Cadastre-se e receba novidades:

Nome


E-mail

King Five - Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Paris Seis - Haras do Morro

La Marianne - Haras Itá-Kunhã

Notorious - Haras Figueira do Lago

Galilei Thunder - Haras do Morro

Nero D’Avola - Haras Figueira do Lago

Oak Flavour - Haras Figueira do Lago

Hipness - Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Ostentacion - Stud Cajuli

Oxford Girl - Haras Figueira do Lago

Impulsione - Haras do Morro

Danish Ship - Stud Rotterdam

Ostentacion - Stud Cajuli

Nergy Of Tiger - Stud Cajuli

Joka Tango - Haras do Morro

Lexus - Stud H & R

Revoada - Haras Clark Leite

I’ve Been There - Haras do Morro

Olympic Ipswich - Haras Do Morro

Non Merci - Haras Figueira do Lago

Our Captain Louis - Stud Faverest

Nergy Of Tiger - Stud Cajuli

Alto Lá - Stud Bossa Rio

Orozco - Jorge Olympio Teixeira dos Santos

Mem Cade Ce - Stud Verde

Notorious - Haras Figueira do Lago

Hecho Con Amor - Stud Verde

Impulsione - Haras do Morro

Joka Tango - Haras do Morro

New Prada - Stud Everest






Vencedores da semana no Hipódromo da Gávea [19/10/2021]

Sylvio Rondinelli

Bruno Queiroz e a craque In Essence

Essa semana tivemos 22 páreos disputados no Hipódromo da Gávea, entre domingo (17/10) e segunda-feira (18/10), com destaque para as quatro provas graduadas no domingo. Foram elas:

- CLÁSSICO DERBY CLUB vencido por Adicionado (M.S.Machado / J.C.Sampaio / Giovanni Giuseppe Pompeu Maggi). Tivemos disputa acirrada na carreira disputada em 3.000 metros e com apenas quatro competidores. Nos metros finais não faltou emoção, quando Adicionado engrenou próximo ao disco, livrando pequena vantagem sobre Indigo Guerreiro, que parecia que não seria alcançado. O vencedor é filho de Public Purse e Alma Del Rio por Wild Event, que além de vencer o páreo, levou também o campeonato da Taça Quati 2021. Em sua quarta vitória na campanha (segunda clássica), o castanho completou os 3.000 metros de grama pesada em 3min11s71.

- GRANDE PRÊMIO COSTA FERRAZ (G3) vencido, pelo segundo ano consecutivo, por In Essence (B.Queiroz / C.Oliveira / Haras Santa Maria de Araras), filha de Wild Event e Requebra por Put It Back. A carreira que é a única prova de grupo da temporada para as fêmeas em 1.000 metros, foi marcada pela inteligente estratégia do Araras. Sabendo da qualidade da invicta Cherry Dóllar até então, mandou a faixa I Believe That pra cima da adversária. Nos 400 metros finais o piloto Bruno Queiroz deu a partida em sua conduzida, que passou sem luta pela defensora do Haras Alves Teixeira, e reinou absoluta para o espelho. In Essence, que em sua última atuação tinha levantado a taça do G.P.Major Suckow (G1), completou os 1.000 metros de grama em pesada em 56s13.

- GRANDE PRÊMIO ROCHA FARIA (G2), teve como vitoriosa a potranca Galilei Thunder (W.Blandi / L.Esteves / Haras do Morro). Mandada a ponta por seu piloto, a pensionista de Luis Esteves ditou muito bem o ritmo da carreira, e quando entrou na reta final, teve fôlego de sobra para suplantar o ataque das adversárias, cruzando o espelho com mais de 1 corpo sobre a segunda colocada. Filha de Goldikovic (se destacando na reprodução) e Thunder Dorf por Roi Normand, a defensora da poderosa farda do Haras do Morro completou os 2.000 metros de grama pesada em 2min04s40. Essa foi a segunda vitória na campanha (a primeira clássica) de Galilei Thunder, que promete dar mais alegrias.

- Último G1 do ano no Hipódromo da Gávea, o GRANDE PRÊMIO LINNEO DE PAULA MACHADO (G1) foi marcado pela liderança inconteste da geração por Planetário (W.Blandi / L.Esteves / Stud Red Rafa). Confirmando suas últimas atuações, o filho de Il Dodge e Aerosfera por Crimson Tide, fez uma apresentação de luxo em firme vitória, por mais de 4 corpos, nesta tradicional carreira. De criação e propriedade do Stud Red Rafa, o castanho teve um percurso impecável e na reta final atropelou com desenvoltura rumo a glória. Trabalho brilhante do treinador Luis Esteves, conquistando seu oitavo G1 este ano. Em sua quarta vitória na campanha, sendo a segunda graduada, Planetário parou os cronômetros em 2min02s75 para os 2.000 metros de grama pesada.

DESTAQUE ENTRE OS PROFISSIONAIS

Se na semana passada Bruno Queiroz passou em branco, nesta voltou com tudo, conquistando mais quatro vitórias em sua carreira. Bruninho, que foi o maior vitorioso entre os jóqueis cariocas, comemorou com: In Essence (Haras Santa Maria de Araras), a brilhante bicampeã do GP Costa Ferraz (G3) e melhor velocista do país; Falstaff (Fazenda Mondesir); Jacobsen (Stud Embalagem); e Kamotim (Zilmar Fraga Silva). 

Marcelo Gonçalves sempre regular, foi três vezes para a foto. Retornando de suspensão, Leandro Henrique venceu duas carreiras e mostrou que não deixará escapar fácil a liderança. Maikon Mesquita, Valdinei Gil, Waldomiro Blandi (vencendo os GPs Rocha Faria G2 e Linneo de Paula Machado G1) e o aprendiz Wallyson Pereira também venceram duas carreiras cada. Com uma vitória: Alexandre Correia, Henderson Fernandes, Jorge Ricardo, Muriel da Silva Machado (no Clássico Derby Club) e o aprendiz A.Duarte.

Em dias de provas importantes costuma brilhar a estrela de Luis Esteves, que no domingo venceu quatro provas e foi o destaque entre seus pares. Esteves foi para foto com: Planetário (Stud Red Rafa), no GP Linneo de Paula Machado – Grande Criterium; Galilei Thunder (Haras do Morro), no GP Rocha Faria (G2); Jeito Seu (outro do Haras do Morro); e Carta de Ouro (Haras Nijú/ Coudelaria Família Monteiro).

Adélcio Menegolo, que tinha sido o destaque no último conjunto de reuniões, teve novamente semana proveitosa e viu dois de seus pensionistas cruzarem o disco em primeiro. Dezesseis profissionais foram ao winner circleem uma oportunidade, são eles: o paranaense Antenor Menegolo Neto, Cosme Morgado Neto, Christiano Oliveira (perfeito na apresentação da Bicampeã In Essence no GP Costa Ferraz G3), Dulcino Guignoni, Daniel Peres, E.C.Reis, Fabrício Borges, José Antonio Lopes, Jairo Borges, Julio Cesar Sampaio (brilhante na apresentação do fundista Adicionado no Clássico Derby Club), José Ferreira dos Reis, Leandro Guignoni, Leonardo José dos Reis, Mauricio Chaves, Venâncio Nahid e Victor Paim.

ESTATÍSTICAS CARIOCAS

Leandro Henrique retornou de suspensão na segunda-feira e já venceu duas corridas, permanecendo na liderança, agora com 41 vitórias. Bruno Queiroz apertou o cerco e, com 37 triunfos nesta temporada, ficou com apenas quatro vitórias atrás do líder. Em terceiro continua Henderson Fernandes, agora com 27 primeiros lugares.

Com as quatro vitórias na semana, Luis Esteves chegou a 30 pontos e seguiu na liderança, com boa certa vantagem em relação ao segundo colocado. Adélcio Menegolo com 26 triunfos e Dulcino Guignoni com 25, ocupam o segundo e terceiro lugares, respectivamente.

Por Maria Teresa Morgado



Páreo Corrido, por Paulo Gama [19/10/2021]

LATINO-AMERICANO, EM MAROÑAS, É MAIOR ATRAÇÃO NO CONTINENTE

A disputado do Clássico Associação Latino-americana de Jockeys, no próximo domingo à tarde, no Hipódromo de Maroñas, em Montevidéu, no Uruguai, agita o turfe sul-americano esta semana. A tradicional carreira começou a ser disputada em 1981, e foi conquistada pelo craque Dark Brown, do Haras Rosa do Sul, conduzido por Antônio Bolino. Deste dia em diante, os puros-sangues brasileiros escreveram linda história de representatividade na competição. E, até hoje, o Brasil mantém a hegemonia de ser o país com maior número de triunfos, apesar da rotatividade da disputa, em países diferentes, a cada ano. Duplex, montado por Jorge Garcia, foi o vencedor, em 1982, seguido de Derek, com L. C. Silva, em 1983. Old Master, com Francisco Pereira Filho, em 1985, Falcon Jet, com Jorge Ricardo, em 1991, Much Better, duas vezes, em 1994 e 1996, ambas com Jorge Ricardo, Jimwaki, em 1998, outra vez, com Ricardinho, Hot Six, com Jorge Leme, em 2009, e Some In Tieme, com Waldomiro Blandi, em 2016.

Vale registrar, que o turfe brasileiro, com os seus 10 triunfos, além de ter o domínio da prova, possui também o único puro-sangue a vencer o páreo por duas vezes. Much Better, do Stud TNT. E, além disso, o jóquei com maior número de vitórias, Jorge Ricardo, que além dos triunfos com Falcon Jet, Much Better (2), e Jimwaki, também ganhou a prova em 2007, em La Plata, na Argentina, com o cavalo uruguaio, Good Report. Portanto, cinco vezes. E perdeu no tapetão, em 2016, com Don Ink, do Stud Las Monjitas, que levantou a prova na Gávea, mas foi desclassificado por medicação. Mapa Mundi, de criação do Haras Figueira do Lago, e propriedade do Stud Xeque-Mate, é o nosso valoroso representante este ano. O pensionista do extraordinário treinador, Dulcino Guignoni, será conduzido por Leandro Henrique e tem plenas condições de brigar pelo triunfo, e dar sequência a esta história de glórias. O turfe nacional ainda se fará presente através de sua criação. Aero Trem, radicado no turfe uruguaio, mas criado pelo Haras Old Friends, e Blanc De Noirs, criado no Haras Niju, e com campanha no turfe uruguaio.

Os representantes do turfe argentino são bem fortes. Os mais categorizados são Miriñaque, montaria do brasileiro, Francisco Leandro, e Village King, de criação do Haras Santa Maria de Araras, na sua seção na Argentina. Ambos têm atuações de destaque com vitórias e colocações nas provas mais importantes do calendário portenho. E, o terceiro nome, trata-se de um especialista na raia e no percurso. Sandino Ruler, montaria do consagrado Juan Carlos Noriega, corredor de provas de fundo, na pista de areia. Vem de quatro vitórias consecutivas, todas de ponta a ponta. Deu sorte no sorteio das balizas e vai largar na pedra 3. Portanto, contem com ele imprimindo o ritmo do espetáculo. Porém, repito, os outros dois atuam sempre em provas de maior gabarito. Os dois melhores cavalos peruanos são Nuremberg e Novillero. Savitar pode representar bem o turfe chileno, e Atlético Eculano, o uruguaio. Porém, dentro da normalidade, a encrenca maior vem de Buenos Aires, com Miriñaque, e Village King, dois corredores de alto nível técnico.

PURO-SANGUE MELHOR APRESENTADO

Planetário, do Stud Red Rafa, é craque. E, o seu treinador, Luiz Esteves, também. Na minha longa vivência turfística aprendi, na prática, cobrindo o turfe brasileiro pelo Jornal do Brasil, por 19 anos, e depois, no site Raia Leve, por 11, um fato infalível. Toda vez que há o encontro, entre o puro-sangue de exceção, e o tratador acima da média, as coisas acontecem naturalmente. Foi assim, com João Maciel, Falcon Jet e Much Better. Dulcino Guignoni, com Virginie e Bal A Bali. Venâncio Nahid, com Flying Finn e Pimper’s Paradise. Agora, Luiz Esteves, George Washington e Planetário. Peço mil desculpas aos caros leitores, se o futuro demonstrar que estou enganado. Isto as vezes acontece. Mas, a aceleração desde potro, Planetário, no Grande Prêmio Linneo de Paula Machado, a facilidade que ele acompanha o páreo e como troca os galões, verde, como se ainda estivesse aprendendo a correr, me permitiu, tão cedo, no início de campanha, ter a ousadia de elevar o seu patamar as alturas. Na empolgação com o momento mágico, sinto que nós todos, nos deparamos com um craque.

JOQUEADA DA SEMANA

Waldomiro Blandi é um profissional de excelência. Durante anos, o "Manivela" escreveu linda e eficiente história no turfe paulista. E a gente assistia, de longe, as narrações vibrantes do Roberto Casela, nas vitórias do popular piloto. Ganhou páreos importantes. Montou puros-sangues de alto nível. E aí, ele saiu da zona de conforto e veio de mala e cuia para o turfe carioca. Tive o privilégio de trabalhar como o seu agente de montarias. Cara espetacular! Bom caráter, amigo e bom parceiro. Profissional respeitado pelos colegas, trabalhador e eficiente. Nos treinos, uma águia. Quando ele diz que um cavalo é bom, podem ter certeza disso. Num ambiente tão competitivo, Blandi navega livre, leve e solto. Ninguém se zanga quando ele ganha. Ninguém torce contra ele. E olha, o cara atrapalha bastante a vida de todo mundo. Possui os fundamentos. Os fundamentos da raia e da vida. Por isso, fico tão feliz quando você ganha, "Tio Waldomiro". Um grande amigo que fiz no turfe. Parabéns pelo triunfo de Galilei Thunder. Você deu aula. E parabéns por Planetário. Papai do céu te deu este presente. Já estava na hora.

PERSONAGEM

VP é Show! Estava meio escondido o campeão Vítor Paim. Quantas vitórias na carreira, quantas estatísticas conquistadas na Gávea, em centros de treinamento diferentes. O treinador que acabou com o tabu, de que cavalo alojado em CT não podia ser inscrito seguidamente. Primeiro, ele repicou com 20 dias, e ganhou. Depois com 15 dias, e também ganhou. E aí, decidiu correr repicado com uma semana. Chamaram o VP de maluco. Porém, ele foi lá e também levou a melhor. Comprou o cavalo Arcobaleno, num claiming de R$ 1 mil. E aí, ele obteve 11 vitórias praticamente consecutivas. Vítor Paim, meu amigo. Aqui neste mundo a memória é curta. Esqueceram da sua história.

Muita gente não lembra do seu gesto nobre, de escrever os seus cavalos em nome do seu pai, nosso querido e saudoso, Almiro Paim. E o homenageou em vida. Ganhou uma estatística em nome dele. Logo depois, ele partiu desta vida. Eu te conheço. Eu me lembro bem. Jet Class, da simpática farda do Stud Instante Mágico, do "seu" Paulo Emílio, deu show na raia nesta semana. É um proprietário que fica sempre do seu lado. O homem sabe das coisas. O Alcebíades não apareceu para tirar foto. Pule boa. Você nem me avisou. Mas teve alguém que estava do seu lado, antes da largada, e ouviu você dizer "Se este potro perder, faço duas coisas. Primeiro, eu paro de treinar. Depois, eu tiro a roupa e saio nu do Jockey Club". Bem, agora que você fez a operação bariátrica dá para fazer isso.






Outras notícias:

[19/10/2021 - 19h10min] - Lord of Lords domina com sobras o Clássico Osaf

[19/10/2021 - 16h57min] - Jolie Olimpica faz tímido sexto em Woodbine

[19/10/2021 - 11h36min] - Clássico OSAF é maior atração de hoje em La Plata

[18/10/2021 - 17h55min] - Che Capanga se impõe no Clássico Carlos Gardel

[18/10/2021 - 17h32min] - Catalogo do Leilão de Treinamento da APPS já está disponível.

[18/10/2021 - 15h43min] - Gávea: indicações – segunda–feira, por Jorge Olympio

[18/10/2021 - 13h31min] - Gávea: comentários e indicações – segunda–feira, por Julio Ponte

[18/10/2021 - 10h03min] - Em Gulfstream Park, a vitória 4.405 de Edgar Prado

[18/10/2021 - 09h04min] - Clássico Carlos Gardel tem destaque hoje em Palermo

[18/10/2021 - 09h02min] - Turfista carioca deve ficar de olho no penetrômetro

[17/10/2021 - 18h23min] - Expressive Smart vence Clássico Jockey Club da Venezuela

[17/10/2021 - 18h02min] - Planetário reina absoluto com exibição de craque

[17/10/2021 - 16h54min] - Galilei Thunder ganha de ponta a ponta GP Rocha Faria

[17/10/2021 - 16h19min] - In Essence impõe sua classe no GP Costa Ferraz

[17/10/2021 - 15h20min] - Adicionado conquista o Clássico Derby Club e a Taça Quati

[17/10/2021 - 13h18min] - Gávea: indicações – domingo, por Jorge Olympio

[17/10/2021 - 12h36min] - Gávea: comentários e indicações – domingo, por Julio Ponte

[17/10/2021 - 12h36min] - Gávea: comentários e indicações – domingo, por Julio Ponte

[17/10/2021 - 12h00min] - Panorama de Cidade Jardim

[17/10/2021 - 10h48min] - Comentários do treinador J.F.Reis sobre suas inscrições da semana na Gávea

[17/10/2021 - 09h59min] - Clássico Jockey Club da Venezuela é destaque em La Plata

[17/10/2021 - 08h52min] - GP Linneo de Paula Machado reúne potros de qualidade

[16/10/2021 - 19h45min] - Zodiacal surpreende favoritos em San Isidro

[16/10/2021 - 18h21min] - Shantisara deu um passeio na Challenge Cup

[16/10/2021 - 17h12min] - Princeton fica pronto para o Derby Paulista





Prova Especial Helíaco - Gávea - 22/02/2021









13.134

12.844



















Coudelaria Atafona

Coudelaria FBL

Coudelaria Intimate Friends

Coudelaria Jessica

Coudelaria Pelotense

Haras Clark Leite

Haras Iposeiras

Haras Depigua

Haras Figueira do Lago

Haras do Morro

Haras Old Friends

Haras Planície

Haras Vale do Stucky

Jorge Olympio
Teixeira dos Santos

Ronaldo Cramer
Moraes Veiga

Stud Brocoió

Stud Cajuli

Stud Capitão

Stud Cariri do Recife

Stud Cezzane

Stud Embalagem

Stud Everest

Stud Gold Black

Stud H & R

Stud Hulk

Stud Ilse

Stud La Nave Va

Stud Palura

Stud Quando Será?

Stud Recanto do Derby

Stud Rotterdam

Stud Spumao

Stud Terceira Margem

Stud Turfe

Stud Verde

Stud Wall Street
  Associação Carioca dos Proprietários do Cavalo Puro-Sangue Inglês