treinamento de Friburgo. Espetacular!

JOQUEADA DA SEMANA

Alguns pilotos tiveram ótimo desempenho esta semana. Valdinei Gil ganhou oito páreos, Ilson Correa brilhou também. Mas, no dorso da potranca Figeac, de criação e propriedade do Haras Santa Rita da Serra, e treinamento de Roberto Solanês, Henderson Fernandes, sem dúvida, deu a melhor condução do conjunto de programas. Frio e paciente para esperar a passagem, preciso e enérgico nos momentos decisivos, Fernandes demonstrou ter chegado a maturidade profissional.

PURO-SANGUE MELHOR APRESENTADO

Empate entre Espiritus e Thunder Cat, ambos apresentados em estado atlético magnífico por este excepcional treinador Adélcio Menegolo. O cara nasceu para o ofício. O passeio de Espiritus no padoque, antes da estreia na última sexta-feira, não deixava dúvida sobre a dificuldade dos rivais para superá-lo. Na pista, a sua beleza confirmou a qualidade. No clássico do quilômetro, Thunder Cat, no cânter no sentido contrário, deixou bem claro que seria uma tremenda encrenca quando virasse para disputar a carreira de verdade. E o que se viu foi um furacão em alta velocidade.

PMU FRANÇA – Existe visível abismo cultural entre o turfe francês e o brasileiro. Este tema é dos mais interessantes e precisa ser desenvolvido mais detalhadamente. Mas, “en passant”, devo dizer que na França prevalecem provas de longas distâncias, ao contrário, daqui, com chuvas de páreos pela variante e no tiro curto. Nos treinos, quando lá estive, em 1994, para acompanhar Much Better, não vi nenhum treinador com cronômetro na mão. Nos centros de treinamento de Chantilly era possível ver grupos de cavalos galopando largo, no preparo para disputar páreos de 2.800, 3.200, 4.000 metros, e, por aí afora. No dia do Arco do Triunfo teve apenas uma prova clássica de velocidade. Os outros páreos eram todos em longos percursos.

O nosso espetáculo turfístico se assemelha muito mais ao estilo do turfe norte-americano e argentino. Agora, apostar na pedra de lá, na França, pode ser lucrativo e promissor. Os jogos com pote nas apostas também devem motivar o apostador brasileiro. Jogar pouco com chance de ganhar muito sempre será o objetivo ideal do jogo. Os turfistas daqui do Brasil, com exceção da turma da elite, dificilmente vão aprender a gostar de trote, charrete e páreos que são autênticas maratonas. Espero estar enganado. Com relação as apostas pode ser viável. Não se pode subestimar a PMU, gigante do assunto no âmbito mundial. Entretanto, não tenho dúvida, que seria mais fácil atrair os brasileiros para apostar nas corridas e Palermo e San Isidro. Com quatro jóqueis compatriotas, de enorme fã clube por lá, eu não tenho dúvida disso. Vamos voltar ao tema em breve.






Outras notícias:

[07/12/2016 - 09h33min] - Givanildo Duarte está de volta esta semana

[07/12/2016 - 06h33min] - Estreantes para o festival do 48º Grande Prêmio Bento Magalhães.

[06/12/2016 - 18h52min] - Boletim Oficial - JCB

[06/12/2016 - 11h40min] - Em busca da barbada

[06/12/2016 - 10h37min] - Nota de falecimento Gen. Jose Ramos Alencar

[05/12/2016 - 20h57min] - Mais uma vitória para Last Hope, hoje foi na PE Heitor de Lima e Silva

[05/12/2016 - 11h48min] - Gávea: pista e forfaits

[05/12/2016 - 11h44min] - Gávea, comentários e indicações - Segunda-Feira, por Julio Ponte

[05/12/2016 - 10h53min] - Gávea, comentários e indicações - Segunda-Feira, por Jorge Olympio

[05/12/2016 - 10h42min] - Uruguai: Coldplay é segundo no “Clásico Bizancio Y Sloop”

[05/12/2016 - 09h54min] - Todos os jóqueis brasileiros ganharam na Argentina

[05/12/2016 - 09h49min] - Missa de 7° dia - Victorino Chermont

[04/12/2016 - 20h43min] - De ponta a ponta, Fidedigno levou o Grande Prêmio Júlio Capua (Gr.III)

[04/12/2016 - 20h34min] - Thunder Cat deu um show nos mais velhos e venceu o Clássico Sabinus (L)

[04/12/2016 - 12h09min] - Gávea, comentários e indicações - Domingo, por Julio Ponte

[04/12/2016 - 11h41min] - Gávea, comentários e indicações - Domingo, por Jorge Olympio

[04/12/2016 - 11h38min] - Gávea: pista e forfaits

[03/12/2016 - 17h55min] - O Grande Prêmio Consagração (Gr.III) foi de Forbes

[03/12/2016 - 13h32min] - Cidade Jardim, comentários e indicações - Sabado, por Jorge Olympio

[03/12/2016 - 12h16min] - Gávea, comentários e indicações - Sabado, por Jorge Olympio

[03/12/2016 - 11h16min] - Gávea: pista e forfaits

[03/12/2016 - 10h44min] - Gávea, comentários e indicações - Sabado, por Julio Ponte

[02/12/2016 - 21h09min] - Venda Total do Haras dos Girassóis

[02/12/2016 - 20h20min] - Hoje o Jockey Club do Paraná comemora 143 anos

[02/12/2016 - 11h46min] - Gávea: pista e forfaits





As provas clássicas ao longo dos anos

Grande Prêmio Júlio Capua (Gr.III) - Gávea - 04/12/2016











12.742

12.844





















Coudelaria Atafona

Coudelaria FBL

Coudelaria Intimate Friends

Coudelaria Jessica

Coudelaria Pelotense

Haras Iposeiras

Haras Depigua

Haras do Morro

Haras Fazenda Eldorado

Haras Old Friends

Haras Planície

Haras Vale do Stucky

Jorge Olympio
Teixeira dos Santos

Ronaldo Cramer
Moraes Veiga

Stud 13 de Recife

Stud Beto e Fafa

Stud Brocoió

Stud Cajuli

Stud Capitão

Stud Cariri do Recife

Stud Elle Et Moi

Stud Everest

Stud Gold Black

Stud Hulk

Stud Ilse

Stud La Nave Va

Stud Mengão 1981

Stud Palura

Stud Quando Será?

Stud Recanto do Derby

Stud Rotterdam

Stud Sergio Barcellos

Stud Spumao

Stud Terceira Margem

Stud TNT

Stud Turfe

Stud Wall Street

  Associação Carioca dos Proprietários do Cavalo Puro-Sangue Inglês